Demétrio Paleólogo (filho de Andrônico II)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Demétrio Ângelo Ducas Paleólogo (em grego: Δημήτριος Ἄγγελος Δούκας Παλαιολόγος; transl.: Demetrios Angelos Doukas Palaiologos; ca. 1295 – depois de 1343) era filho do imperador bizantino Andrônico II Paleólogo (r. 1282-1328) com sua segunda esposa, Irene de Monferrato.

História[editar | editar código-fonte]

Nascido por volta de 1295. Demétrio era o mais novo dos filhos de Andrônico. Em 1304, ele foi enviado para a corte do rei sérvio Estêvão Uros II Milutino para se preparar para suceder o pai. A estadia, contudo, foi breve e Demétrio retornou para Constantinopla em menos de dois anos. Em 1306 ele recebeu o título mais alto da corte, o de déspota. Na guerra civil de 1321-1328, Demétrio tomou o partido do pai contra seu sobrinho, Andrônico III Paleólogo. Entre 1327 e 1328, já nos estágios finais da guerra, ele serviu como governador de Tessalônica. Finalmente, ele foi forçado a fugir para a Sérvia enquanto sua esposa filhos foram capturados, mas acabou retornando depois da vitória final de Andrônico III. Ele foi acusado de conspirar contra ele em 1336-1337, mas as acusações foram abandonadas. Nada mais se sabe sobre ele depois de 1343.

Demétrio também era um talentoso teólogo e iluminador de manuscritos. A identidade de sua esposa nunca foi declarada abertamente, mas é muito provável que tenha sido Teodora Comnena, com quem teve uma filha, a futura imperatriz Irene Paleóloga, e pelo menos mais um outro filho ou filha de nome desconhecido.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • (em alemão) Trapp, Erich; Beyer, Hans-Veit; Kaplaneres, Sokrates; Leontiadis, Ioannis (1989). "21456. Παλαιολόγος, Δημήτριος Ἄγγελος Δούκας ". Prosopografia do Império Romano Tardio 9. Vienna: Verlag der Österreichischen Akademie der Wissenschaften.