Cornélia Salonina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Cornelia.
Cornélia Salonina
Imperatriz-consorte romana
Портрет Корнелии Салонины.jpg
Busto em mármore de Salonina
Reinado outubro de 253-setembro de 268
Consorte Galiano
Antecessor(a) Cornélia Supera
Nome completo Julia Cornelia Salonina
  Bitínia, Anatólia
Morte setembro de 268
  Mediolano, Itália
Filho(s) Valeriano II
Salonino
Mariniano

Júlia Cornélia Salonina ou apenas Salonina (m. setembro de 268) foi uma imperatriz-consorte romana como esposa do imperador Galiano. Sua origem é desconhecida, mas, segundo uma teoria moderna, ela seria natural da comunidade grega da Bitínia,[1][2][3] que era, na época, parte da província da Bitínia e Ponto, na Ásia Menor. Porém, há quem duvide disto.[4]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Cornélia se casou com Galiano por volta de dez anos antes da ascensão dele ao trono. Quando ele se tornou coimperador com o pai, Valeriano, em 253, ela foi nomeada augusta. Os dois tiveram três filhos, os futuros imperadores Valeriano II, Salonino e Mariniano.[5]

O destino dela depois do assassinato de Galiano durante o cerco a Mediolano, em 268, é desconhecido. É provável que ela teria tido a vida poupada[6] ou que tenha perecido juntamente com os demais membros de sua família por ordem do senado romano.[7]

Seu nome aparece nas moedas romanas com a inscrição em latim CORNELIA SALONINA. Porém, nas moedas gregas, aparecem também os nomes IULIA CORNELIA SALONINA, PUBLIA LICINIA CORNELIA SALONINA e CORNELIA CHRYSOGONA (que significa "feita de ouro").

Títulos reais
Precedido por:
Cornélia Supera
Imperatriz-consorte romana
253–268
Sucedido por:
Úlpia Severa
Precedido por:
Herênia Etruscila
Imperatriz-mãe do Império Romano
260
Sucedido por:
Eutrópia

Referências

  1. De acordo com Bray (1997), pp.30, 347, entre os defensores desta teoria está Andreas Alföldi in Die Vorherrschaft der Pannonier im Römerreiche und die Reaktion des Hellenentums unter Gallienus, Studien zur Geschichte der Weltkrise des 3, ahrhunderts nach Christus. M.78 Taf. Darmstadt, 1967 and R. Munsterburg in Numismatische Zeitschrift, vol. LVIII, 1925, p.41
  2. Lissner, Ivar (1958). The Caesars: might and madness. [S.l.]: Putnam. p. 291. OCLC 403811 
  3. Bengtson, Hermann – Bloedow, Edmund Frederick (1988). History of Greece: from the beginnings to the Byzantine era. [S.l.]: University of Ottawa Press. p. 344. ISBN 0-7766-0210-1 
  4. Bray (1997), p.30, que cita Jean Gagé, Programme d' italicité et nostalgies d'hellénisme autour de Gallien et Salonine, Aufstieg und niedergang der Römischen Welt, vol. 5, New York, 1975, ISBN 3-11-004971-6, p.839
  5. Bray (1997), pp.50-51
  6. Bray (1997), p.308
  7. Watson, Alaric. Aurelian and the Third Century, Routledge, Oxon, 1999. ISBN 0-415-30187-4, p.41

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bray, John (1997). Gallienus : A Study in Reformist and Sexual Politics (em inglês). Kent Town: Wakefield Press. ISBN 1-86254-337-2 
  • William Smith, ed. (1870). Dictionary of Greek and Roman Antiquities. Salonina (em inglês). [S.l.: s.n.] Consultado em 22 de julho de 2013. Arquivado do original em 6 de maio de 2008 
  • Minaud, Gérard (2012). «11». Les vies de 12 femmes d’empereur romain - Devoirs, Intrigues & Voluptés. La vie de Cornélia Salonina, femme de Gallien (em francês). Paris: L’Harmattan. p. 263-284 
  • Stevenson, Seth William (1889). Dictionary of Roman Coins (em inglês). [S.l.: s.n.] 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Cornélia Salonina