Pântano do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pântano do Sul
  Distrito do Brasil  
Barcos no mar junto à praia do Pântano do Sul
Barcos no mar junto à praia do Pântano do Sul
Área
- Total 47,68 km²
População
 - Total 5 824
    • Densidade 122,1 hab./km²
Rendimento médio mensal 885,75 reais (PNUD - 2000)

Pântano do Sul é um distrito e uma praia de Florianópolis, capital do estado brasileiro de Santa Catarina. O distrito foi criado pela Lei nº 1.042/66, de 12 de agosto de 1966, tendo sido instalado em 10 de dezembro de 1967. A sede do distrito é a localidade do Pântano do Sul.

Situa-se no extremo sul da ilha de Santa Catarina. A praia é de areia fina, e o bairro é um típico retrato das antigas colônias de pescadores tradicionais de Florianópolis. Há diversos restaurantes especializados em frutos do mar.

Sambaqui do Pântano do Sul[editar | editar código-fonte]

A Praia Pantâno do Sul guarda um grande património arqueológico, infelizmente negligenciado pelas autoridades e população há décadas, restando hoje em dia pouco do que existiu[1]. Nela se localizava um importante sambaqui, estudado na década de 1970 pelo Padre Rohr, importante pesquisador e arqueólogo da história catarinense[1]. Tal sambaqui se destaca, entre outras características importantes, por ser um dos sambaquis catarinenses com maior registro de zoólitos encontrados, que são objetos feitos de pedra esculpidos pela cultura pre-histórica dos sambaquieiros.[1] Escavações realizadas em 1975 encontraram também ossadas humanas, além de cerâmicas e outros achados que comprovam que o local foi habitado no passado Pré-Colonial por pelo menos três culturas distintas: Tradição Taquara/ Itararé, Sambaquieira e Guarani.[1] Tanto os zoólitos quanto as ossadas humanas estão resguardados no Museu do Homem do Sambaqui, no centro de Florianópolis.[1]

Localidades do distrito[editar | editar código-fonte]

As outras localidades do distrito, que possui uma área total de 47,68 km², são:

  1. Costa de Dentro
  2. Lagoa do Peri
  3. Lagoinha do Leste
  4. Praia da Armação
  5. Praia do Matadeiro
  6. Praia da Solidão
  7. Praia do Saquinho

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma praia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b c d e GARCIA, JEFFERSON BATISTA (2018). «Patrimônio Arqueológico: Os Artefatos Zoomorfos e Antropomorfos Sambaquieiros do Estado de Santa Catarina» (PDF). Dissertação de Mestrado em Patrimônio Cultural e Sociedade pela Univille. Consultado em 14 de agosto de 2019