Irene Paleóloga (imperatriz bizantina)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Irene Paleóloga
Imperatriz-consorte bizantina
Governo
Reinado 15 de abril de 13531357
Consorte Mateus Cantacuzeno
Antecessor Irene Asanina e Helena Cantacuzena
Sucessor Helena Cantacuzena
Dinastia Paleólogos
Vida
Nome completo Irene Palaiologina
Filhos João Cantacuzeno
Demétrio I Cantacuzeno
Teodora Cantacuzeno
Helena Cantacuzena
Maria Cantacuena
Pai Demétrio Paleólogo
Mãe Teodora

Irene Paleóloga (em latim: Irene Palaiologina) foi a imperatriz-consorte do imperador bizantino Mateus Cantacuzeno.

Família[editar | editar código-fonte]

Irene era filha do déspota Demétrio Paleólogo e sua esposa Teodora. Seus avós paternos eram Andrônico II Paleólogo e sua segunda esposa, Irene de Monferrato.

Entre os tios paternos de Irene estavam Miguel IX Paleólogo e Teodoro I de Monferrato. Entre as tias maternas estava Simonis Paleóloga.

Imperatriz[editar | editar código-fonte]

Em 26 de outubro de 1341, seu sogro, João VI, foi coroado imperador em Didimoteico. Seu rival era o imperador em Constantinopla, João V Paleólogo. A guerra civil entre os dois perdurou até 1347, quando, no dia 3 de fevereiro, os dois lados finalmente chegaram num acordo. João VI foi aceito como imperador sênior e João V, co-imperador júnior.

Em 15 de abril de 1353, Mateus, marido de Irene, foi declarado co-imperador. O conflito entre João V e João VI se reiniciou, pois havia um acordo de que a sucessão se daria pelos descendentes de João V e não de Cantacuzeno. Irene era, neste momento, a terceira imperatriz-consorte bizantina, juntamente com sua sogra, Irene Asanina (esposa de João VI Cantacuzeno) e sua cunhada Helena Cantacuzena (esposa de João V Paleólogo). Em de dezembro do ano seguinte, João VI abdicou. Ele e Asanina se retiraram para mosteiros distintos e João assumiu o controle da capital imperial. Mateus manteve seu título e o comando de parte da Trácia como seu domínio pessoal.

Mateus e Irene foi capturados por forças sérvias em fevereiro de 1356 e permaneceram em cativeiro até serem libertados por João V em dezembro do ano seguinte. Mateus foi forçado a abdicar e Irene deixou de ser considerada imperatriz. Não se sabe quando morreram.

Casamento[editar | editar código-fonte]

A "História" de João VI Cantacuzeno conta que o casamento de Irene e Mateus ocorreu em 1340. O jovem imperador era filho de João VI com Irene Asanina. Eles tiveram pelo menos cinco filhos:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Irene Paleóloga (imperatriz bizantina)
Nascimento:  ? Morte:  ?
Títulos reais
Precedido por:
Irene Asanina e Helena Cantacuzena
Imperatriz-consorte bizantina
1353–1357
com Irene Asanina (1353–1354)
Helena Cantacuzena (1353–1357)
Sucedido por:
Helena Cantacuzena

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Charles Cawley. Verbete de Irene (em inglês) Medieval lands. Visitado em 25/06/2013.