Diocese Anglicana de São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Diocese Anglicana de São Paulo
Brasão da Diocese Anglicana de São Paulo.
Orientação Anglicana
Origem 1969
Sede Rua Borges Lagoa, 172 Vila Clementino,
São Paulo (cidade), São Paulo
Localização São Paulo

A Diocese Anglicana de São Paulo atua no estado de São Paulo. Ela foi criada em 1969 e instalada em 1970. Em 2012 teve seu Cisma da IEAB (Igreja Episcopal Anglicana do Brasil) Assim se desligando da Comunhão Anglicana, sua vertente pode assim se dizer é o Movimento Anglicano no Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

A Diocese Anglicana de São Paulo tem origem na expansão missionária da então Igreja Episcopal Brasileira, quando em 1920, um grupo de clérigos foram enviados à região para impulsionar os trabalhos da Igreja Episcopal na Cidade de São Paulo, sob os cuidados do Bispo Lucien Lee Kinsolving. Em 20 de abril do mesmo ano ocorreu a primeira celebração da santa comunhão, presidida pelo Reverendo George Upton Krischke, no salão nobre da Associação Cristã de Moços (ACM) e durante dois meses se realizaram os cultos dominicalmente no mesmo espaço. A Capella do Salvador se torna a primeira missão da Igreja Episcopal, sendo posteriormente elevada à condição de paróquia, sob o título de Paróquia da Santíssima Trindade.

Da mesma forma a expansão da Igreja Episcopal na região de São Paulo deve-se ao trabalho da comunidade japonesa anglicana, em especial, ao Reverendo João Yasoji Ito. A comunidade japonesa era formada tanto por imigrantes membros da Igreja Anglicana do Japão (conhecida como Seikokai), como por imigrantes que foram aderindo à fé anglicana por meio do trabalho missionário. Entre as comunidades anglicanas formadas por japoneses destacam-se a do bairro de Manga Larga, na cidade de Registro (São Paulo), cuja Igreja de Todos os Santos foi o primeiro templo religioso erguido por japoneses no Brasil, e a Paróquia de São João, na cidade de São Paulo, cujos serviços religiosos até hoje são realizados em português e em japonês.

Devido à necessidade de expandir os trabalhos da Igreja pelo país, é decidida a criação de uma nova unidade diocesana para a região. A Diocese Anglicana de São Paulo (DASP) surge como parte do desmembramento da Diocese Central, que dá origem a três dioceses: Sul Central, com sede em São Paulo; Diocese Setentrional, com sede em Recife (futura Diocese Anglicana do Recife); e a Diocese Missionária de Brasília (Diocese Anglicana de Brasília). A DASP foi criada em 1969, abrangendo inicialmente os estados de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul, mas só foi efetivamente instalada em outubro de 1970, quando foi eleito o primeiro Bispo Diocesano, Bispo Elliot Lorenz Sorge, sagrado na Paróquia da Santíssima Trindade.[1] Esse fato marcou a história da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, pois foi primeira vez que uma diocese escolhia o seu próprio bispo e a primeira eleição de bispo realizada após a autonomia administrativa da IEAB em relação à Igreja Episcopal dos Estados Unidos. Depois de Sorge, a DASP teve mais cinco bispos: Sumio Takatsu, Glauco Soares de Lima (também Bispo Primaz da IEAB), Hiroshi Ito, Roger Bird e o atual, o bispo Flávio Irala.

Em setembro de 2014, a DASP sediou a visita do Arcebispo de Cantuária Justin Welby, que esteve no Brasil para participar de um encontro de partilha com lideranças clericais e leigas da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, a 19ª Província da Comunhão Anglicana. O encontro ocorreu nas dependências da Paróquia da Santíssima Trindade, onde o Arcebispo se reuniu com o Bispo-Primaz da IEAB, Bispo Francisco de Assis da Silva, juntamente com os demais bispos da Igreja, fiéis, líderes de outras religiões e denominações cristãs, além de autoridades governamentais e jornalistas.[2]

Bispos diocesanos[editar | editar código-fonte]

A relação dos Bispos diocesanos, ininterrupta, deste a criação da Diocese é:

  • Bispo Elliot Lorenz Sorge (1º Bispo Diocesano) - 1971 a 1977.
  • Bispo Sumiu Takatsu - 1977 a 1989.
  • Bispo Glauco Soares de Lima – 1990 a 2002.
  • Bispo Hirosshi Ito - 2002 a 2006.
  • Bispo Roger Douglas Bird - 2007 a 2012.
  • Bispo Flávio Augusto Borges Irala - 2012 até o presente.

O cisma da Catedral Anglicana de São Paulo[editar | editar código-fonte]

Semelhante ao que aconteceu na Diocese Anglicana do Recife, a DASP experimentou um grande cisma no ano de 2012, quando a Catedral Anglicana de São Paulo[3], liderada pelo Reverendo Aldo Quintão, se desligou da DASP, tendo o apoio de muitos clérigos e dos bispos Glauco Soares de Lima e Roger Bird. Desde então, o Movimento Anglicano no Brasil (MAnB), como tem se intitulado, tem conduzido a Catedral, assim como algumas paróquias no estado de São Paulo e em outros estados do Brasil. Diferente de outros cismas que ocorreram na IEAB, a exemplo da Igreja Anglicana – Diocese do Recife (ligada à GAFCON) e da Igreja Episcopal Carismática do Brasil (ligada ao Movimento de Convergência dos Estados Unidos), o Movimento Anglicano no Brasil é uma Igreja Particular que não está ligada a nenhuma instância associativa anglicana, nem à Comunhão Anglicana.

A crise na DASP teve início em 2012, durante o 47º Concílio Diocesano, quando o então Bispo Roger Bird declarou o cancelamento do Concílio, alegando irregularidades em relação aos Cânones Diocesanos, mesmo tendo o Concílio recebido o parecer favorável da Comissão Nacional de Constituição e Cânones da IEAB sobre a legalidade da eleição episcopal do bispo Flávio Irala. Foi impetrada uma ação judicial para a anulação do Concílio e sua eleição, e posteriormente a Catedral Anglicana de São Paulo junto com a Paróquia de Todos os Santos realizaram assembleias paroquiais para alteração do estatuto das instituições, culminando no desligamento de tais comunidades da Diocese Anglicana de São Paulo e da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil. Desse modo, a Diocese Anglicana de São Paulo possui um Bispo Diocesano, porém, até o momento, não foi instituída uma nova Catedral.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. KICKHOFEL, Oswaldo. Notas para uma história da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil. Porto Alegre: IEAB, 2015.
  2. Arcebispo da Cantuária visita o Brasil e se reúne com lideranças da IEAB (em português)
  3. Site da Catedral Anglicana de São Paulo (em português)
  4. Sinais de Esperança e Mobilização na DASP (em português)