Derivada material

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em matemática, a derivada material[1] [2] é uma derivada tomada ao longo de um caminho movendo-se com velocidade v, e é frequentemente utilizada em mecânica dos fluidos e mecânica clássica. Ela é descrita como a taxa de variação em relação ao tempo de alguma quantidade (tal como calor ou momento) que está sendo transportado por correntes de fluido.

Há vários outros nomes ao operador, incluindo:

  • derivada substantiva[3]
  • derivada substancial[1]
  • derivada Lagrangiana[4]
  • derivada de Stokes[3]

Definição[editar | editar código-fonte]

A derivada material de um campo escalar φ( x, t ) e de um campo vetorial u( x, t ) são definidas respectivamente como:

onde a distinção é que é o gradiente de um escalar, enquanto é a derivada tensorial de um vetor. No caso de uma derivada material de um campo vectorial, o termo v•∇u pode tanto ser interpretado como v•(∇u) envolvendo a derivada tensorial de u, ou como as (v•∇)u, levando ao mesmo resultado.[5]

Inconvenientemente, o termo derivada convectiva é utilizada por vezes tanto para se referir a derivada material Dφ/Dt ou Du/Dt, quanto para o termo referente a taxa de variação espacial, v•∇φ ou v•∇u.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Bird, R.B., Stewart, W.E. and Lightfoot, E.N. (2007). Transport Phenomena Revised Second Edition ed. John Wiley & Sons [S.l.] ISBN 978-0-470-11539-8. , p. 83.
  2. a b Batchelor, G.K. (1967). An Introduction to Fluid Dynamics Cambridge University Press [S.l.] ISBN 0521663962. , p. 72–73.
  3. a b Granger, R.A. (1995). Fluid Mechanics Courier Dover Publications [S.l.] ISBN 0486683567. , p. 30.
  4. Mellor, G.L. (1996). Introduction to Physical Oceanography Springer [S.l.] ISBN 1563962101. , p. 19.
  5. Emanuel, G. (2001). Analytical fluid dynamics Second edition ed. CRC Press [S.l.] ISBN 0849391148.  pp. 6–7.