Discussão:Joe Biden

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Presidente eleito[editar código-fonte]

Dado o amplo número de fontes existente que o definem como "Presidente eleito dos Estados Unidos" me parece enganoso não colocar isso no artigo a esse ponto. Chico Venancio (discussão) 🔵 17h55min de 7 de novembro de 2020 (UTC)

Sim de acordo. a wiki mate discussão 01h44min de 8 de novembro de 2020 (UTC)
Symbol declined.svg Discordo Oficialmente os Estados tem até o dia 08 de dezembro para decidirem quaisquer controvérsias referente as eleições e o eleitores do colégio eleitoral se reúnem para votação apenas dia 14 de dezembro. Além disso a homologação pelo Senado dos EUA deve ocorrer apenas no dia 3 de janeiro de 2021 conforme informações do Arquivo Nacional. Não há resultado oficial, apenas projeções dos veículos de mídia americanos. Há também recontagens e ações legais em andamento para apuração de possíveis fraudes eleitorais. Não consta na Constituição americana que veículos de mídia como jornais e canais de televisão tenham algum peso na decisão do vencedor das eleições. Deixar o artigo como "presidente eleito" é desinformar o público com informações falsas. Danilobrs (discussão) 17h33min de 19 de novembro de 2020 (UTC)
Não é "desinformar o público com informações falsas", mas sim uma antecipação dos resultados. Aqui só é repassado o que as fontes transmitem. De fato, ele deve ser empossado, mas oficialmente ainda não foi eleito até o dia 14. Tecnicamente seu ponto está correto, mas isso é uma mera formalidade.--BrunoG. 11-11 (DctribAElogsBMF) 18h49min de 19 de novembro de 2020 (UTC)
Symbol declined.svg Discordo Tratar como "mera formalidade" a oficialização dos resultados eleitorais pelas instituições da República dos EUA para o cargo político mais importante do país não é sensato e correto. Independente das projeções ainda há uma batalha jurídica em vários estados e recontagens. O presidente em exercício, por direito, ainda possui diversos recursos legais inclusive na Suprema Corte daquele país, o que pode alterar totalmente o resultado atual projetado pelos veículos de comunicação. Não há resultado oficial, apenas projeções, feitas por veículos de comunicação. Tratar como "presidente eleito" sem termos ainda um resultado homologado pelas instituições oficiais é danoso e causa desinformação ao público. Danilobrs (discussão) 14h26min de 22 de novembro de 2020 (UTC)
É uma mera formalidade, sim, pois na prática já sabemos que ele foi o vencedor e será o próximo presidente. Essas questões envolvendo batalha jurídica e recontagens não vão dar em nada (recentemente a Geórgia confirmou a vitória de Biden após recontagem, por exemplo) e Trump vai usar tudo que estiver a seu alcance para não admitir o resultado. Não se deve dar peso as conspirações levantadas pela cúpula republicana. Esta wikipédia segue o padrão de todas as outras. A única que fez essa ressalva foi a es-wiki.--BrunoG. 11-11 (DctribAElogsBMF) 14h25min de 22 de novembro de 2020 (UTC)
Symbol declined.svg Discordo Bruno, na prática não sabemos de nada até o resultado oficial dia 3 de janeiro de 2021 que é quando o Senado dos EUA se reúne para homologar o resultado, isso é um fato quer você goste dele ou não. Quando você diz que as batalhas jurídicas "não vão dar em nada" está se baseando em quais informações? Você possui informações privilegiadas do alto escalão governamental e jurídico americano pra afirmar isso, á apenas a sua opinião ou está se baseando única e exclusivamente nas projeções midiátiacas? O que você acha mais justo e sensato, confiar nos veículos de comunicação ou no Senado dos EUA para determinar o vencedor? Novamente, sugiro a remoção do termo "Presidente Eleito" até que o resultado seja oficializado pelo Senado e instituições daquele país. Danilobrs (discussão) 14h33min de 22 de novembro de 2020 (UTC)

─────────────────────────Citação: Quando você diz que as batalhas jurídicas "não vão dar em nada" está se baseando em quais informações?
Na verdade, desde antes da eleição eu já tinha 100% de certeza que ele iria contestar o resultado em caso de derrota e que o processo iria se arrastar. As acusações, que como voce falou, são legítimas e ele tem o direito de acusar, são palavras jogadas ao vento e tem que ser muito ingênuo para achar que pode dar em alguma coisa. Temos motivos de sobra para acreditar no resultado. O próprio partido Republicano desaprova essas acusações.
Citação: Você possui informações privilegiadas do alto escalão governamental e jurídico americano pra afirmar isso, á apenas a sua opinião ou está se baseando única e exclusivamente nas projeções midiátiacas?
Na verdade, as autoridades contradizem Trump. E não são projeções midiáticas, pois a população já votou e agora só falta os membros do Colégio Eleitoral votarem conforme o resutado obtido. Nessa situação, só há duas possibilidades do resultado não se concretizar, certo? alguma fraude detectada que invalide e reverta alguma apuração ou os delegados desrespeitarem os votos do estado, o que convenhamos, não é a coisa mais comum do mundo. Pelas duas vias, as chances de uma virada são remotas, ínfimas. As acusações de fraude são levianas e a vantagem de Biden foi muito expressiva.
Citação: O que você acha mais justo e sensato, confiar nos veículos de comunicação ou no Senado dos EUA para determinar o vencedor?
A pergunta não faz muito sentido, pois não são posições antagônicas (do tipo, confia em um ou no outro?). O Senado só confirmará, ou não. Mas agora eu é que levanto uma questão: em quem você confia mais, no Departamento de Segurança Interna dos EUA, que disse que as eleições foram seguras, ou na palavra de um mentiroso contumaz como o Trump?--BrunoG. 11-11 (DctribAElogsBMF) 16h03min de 22 de novembro de 2020 (UTC)

Danilo, falso. Na Wikipédia, o conteúdo é baseado em fontes fiáveis e não em teorias conspiratórias retiradas de redes sociais. As fontes afirmam, incontestavelmente, que Biden é o presidente eleito dos Estados Unidos: ABC News, CNN, Fox News, The New York Times, etc. Essas fontes bastam para afastar vossas suposições. Ademais, de fato, o Colégio Eleitoral se reúne apenas em dezembro, mas ocorre que as regras do processo eleitoral norte-americano são claras o suficiente para afirmar que Biden é o presidente eleito do país, conforme feito pelas referências citadas. Ademais, a Wikipédia em Português, assim como outras versões, indicaram Trump como presidente eleito antes do Colégio Eleitoral confirmar sua vitória, logo após o dia da eleição (versão de 9 de novembro). Diga-se que a vitória de Trump foi bem menor que a de Biden, tanto no plano nacional como nos estados decisivos. Por fim, as acusações de fraude não tem qualquer embasamento e estão sendo repetidamente rejeitadas pelos tribunais do país e pelas autoridades competentes. Érico (disc.) 20h39min de 19 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo Érico, não temos um resultado oficial das eleições americanas. As regras do processo eleitoral norte-americano não incluem projeções dos veículos de comunicação para homologar oficialmente o presidente eleito, isso é um fato e tratar essas projeções como resultado final é um erro dado o cenário atual de contestações e batalhas legais em andamento. Esse ano há uma eleição atípica naquele país. Sobre as acusações de fraude é legalmente justo e é um direito do presidente em exercício as contestações. As acusações de fraudes são legítimas e estão sendo investigadas pelas autoridades daquele país. Alguns exemplos relacionados a fraudes podem ser vistos aqui, aqui e aqui apenas para citar matérias jornalísticas da última semana. Por fim, resultados anteriores de eleições não devem ser utilizados pra determinar futuros vencedores, novamente, apenas nos dão uma projeção. Sugiro que seja removido o termo "Presidente Eleito" do artigo em discussão por razões óbvias até que a eleição seja homologada pelo Senado dos EUA. Danilobrs (discussão) 14h24min de 22 de novembro de 2020 (UTC)
Não. Biden é o presidente eleito dos EUA e lamento que não queira aceitar isso, mas na Wikipédia valem as fontes, que o intitulam assim, e não caprichos pessoais. O conteúdo não será alterado. Érico (disc.) 16h36min de 22 de novembro de 2020 (UTC)
Érico, Biden não é o presidente eleito, pois ainda não há resultado oficial, apenas projeções dos veículos de comunicação. Não há caprichos pessoais aqui, estou querendo apenas colocar um ponto importante e bastante relevante na edição do artigo para que o público não seja desinformado. Pessoalmente pra mim tanto faz quem é o presidente eleito dos EUA. A Wikipédia não deve ser editada conforme as orientações ideológicas dos seus colaboradores e sim por fatos concretos. Se você ou qualquer um aqui gosta ou não do Trump isso deveria ser irrelevante para um artigo de uma enciclopédia. Sugiro novamente que que o termo "Presidente Eleito" seja removido do artigo, pois não temos um fato concreto aqui levando o público a desinformação. A Wikipédia não é um jornal. Danilobrs (discussão) 21h59min de 22 de novembro de 2020 (UTC)
As fontes afirmam que Biden é o presidente eleito. Portanto, é desta forma que deve ser tratado em uma enciclopédia. Talvez pudéssemos registrar que, até o momento, Trump perdeu em 34 dos 36 processos iniciados para tentar contornar a clara derrota. Falando em Trump, a Wikipédia o denominava "presidente eleito" um dia após sua eleição, em 2016. Não lembro de vê-lo reclamando ou qualquer outro. Então, quem está sendo ideológico aqui? Enfim, o que foi necessário falar sobre esta situação, já o foi. Érico (disc.) 23h37min de 22 de novembro de 2020 (UTC)
Symbol declined.svg Discordo Uma enciclopédia deve tratar de fatos concretos. O vencedor da eleição dos EUA de 2020 ainda não é um fato concreto. Se foi colocado no artigo de Trump em 2016 foi um erro. Na Wikipédia em espanhol tiveram mais maturidade em tratar deste assunto esse ano. Isso aqui não é um jornal e sua antipatia por qualquer político não deveria interferir na edição de artigos de uma enciclopédia comunitária. Desinformar o público é a antítese do objetivo deste site. Repito, os órgãos oficiais não emitiram e nem homologaram o vencedor das eleições americanas. O que temos são apenas fontes jornalísticas fazendo projeções do vencedor. É um erro grosseiro manter essa descrição no artigo enquanto não há resultado oficial. Danilobrs (discussão) 00h07min de 23 de novembro de 2020 (UTC)
@Danilobrs: Desculpe, Citação: são apenas fontes jornalísticas? Se não fossem as fontes dos mídia esta enciclopédia não era o que é. CNN, Fox News, NY Times e Associated Press não são credíveis para si? Não tente distorcer a realidade, como o Érico disse a eleição de Joe Biden está mais que confirmada, o resto são formalidades. Ademais não acuse outros editores de serem parciais quando não estão a sê-lo. Não é de bom tom (WP:NFAP). Saudações! --Dioluisf (discussão) 00h22min de 23 de novembro de 2020 (UTC) PS: Estar sempre a usar {{discordo}} também não é próprio, visto não estarmos numa votação e uma vez que já deixou bem claro que discorda. Dioluisf (discussão) 00h24min de 23 de novembro de 2020 (UTC)
Obrigado pela orientação sobre o uso do ícone @Dioluisf:. Grandes empresas de mídia e comunicação não estão acima das instituições oficiais do governo de um país, muito menos ditam ou deveriam influenciar a opinião pública a respeito do resultado de uma eleição contestada por um dos lados. Além disso, empresas privadas como os veículos de comunicação citados possuem interesses privados e justamente e por isso e por outros fatores não tem essa prerrogativa de determinar o vencedor de uma eleição em uma democracia saudável. Não sou eu, nem você, nem os colegas colaboradores e muito menos os veículos de comunicação que definirão o vencedor das eleições americanas, isso será definido na votação do Colégio Eleitoral no dia 14/12/2020 e o Congresso daquele país no dia 06/01/2020. Estou aplicando aqui apenas o "princípio da imparcialidade" (um dos pilares da Wikipédia) até que o resultado oficial da eleição seja divulgado pelos órgãos competentes. Pelo que estou vendo aqui, sou voto vencido, mas insisto que manter a descrição no artigo é um erro grosseiro que vai contra os objetivos básicos deste projeto. Danilobrs (discussão) 00h43min de 23 de novembro de 2020 (UTC)

───────────────────────── possui diversos recursos legais inclusive na Suprema Corte daquele país [...] Tudo bem? Érico (disc.) 18h02min de 12 de dezembro de 2020 (UTC)