Discussão:Vegetarianismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Tópico sem título[editar código-fonte]

Julgo que seja pertinente referir que o Ovolactovegetarianismo é muitas vezes simplificado por Vegetarianismo e o verdadeiro' Vegetarianismo por Vegans, independentemente de haver prática além alimentação.

Esta forma de designar é usada com grande regularidade apesar de estar errada, no entanto sou da opinião que tal deveria constar no artigo de forma a elucidar os utilizadores que consultarem o artigo que em grande parte dos casos quando se diz "Sou Vegetariano" estamos a dizer que somos Ovolactovegetarianos e quando se diz "Sou Vegan" estamos a dizer que somos Vegetarianos na sua verdadeira essência. HecKel (discussão) 22h27min de 30 de Novembro de 2008 (UTC)


Por mais que concorde com a maioria das passagens, o estilo deveria ser ligeiramente modificado, pois assim não respeita o princípio da imparcialidade ao dar como factos absolutos argumentos usados pelos vegetarianos. Em contrapartida, deveriam ser acrescentadas partes do que se segue, i. e. retiradas da discussão e colocadas no artigo.--DedalusJMMR 21:24, 10 Março 2006 (UTC)


Entre outras razões para adotarmos uma dieta vegetariana destacam-se as seguintes: anatômicas e fisiológicas, higiênicas, de saúdes, econômicas, estéticas, ecológicas, éticas, espirituais e religiosas. Vamos listar aqui as mais comuns.

Aqui apresenta alguns problemas, pois "adotarmos" não é uma palavra imparcial, acredito que pequenas correções neste artigo amenizariam essa impressão.

Poderia ser: Entre outras razões para que algumas pessoas adotem a dieta vegetariana destacam-se as seguintes: anatômicas e fisiológicas, higiênicas, de saúdes, econômicas, estéticas, ecológicas, éticas, espirituais e religiosas. Vamos listar aqui as mais comuns.

Abraços.o comentário precedente não foi assinado por Rafaelpera (discussão • contrib.)

Estou de acordo que o artigo apresenta algumas passagens parciais ou em linguagem coloquial. Vou fazer algumas alterações nos próximos tentando reforçar o caráter enciclopédico que o artigo deve possuir. Gostaria de ouvir comentários sobre as alterações. A primeira parte do artigo antes da tabela de conteúdo me parece muito boa, por apresentar o conceito sem se preocupar em fazer juízo de valor. Rodrigo Sampaio Primo 05:30, 18 Maio 2006 (UTC)

Como se classifica um individuo que não consome carne vermelha, mas apenas a carne de peixe? Ex.: em minha dieta consumo normalmente: ovos, leite, mel e carne de peixe. Posso ser considerado um vegetariano?

Afirmação sujeita a interpretações indesejáveis[editar código-fonte]

O trecho a seguir não estaria criando um certo uso inapropriado do termo "vetegarianismo"?

O nome vegetariano não origina da base da alimentação vegetal mas da expressão latina "vegetus", que significa "forte", "vigoroso", "saudável".

Uma vez que poderia-se dizer que, pela definição acima, ser vegeteriano é ser "forte", "vigoroso", "saudável". Desta definição, a lógica inverva poderia afirmar que, quem não é vegetariano não é forte, nem vigoroso, nem saudável.

Acredito que este trecho assume uma posição lateral não desejável e sujeito a interpretações incorretas, como por exemplo considerar as demais dietas como não saudáveis. --Marcos 23:06, 16 Janeiro 2007 (UTC)

Razões Ecológicas e Éticas[editar código-fonte]

O ser humano não é um ser produtor da cadeia alimentar, ele tem de comer outro ser vivo para sobreviver.

Razões éticas e ecológicas para vegetarianos é no mínimo falácia.o comentário precedente não foi assinado por 189.6.242.140 (discussão • contrib.)

Edição[editar código-fonte]

Vanderlei52, não sei porque editastes o artigo retirando a coluna ao lado, sobre direitos animais, e informações importantes, como esclarecer o frequente equívoco que se comete confundindo vegetarianismo (no sentido estrito) com veganismo (como o HecKel alerta mais acima).

Também não entendi porque deu a entender que existem mais formas de vegetarianismo do que as quatro postas (são as únicas existentes).

Estou voltando o artigo à forma anterior, mas mesclando um pouco com a sua edição, pois ficou melhor a apresentação que você fez.--Quark (discussão) 00h47min de 22 de janeiro de 2009 (UTC)

Quark
Na verdade existem sim outras formas de vegetarianismo, como por exemplo o Crudívorismo e o Frugivorismo, mas esses quatros são os mais comuns.
Sobre a nescessidade de diferenciar vegetarianismo (no sentido estrito) com veganismo acho que deveria estar em outra seção, não no início.
Sobre o quadro sobre direito dos animais acho que não é necessário, uma vez apenas alguns vegetarianos são vegetarianos por causa dos animais, o vegetarianismo é muito mais amplo.
Também não concordo com o uso de Alimentos permitidos, uma vez que isso não é uma espécie de religião que proibe ou permite o consumo de certos alimentos, é apenas uma escolha pessoal, prefiro o uso da expressão Alimentos consumidos. --Vanderlei52 (discussão) 23:17 21 de janeiro de 2009 (UTC)
Acredito que crudivorismo e frugivorismo sejam associados ao vegetarianismo por não consumirem produtos de origem animal, mas não que sejam "subdietas" vegetarianas. Mas isso tanto faz, podemos incluí-los no artigo como associados.
Ok, concordo que no início fica um pouco estranho esta distinção, vou criar uma seção para isso.
Sobre o quadro, concordo, acho até que deveríamos colocar no texto que vegetarianismo não está necessáriamente associado com direitos animais. Isso iria evitar que outras pessoas colocassem o quadro de volta.
Em total acordo com seu último parágrafo.
Fiz umas modificações no artigo sobre o que falamos, depois veja como ficou.
Outra coisa, no quadro verde abaixo do artigo, chamado "Vegetarianismo", o veganismo está como se fosse um tipo de dieta vegetariana, mas sabemos que isto está errado. Com quem posso falar para que ele seja colocado como "Temas afins", que é o correto?
Aguardo retorno.--Quark (discussão) 05h13min de 22 de janeiro de 2009 (UTC)
Quark, acho que o artigo esta melhorando.
Adicionei a parte da origem do vegetarianismo.
Sobre a sua dúvida eu também não sei responder, pois sou meio novo na Wikipedia. --Vanderlei52 (discussão) 18:20 22 de janeiro de 2009 (UTC)

Dieta vegetariana[editar código-fonte]

Adicionei uma parte sobre Vegetarianismo e Saúde.

Não poderia ser unido o Artigo Dieta vegetariana ao artigo sobre vegetarianismo?

Particularmente acho que sim. --Vanderlei52 (discussão) 04h09min de 24 de janeiro de 2009 (UTC)

Fusão[editar código-fonte]

Eu sou favorável, por três motivos:

  1. O artigo ficaria bem completo, e facilitaria o acesso às informações;
  2. Este verbete (Vegetarianismo) tem mais que o dobro (às vezes o triplo) de visitas diárias que o verbete ovolactovegetarianismo, que é o que tem mais visitas diárias entre todos os outros;
  3. Como o Maurício Kanno diz, não tem o que falar sobre as subdietas vegetarianas, duas linhas e só, o que não justifica um artigo só para isso.

O que dizem?

E eu já ia esquecendo… antes que alguém pergunte: o semivegetarianismo não está na lista e nem estará, do que depender de mim. É neologismo barato que algum onívoro <insira termos pejorativos aqui> inventou sei lá eu porque. Não é um tipo de dieta vegetariana, e a única mensão que isso merece neste artigo é desvinculando-o do vegetarianismo.--Quark 12h03min de 16 de fevereiro de 2009 (UTC)

Nossa Tarsila, me desculpa, relendo o que você disse, entendi o que quis dizer. Entendendo o que você falou, concordo plenamente com você! Que burrice a minha… Me desculpa mais uma vez, Tarsila.--Quark 19h15min de 16 de fevereiro de 2009 (UTC)
Blamed, porque fundir vegetarianismo estrito justo com veganismo? E porque este verbete de subdieta deve ser fundido e os outros não? Foi suficientemente desgastante quando tiveram a "brilhante" idéia de querer apagar o verbete, não estou a fim de me desgastar novamente tendo que explicar - de novo - o que é vegetarianismo e o que é veganismo.
Na wiki em inglês apenas encheram linguiça, a maior parte do que disseram lá pode estar especificado nos motivos que levam a uma dieta vegetariana. E ainda que queiram incluir na própria definição, não há problema algum nisso. E sinceramente, a wiki inglesa não é referência nenhuma no que tange a vegetarianismo e veganismo; fico horrorizado com as bobagens que leio lá…
Quanto ao verbete ficar grande e confuso:
Não ficaria confuso, pois tudo estaria bem organizado; e só ficaria demasiado grande se frugivorismo e crudivorismo fossem fundidos. Só incluí os dois para não ser "o chato", pois estavam querendo fundi-los também, e não quis deixá-los de lado só porque eu não achava que deveriam ser fundidos. Mas por enquanto estamos apenas no debate, então tá valendo.
Eu fico com a Tarsie: ficam vegetarianismo, veganismo, frugivorismo e crudivorismo - o resto funde com vegetarianismo.
Só enfatizando que em momento algum eu nego a relevância das subdietas vegetarianas, muito pelo contrário, eu gosto é das coisas bem definidas!--Quark 03h17min de 27 de fevereiro de 2009 (UTC)
Quark, eu sou ex-vegetariano, e sei a diferença de vegetarianismo e veganismo. Ahh, tipo, eu acho que ficaria muita coisa unir os outros tipos… mas vcs que sabem. --Blamed (discussão) 01h57min de 28 de fevereiro de 2009 (UTC)
  • vitor.castillo O Ovolactovegetarianismo deve ficar separado do vegetarianismo, são conceitos no meu entender muito diferentes. Aliás, defendo manter os diferentes tipos de dietas separados.Vitor.castillo (discussão • contrib.)
Vitor, vegetarianismo é um termo genérico que designa diversos tipos de dietas vegetarianas. Ovolacto é uma delas. O conceito está dentro da definição de vegetarianismo, "com ou sem laticínios e ovos". Não entendi bem o que quis dizer com isso.--Quark 05h45min de 16 de março de 2009 (UTC)
  • Bom, na minha opinião, Crudivorismo e Frugivorismo devem permanecer artigos separados, pois são conceitos distintos de Vegetarianismo. Ovo, Lacto e semelhantes partem do vegetarianismo e pouco há a dizer sobre essas definições. Tirando os dois artigos que mencionei acima, é cabível que os cinco restantes propostos sejam fundidos em Vegetarianismo. --Bluedenim (conversa) 13h55min de 28 de março de 2009 (UTC)
  • Realmente são conceitos muito diferentes, quem conhece o vegetarianismo sabe. Editado: Acho que deveriam ser mantidos Vegetarianismo estrito, Crudivorismo, Frugivorismo. ThiagoRuiz msg 00h54min de 27 de abril de 2009 (UTC)
Explique melhor Thiago. Não tem sentido o que você disse, mesma coisa que o vitor.castillo. Fala do crudivorismo e frugivorismo? Se for tem sentido sim.--Quark 07h21min de 27 de abril de 2009 (UTC)
Desculpa pelo comentário sucinto. Vendo melhor as páginas, acho que deveriam ser mantidos Vegetarianismo estrito, Crudivorismo, Frugivorismo porque estes realmente são conceitos bem diferentes, especialmente os dois últimos. Dieta vegetariana tem algumas divergências, quando a fusão for feita deverão ser tomados muito cuidado. ThiagoRuiz msg 17h15min de 27 de abril de 2009 (UTC)
Crudivorismo e frugivorismo eu concordo com você, mas vegetarianismo estrito é dieta vegetariana, porque não fundir? Não confundir vegetarianismo estrito com veganismo, por favor, erro muito comum.--Quark 21h53min de 27 de abril de 2009 (UTC)
Não estou confundindo. Acho que a ideologia do Vegetarianismo estrito difere em muita da ovo, lacto e ovolacto em sua essências, nas últimas só se acha errado "matar para comer". Na primeira não é aceito usar para produzir produtos para comer, assim como o veganismo (mesmo não sendo a mesma coisa). ThiagoRuiz msg 01h23min de 28 de abril de 2009 (UTC)
Entendi, mas mesmo assim continua sendo uma dieta vegetariana! E nem sempre se é vegetariano (todos os tipos) pelos animais, ou seja, nem sempre se é vegetariano estrito pelo uso (senão teria que ser vegano, pois lã também é uso). Aliás, estas dietas que você quer fundir tem argumentos éticos contraditórios entre si, e não é só "matar para comer" (porque não comeriam ovos ou lácteos, por exemplo?). Não devemos separar por motivação (mesmo porque cada um tem a sua), é o que eu quero dizer. Minha idéia é fundir todos os tipos de dietas vegetarianas (que crudivorismo e frugivorismo não são, sendo apenas associados), pelos motivos que já falei.
Será que temos um consenso em não fundir crudivorismo e frugivorismo? Eu acho que sim, então se ninguém se opor em breve já retiro a tag deles.--Quark 05h35min de 28 de abril de 2009 (UTC)
  • Conforme avisei acima, crudivorismo e frugivorismo foram retirados da fusão, já que ninguém se mostrou favorável a fundir eles e nem se opos a retirá-los da proposta de fusão.--Quark 16h41min de 30 de abril de 2009 (UTC)
  • Adicionei a parte de Formas de vegetarianismo no artigo. Acho que poderia ser apagado agora os outros artigos referente aos diferentes tipos de dietas vegetarianas.o comentário precedente não foi assinado por Vanderlei52 (discussão • contrib.)
Por estar havendo resistencia eu não fiz a fusão. Acho que vc foi audaz demais, de qualquer maneira se ninguém se opor em 2 semanas faço a fusão de vez com redirect e tudo (os artigos não são apagados, são redirecionados).--Quark 17h25min de 11 de maio de 2009 (UTC)
  • Eu vou me arrepender disso, mas como não quero ter problemas...... alguém se opõe a fusão - tá certo que o vanderlei já quase fez a fusão, mas mesmo assim -? Eu não vejo nenhuma boa razão pra não ter fusão, o argumento de que as dietas 'são diferentes' não faz sentido já que tudo é dieta vegetariana, então não sei o que pode evitá-la. Mas se vc acha que tem algum, diga pois em breve farei a fusão se não tiver 'reclamação'.--Quark 15h30min de 26 de maio de 2009 (UTC)
Feito--Quark 07h06min de 3 de junho de 2009 (UTC)

Parcial[editar código-fonte]

Coloquei a tag "parcial" temporariamente até que o artigo deixe de ser parcial.

Motivo: Algumas passagens falam muito a favor do vegetarianismo, mas não vi muitas que falassem a respeito das desvantagens do vegetarianismo.

Também vi lá passagens que falavam a respeito do homem ser herbívoro. Não vou falar minha opinião quanto a isso, mas acho que pelo menos poderia-se colocar passagens comprovando que o homem é onívoro. --Samurai Bruxo (discussão) 15h00min de 9 de junho de 2010 (UTC)

Não concordo que o artigo seja parcial. No artigo não diz que o homem é herbívoro, diz sim que “Muitos vegetarianos defendem que o ser humano está mais apto a consumir comida vegetariana do que a alimentar-se com a carne de animais.” Ou seja, o artigo dá a conhecer opiniões e pontos de vista diferentes daqueles a que estamos habituados, sem nunca afirmar nada (que o homem é herbívoro ou não). No artigo é sempre claro que isso é um ponto de vista. As ditas «desvantagens» do vegetarianismo baseiam-se apenas no preconceito e na falta de informação actualizada. Se não concorda com o que lá diz, coloque informação que comprove o contrário, mas sempre referenciada, e sem retirar o que já lá está. Sugiro que a tag "parcial" seja removida. Leonidas Metello (discussão) 17h51min de 19 de junho de 2010 (UTC)

Bom, eu pelo menos tenho argumentos atualizados e não-preconceituosos contra o vegetarianismo, mas que infelizmente não posso colocar porque não tenho fontes fiáveis pra isso. E você até que está certo, mas o artigo continua sendo parcial porque justamente apresenta apenas o ponto de vista a favor do vegetarianismo, mas não o contrário. --Samurai Bruxo Deseja falar? 12h25min de 26 de junho de 2010 (UTC)

Se faz uma afirmação sem a provar ela não é válida. Se encontrar informação actualizada e credível sobre essas supostas «desvantagens» do vegetarianismo, então coloque lá esse ponto de vista. Mas não coloque a tag de parcial só porque é um tema que lhe desagrada. Eu não concordo com muitas ideias acerca das quais a wikipedia tem artigos, mas não é por isso que vou por lá tags de parcial. Uma enciclopédia tem de dar a conhecer os assuntos, não tem de julgá-los. Eu percebo que o vegetarianismo seja um tema desconfortável para muitas pessoas, uma vez que indirectamente põe em causa a sua alimentação. Por isso as pessoas ficam na defensiva e atacam. Antes de eu ser vegetariano também queria acreditar que havia muitas desvantagens em sê-lo. Porque isso era mais confortável para mim. Mas é preciso perceber que isso é um artigo sobre esse tema e que portanto tem de falar de todas as motivações. Não é uma discussão. Isso há aos montes pela internet, sempre com os mesmos velhos argumentos. O artigo não está parcial. Eu vi coisas que não estavam correctas, pesquisei, informei-me e coloquei lá. É assim que deve funcionar. Existiram muitos mitos em relação ao vegetarianismo no passado (que os vegetarianos não tinham proteína suficiente, que tinham falta disto ou daquilo, etc.), mas entretanto, com o avanço da ciência e com um número cada vez maior de vegetarianos saudáveis em todo o mundo, esses preconceitos em relação ao vegetarianismo deixaram de ter fundamento. O artigo não afirma que o ser humano é naturalmente vegetariano ou não, diz que algumas pessoas defendem esse ponto de vista, o que faz sentido sendo isto um artigo sobre vegetarianismo. Num artigo sobre religião, por exemplo, fala-se nas crenças religiosas das pessoas de determinado culto, mas não é por eu pertencer a um culto diferente ou a nenhum, que vou colocar uma tag de parcial. Não vou dizer que o artigo sobre o budismo é parcial só porque não concordo com as crenças budistas (por exemplo). Isto não é um artigo para discutir se o homem é naturalmente vegetariano ou não. já se sabe que reina a ideia de que é omnívoro e isso está subentendido. Pessoalmente não vejo nada disso como um dogma. Não sei se é vegetariano ou não é, e isso é irrelevante para a questão, uma vez que o homem consegue viver muito bem sem ser alimentar de animais, o que é sem dúvida nenhuma mais ecológico também, conforma até os cientistas não vegetarianos admitem. Eu penso que o artigo, sendo sobre vegetarianismo, deve conter a informação necessária sobre o tema (significado, História, motivos, informação nutricional bem fundamentada, etc.). E assim é. Não vejo como isso possa ser parcial. Leonidas Metello (discussão) 00h54min de 1 de julho de 2010 (UTC)

Leonidas, eu não coloquei a tag de parcial porque o assunto não me agrada. Realmente, o assunto não me agrada. Entretanto são outros os motivos por eu colocar a tag de parcial. Vou tirar a tag de parcial. Coloquei ela porque o artigo quase não fala sobre as desvantagens do vegetarianismo.

A propósito, eu sei sim de desvantagens do vegetarianismo, atualizadas e não-falaciosas, mas que entretanto como já disse não dá pra colocar porque não tenho fontes fiáveis para isso. Os sites hoje em dia só falam das vantagens de ser vegetariano, não de não o ser. --Samurai Bruxo (discussão) 02h55min de 2 de julho de 2010 (UTC)

Está realmente parcial. E a propósito, eu encontrei muitas referências quanto as desvantagens, por exemplo, a redução na síntese de colágeno pode ser citada, existem muitos sites falando sobre isso, dê uma olhada: [1] [2]. Weimer (discussão) 05h47min de 21 de setembro de 2010 (UTC)

Creatina também... (Delanghe J, De Slypere JP, De Buyzere M, Robbrecht J, Wieme R, Vermeulen A. Normal reference values for creatine, creatinine, and carnitine are lower in vegetarians. Clin Chem. 1989 Aug;35(8):1802–1803.). Acho que o artigo fala do vegetarianismo como se fosse um mar de rosas macias e perfumadas, deveria ser mais imparcial, não o é porque foi escrito por vegetarianos... Não entendo nada de nutrição, mas espero que algum dia alguém melhore este artigo... 187.107.23.151 (discussão) 23h08min de 23 de janeiro de 2011 (UTC)

Vegetarianismo e nutrição[editar código-fonte]

Cuidados necessários[editar código-fonte]

Vitamina B12[editar código-fonte]

"Consumir diariamente um suplemento vitamínico contendo entre 5 e 10mcg de vitamina B12, ou consumir semanalmente um suplemento contendo 2000mcg de vitamina B12."

Está errado isso. A quantidade diária recomendada é 2,4µg. Semanalmente seria 1,68mcg e não 2000mcg. --Hugo Spinelli (discussão) 08h49min de 27 de julho de 2010 (UTC)

Vitamina B12[editar código-fonte]

O texto diz que nenhum alimento de origem vegetal possui vitamina B12, e logo a seguir diz que o broculis e todos as vegetais verde escuros são fontes de vitamina B12. ???? Afinal, há vitamina B12 de origem vegetal ou não??? comentário não assinado de 83.240.245.80 (discussão • contrib) (data/hora não informada) Beganreal (discussão) 02h12min de 18 de janeiro de 2011 (UTC) Alguém pode ingerir vitamina B12(em pequena quantidade) proveniente das bactérias que podem estar presentes na superfície destas folhas. Como as boas práticas de higiene preconizam lavar/colocar de molho em vinagre ou hipoclorito ou permanganato de K, não se pode contar com estas fontes para ter uma ingesta adequada de vitamina B12.--Augusto Monteiro (discussão) 23h43min de 25 de abril de 2012 (UTC)

Rlocatellidigital - 17-mai-2012 - 19:00 - hora de Brasília Eu havia colocado um parágrafo dizendo que os achocolatados em pó contêm vitamina B12 (refiro-me ao Brasil, não sei de outros países de língua portuguesa). Mas minha contribuição foi retirada. No entanto, a observação é verdadeira e conheço muitos vegetarianos que fazem uso desses achocolatados por causa disso. Os complementos alimentares com B12 têm preço inacessível a muitas pessoas. E não são necessários caso o indivíduo faça uso desses achocolatados. Não podemos confundir vegetarianismo com naturalismo, que consiste em não consumir alimentos industrializados. Veja-se, por exemplo, os seguintes links: http://www.orsi.com.br/produtos/achocolatado.asp - http://www.paodeacucar.com.br/produto/1137/achocolatado-em-po-qualita-refil-400g

Revisão[editar código-fonte]

O texto precisa de revisão urgente. Logo no primeiro parágrafo, diz que vegetarianismo é somente quando não se consome nada de origem animal. Mais pra baixo diz que o ovolactovegetarianismo tb é considerado. Beganreal (discussão) 02h14min de 18 de janeiro de 2011 (UTC)

Ligações externas[editar código-fonte]

O artigo possuía em suas ligações externas um link com conteúdo antigo e desatualizado, com informações errônea (atualmente) sobre seu conteúdo. Dieta vegetariana pode 'prejudicar crianças', diz médica A reportagem afirma que "alimentos de origem animal têm alguns nutrientes que não são encontrados em qualquer outro lugar", afirmação esta já comprovadamente errônea nos dias atuais. Ligação esta já retirada e colocada em seu lugar uma atualizada e imparcial (Citando prós e contras) --Paulo Salomeno (discussão) 21h53min de 20 de junho de 2011 (UTC)

Não vejo porquê não deveriam constar ambas. --Mister Sanderson 21h54min de 20 de junho de 2011 (UTC)
Concordo que ambas deveriam constar, porém na mais antiga existem informações (não apenas a mencionada acima) errôneas conforme pesquisas cientificas atuais.--Paulo Salomeno (discussão) 22h02min de 20 de junho de 2011 (UTC)
Apesar do título da ligação que ele colocou, vejam isto: Com conhecimento médico, Eric Slywitch, especialista da Sociedade Vegetariana Brasileira, concorda... Artigo extremamente imparcial não é mesmo? A verdade é que quase só fala sobre os benefícios...
E quem está dizendo "afirmação esta já comprovadamente errônea nos dias atuais" é um usuário da Wikipédia, já quem está dizendo o contrário é "do Serviço de Pesquisa Agrícola do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos".
Além do que conforme o artigo e com referência, "a Sociedade Alemã de Nutrição Afirma também que "a dieta vegetariana estrita não é recomendável para nenhuma faixa etária, devido a seus riscos [de falta de alguns nutrientes]. A DGE desrecomenda-a de forma a bebês, crianças e adolescentes."
Mas eu estou saindo desta discussão, sinta-se livre para depredar o artigo, vou cuidar de artigos com menos ativistas tendenciosos. Guardião da Montanha (discussão) 22h04min de 20 de junho de 2011 (UTC)
Acusar outro editor de estar depredando o artigo é algo sério. Mas já que você saiu da discussão, parece que houve um consenso: as duas ligações ficam. Ou não? --Mister Sanderson 22h10min de 20 de junho de 2011 (UTC)
No artigo novo adicionado, por ser imparcial, contém a participação de um médico que não é ligado a qualquer grupo vegetariano (O presidente da Sociedade de Pediatria de São Paulo, Clóvis Francisco Constantino), e o próprio médico vegetariano faz ressalvas. Devemos atualizar o artigo com as informações mais atuais devido a velocidade de novas pesquisas em todos os âmbitos da medicina atual.
Portanto, voto para manter apenas a noticia mais atual (e outras atuais) ou não colocar mais ligações externas com direcionamento a noticias (que a qualquer momento podem ser consideradas ultrapassadas, e não temos como edita-las). --Paulo Salomeno (discussão) 22h21min de 20 de junho de 2011 (UTC)
  • Página protegida por guerra de edições improdutiva. Retornei o link da BBC que estava em disputa porque ele se encontrava na versão estável, antes da guerra de edições. Também retornei o "revisão" no início, que também estava antes e fazia parte das reversões mútuas. Peço que cheguem a um consenso aqui. E sugiro buscar incorporar esses links como referências no artigo. Eamaral (discussão) 02h28min de 21 de junho de 2011 (UTC)

Não retire a tag de revisão, uma vez que vários problemas foram encontrados, conforme as diversas discussões acima. Deixo a questão dos links para os que conhecem mais as políticas do projeto... Wime (discussão) 02h30min de 21 de junho de 2011 (UTC)

Também estou na espera de discussão para consenso. Já que antes coloquei as explicações (acima), e estão desfazendo minhas edições sem revisar esta pagina ou participar da discussão sobre o assunto. A tag de revisão foi colocada pelo membro Guardião da Montanha para a edição feita por mim na parte de ligações externas. As discussões acima, mencionadas pelo membro Wime são antigas e já foram corridas a época. Portanto, peço para que antes de desfazerem minha edição, realizem a discussão por aqui e não me acusem de vandalismo. Lembro que a Wikipedia é para ser atualizada e se manter com as informações mais recentes, noticias antigas, já ultrapassadas e desmistificadas, devem ser eliminadas por não trazerem informações corretas aos que acessem este procurando por informação. --Paulo Salomeno (discussão) 02h43min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Quem disse que a notícia da BBC é "ultrapassada e desmistificada" e que "não traz informações corretas"? Gostaria que você explicasse melhor em quê está se baseando para afirmar isto. Afinal, a notícia da BBC diz que "a médica americana afirmou que esta dieta pode prejudicar as crianças". Ela não afirmou, então? --Mister Sanderson 03h01min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Mister Sanderson Não estou questionando se ela disse ou não isto. Apenas afirmo que a época certas informações eram tidas como corretas, que hoje, com as pesquisas atuais não são. O link externo adicional está mais atualizado e mais imparcial. No artigo da BBC a médica discute também a parte ética e opiniões próprias. Portanto, irei reunir as informações para provar que a reportagem da BBC atualmente não mais condiz com as pesquisas atuais (ou o que chamamos de verdade). Irei colocar estas informações aqui assim que possível.--Paulo Salomeno (discussão) 03h11min de 21 de junho de 2011 (UTC)
A reportagem não condiz nem descondiz com "as pesquisas atuais", já que ela não é sobre isto: é sobre o que aquela pessoa disse, simplesmente. Eu gostaria que você me explicasse em quê a notícia não está sendo imparcial: ela diz que a médica disse o que ela disse sem julgá-la, portanto, sem tomar partido. Se não toma partido está sendo imparcial. --Mister Sanderson 16h41min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Estou fazendo um pequeno levantamento com outras matérias e citações mostrando que as informações (ou opiniões pessoais, wikipedia = opiniões pessoais?) estão erradas. Uma parte do texto diz "Já foram feitos estudos suficientes que mostram claramente que quando as mulheres evitam todos os alimentos de origem animal, os seus bebês nascem menores, crescem muito lentamente e seu desenvolvimento é retardado, possivelmente de forma permanente", colocar isto e não ouvir nenhuma parte é ser imparcial?. Esta afirmação é errônea, e ainda divulgar opiniões pessoais e próprias de uma unica médica, se isso não é tendencioso e parcial eu me retiro. Pergunto se posso colocar este texto aqui, mesmo sendo maior do que o comumente colocado nas paginas de discussão. --Paulo Salomeno (discussão) 17h09min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Esta afirmação é o que a médica fez. Não cabe a nós julgar se é certo ou errado, o fato é que ela fez a afirmação. Em nenhum momento foi dito que a afirmação dela é certa ou errada, apenas que é dela. A imparcialidade alcança-se ao expor as opiniões de ambas ou todas as partes envolvidas, não ocultando o que se discorda. Leia Wikipédia:Princípio da imparcialidade. --Mister Sanderson 17h34min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Ela fez uma afirmação que é contestada cientificamente. E não sou eu quem esta julgando, são provas cientificas, até com livros. Agora, se os editores mais velhos da wikipedia me dizem (entrelinhas, ou seja minha interpretação) que uma afirmação dada e errônea pode ser colocada como link. Eu me retiro. E ninguém responde a minha pergunta, aonde poderia colocar as provas de que aquelas informações são errôneas. Se eu erroneamente faço guerra de edições estou errado, se quero provar o que estou dizendo estou errado. --Paulo Salomeno (discussão) 18h00min de 21 de junho de 2011 (UTC)
A informação não é errônea, ela de fato afirmou aquilo. Se não afirmou, prove que não. Pelo visto você não leu o princípio de imparcialidade: as "contestações científicas" compõem uma parte interessada no vegetarianismo; a pessoa foco da matéria da BBC compõe outra parte. Ambas as partes devem ser consideradas para o artigo ser imparcial, não apenas a que você está defendendo, então não há porquê eliminar esta informação. --Mister Sanderson 18h07min de 21 de junho de 2011 (UTC)

"Pelo princípio da imparcialidade, o artigo deve ser escrito de forma a representar todos os pontos de vista significativos que foram publicados por fontes fiáveis, e deve fazê-lo em proporção à proeminência de cada um." Wikipédia:Princípio da imparcialidade. Este principio então não vale para links colocados na ligações externas?--Paulo Salomeno (discussão) 18h03min de 21 de junho de 2011 (UTC)

As ligações externas não estão dentro do artigo? --Mister Sanderson 18h07min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Pergunta direta, aonde eu posso colocar a minha defesa quantos aos erros encontrados na reportagem da BBC?--Paulo Salomeno (discussão) 18h12min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Diga aqui mesmo, ora: quais são os problemas? --Mister Sanderson 18h16min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Como eu disse anteriormente, acredito que ele é maior do que o comumente colocado por aqui. Mas tudo bem, ainda hoje irei colocar este texto.--Paulo Salomeno (discussão) 18h18min de 21 de junho de 2011 (UTC)

Motivos para retirada do link da BBC das ligações externas desta página.[editar código-fonte]

Venho aqui colocar pontos principais para que a reportagem da BBC colocada neste artigo em Ligações Externas deve ser eliminado por não trazer informações corretas.

Primeiramente, a reportagem da BBC afima que: “alimentos de origem animal têm alguns nutrientes que não são encontrados em qualquer outro lugar”. Que é respondida e desmistificada com esta reportagem: http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=326 Destacando-se estas citações: “todos os alimentos vegetais contêm algumas proteínas. A única diferença é que na carne as proteínas são completas, isto é, com todos os aminoácidos essenciais” ... “Em vegetais, frutas, leguminosas e cereais podemos obter os nutrientes de que o nosso organismo necessita, incluindo as proteínas” E pelo livro – Fundamentos de Fisiologia do Exercicio, McARDLE, William. Editora Guanabara Koogan. 2º Edição, páginas 68 e 69.

- No quadro 3.2 é apresentado que o único nutriente que é encontrado apenas em alimentos de origem animal é a vitamina b12. Também com a seguinte afirmação “ Vitamina b12: Encontrado em Músculo, ovos e produtos lácteos (Ausente nos alimentos de origem vegetal)” ... “Alguns grupos atléticos consomem quantidade relativamente pequena de vitaminas b1 e b6 “ ... “Se a dieta diária fornece frutas frescas, cereais e vegetais crus ou cozidos no vapor, haverá uma ingestão adequada dessas vitaminas”

Outra citação da BBC é: “Já foram feitos estudos suficientes que mostram claramente que quando as mulheres evitam todos os alimentos de origem animal, os seus bebês nascem menores, crescem muito lentamente e seu desenvolvimento é retardado, possivelmente de forma permanente”. Que é respondida e desmistificada com esta reportagem: http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/1,,EMI64037-10563,00.html

Destacando-se estas citações: “Os especialistas são unânimes: a dieta vegetariana é saudável em todas as fases da vida, incluindo a gestação”... “O cardápio vegetariano também protege as mulheres contra o excesso de hormônios e toxinas encontradas frequentemente nos laticínios, carnes e peixes”... “carne vermelha é rica em ferro-heme, ou seja, forma do mineral que é melhor absorvida pelo organismo. O jeito é abusar dos alimentos ricos nessa substância, como grão-de-bico, feijões, frutas secas, açaí e melado de cana.” ... “Tanto para o uso de vitaminas, quanto para a escolha do cardápio, o médico deve ser consultado antes. Vale lembrar que o mais importante de tudo é ter uma alimentação balanceada - com ou sem carne”

E pelo livro: Compreendendo o densenvolvimento motor (Bebês, Crianças, Adolescentes e Adultos). GALLAHUE, David L. Editora Phorte. 3ª Edição. Paginas 104 a 107. Afirmando que “A má nutrição fetal está associada a inabilidade, por parte do feto em desenvolvimento, de utilizar os nutrientes disponíveis para ele. Isso se deve em geral, a complicações no metabolismo fetal que interrompem ou impedem a utilização normal dos nutrientes disponíveis” (Página 104). Logo, com esta afirmação, se a mãe esta se alimentando bem, o feto também irá estar bem nutrido, conforme anunciado acima, um individuo pode estar bem alimentado sem a inserção de alimentos de origem animal. O livro cita apenas o acido fólico como o fator de maior relevância para as deficiências pré natais. “o acido fólico pode ajudar a reduzir problemas no tubo neural (ex: coluna bífida) quando tomado antes e durante a gravidez.” (pg 104).

Outra citação a BBC é: “A inclusão de carne ou leite às dietas das crianças praticamente eliminou as altas taxas de deficiência de vitamina B12 que foram observadas anteriormente” Que é respondida de maneira mais fácil. Perceba que a variedade de alimentação das crianças na amostragem é extremamente pobre e sem variedade, logo a suplementação com carne moída surtiu efeito principalmente da vitamina B12. E lembro que, esta vitamina é encontrada em diversos alimentos enriquecidos e que fazem parte de uma alimentação vegetariana balanceada.

Outra citação da BBC é: “A inclusão de carne ou leite às dietas das crianças praticamente eliminou as altas taxas de deficiência de vitamina B12 que foram observadas anteriormente..” Ou seja, mesmo com a falta de variedade na alimentação das crianças da amostra, a maior deficiência destas crianças é a vitamina b12, que não irá existir em alimentações vegetarianas balanceadas com alimentos enriquecidos com esta vitamina.

Lembro também que a reportagem da BBC diz: “alimentos de origem animal têm alguns nutrientes que não são encontrados em qualquer outro lugar” Pode-se perceber ao ler esta defesa que o único nutriente que não é encontrado de maneira natural em qualquer outro lugar é a vitamina b12. Portanto, peço a retirada do link a matéria da BBC. Que não apresenta uma versão dos fatos, mas sim inverdades e calúnias quanto ao vegetarianismo. Com opiniões pessoais e discussão de ética, apresentando uma pesquisa com amostragem sem cunho cientifico apropriado para discutir o vegetarianismo.

Espero agora a discussão abaixo quanto a este assunto e a retirada do link.--Paulo Salomeno (discussão) 19h07min de 21 de junho de 2011 (UTC)

Ok, você se limitou em dizer que as pessoas que discordam daquela especialista discordam dela. Isto não mudou o fato de que ela disse o que disse, logo, a reportagem continua válida. Afinal, a reportagem não é direcionada a explicar o vegetarianismo e desmistificar supostos mitos, mas retratar a opinião de uma especialista, simplesmente, sem qualificar esta opinião como certa ou errada. --Mister Sanderson 19h19min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Desculpe, discordar é uma coisa. Dizer que existem inúmeros nutrientes sendo que COMPROVADAMENTE só existe um é colocar informações erradas (para não dizer mentir). Espero analise de outros membros também. Volto a dizer o que havia dito logo ao inicio. Vejo a ligações externas uma forma de contribuir para pesquisa própria do usuário, logo colocar noticias apenas traz desvantagens e não vantagens. Como os outros artigos da Wikipedia, as ligações externas contem links para sites com mais noticias (atualizadas) do mesmo assunto e não links para uma notícia só.--Paulo Salomeno (discussão) 19h36min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Comprovado pelos especialistas a favor do vegetarianismo; os que são contra comprovam o contrário. O que o faz achar que os que são a favor estão absolutamente certos? O fato deles terem argumentos? Os que são contra também tem, como pode-se ver na matéria da BBC. Nenhum dos dois pontos de vista deve ser desprezado: isto feriria a imparcialidade. --Mister Sanderson 19h47min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Livro publicado agora tem menos peso do que a opinião de uma médica. Desculpe, qualquer pesquisa bem feita mostra que apenas a b12 não é encontrada em outros nutrientes (não confunda com encontrar em maior quantidade). Preciso agora de outras fontes ou não para mostrar sobre isso? Entre todas as possíveis deficiências dos vegetarianos apresentadas neste mesmo artigo da Wikipedia Vegetarianismo a b12 é a única não encontrada em alimentos de origem não animal, como mostra o próprio artigo. Ou seja, entramos agora no Princípio da imparcialidade na seção Peso indevido. Ou seja, pouquíssimas pessoas (Ainda menos do que os 10% da população brasileira vegetariana) dizem que há mais de um nutriente e veja que estas mesmas não dizem quais são estes nutrientes (por falta de provas?).--Paulo Salomeno (discussão) 20h07min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Que eu saiba, tanto a BBC quanto os livros são fontes fiáveis. Ou a BBC deixou de ser? Não é necessário que você fique apresentando fontes aqui para "provar" que um ou outro grupo relativo ao vegetarianismo está certo ou errado, pois a wikipédia não é baseada em veracidade, mas em verificabilidade. Se a informação é verificável e foi publicada em uma fonte fiável, a princípio, é adequada. --Mister Sanderson 20h24min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Ok, chegamos a um consenso: A terra é plana e o outro lado dela é o inferno ou um universo paralelo. Fontes fiáveis também possuem erros. Os que dizem que são nutrientes no plural são como diz o Princípio da imparcialidade um grupo extremamente minoritário. "Por exemplo, o artigo sobre a Terra não menciona teorias modernas que defendem que a Terra seja plana, um ponto de vista extremamente minoritário." Peço então que o Sr Mister Sanderson (ou qualquer outro membro) apresente qualquer fonte fiável que mostre quais são os nutrientes (além da b12) presentes unicamente em alimentos de origem animal. Apresente, procure, se informe, já que eu não vou procurar algo que não existe. --Paulo Salomeno (discussão) 20h34min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Como eu já disse, a Wikipédia não é baseada em veracidade, mas em verificabilidade. Considerando também que pesquisa inédita não é aceita, não tem validade alguma tentar provar que a especialista está certa ou errada. O que importa é que a notícia mostra a opinião dela sobre o tema, de forma verificável numa fonte fiável. Não importa se ela está certa ou errada, o que importa é que esta é a opinião dela. Sendo assim, até o presente momento, não há motivos para não deixar esta informação no artigo. --Mister Sanderson 20h50min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Leia Wikipédia:Fontes fiáveis para mais informações. --Mister Sanderson 20h51min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Se é afirmado que existem nutrientes (no plural) existe pesquisa, e se existe pesquisa existem fontes fiáveis. Logo a não existência desta fonte fiável é premissa de que a informação é falsa ou sem qualidade cientifica. Logo, se a Wikipedia é baseada em verificabilidade deve-se verificar a veracidade das informações em um link para uma reportagem se manter em sua pagina. Portanto este é o motivo de maior relevância para a retirada do link do artigo. Ela pode ter a opinião que quiser, porém esta opinião não tem base cientifica (até provarem o contrario). Sendo assim, existem motivos (sendo um de maior relevância) para retirada do link no artigo. Estou na espera de outros membros para esta discussão. Já que o membro Mister Sanderson não é juiz ou algo que o valha para decidir esta questão (em que também esta envolvido). --Paulo Salomeno (discussão) 21h07min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Percebo que você não leu o link sobre fontes fiáveis acima. Lá está explicada a diferença entre fatos e opiniões, justamente sua confusão. --Mister Sanderson 21h10min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Sim, eu li. Mas estou curioso a saber se você leu, já que você disse acima "O que importa é que a notícia mostra a opinião dela sobre o tema" e "Não importa se ela está certa ou errada, o que importa é que esta é a opinião dela.". Ops, minha confusão? --Paulo Salomeno (discussão) 21h16min de 21 de junho de 2011 (UTC)
É justamente isto que estou defendendo. Veja se consegue ler agora: Citação: WP:FF escreveu: «Uma opinião é um ponto de vista que alguém advoga. O conteúdo desse ponto de vista poderá ser ou não ser verificável. No entanto, afirmar que determinada pessoa ou grupo expressou uma determinada opinião é um facto (isto é, é verdade que a pessoa expressou a opinião) e poderá ser incluída na Wikipédia desde que possa ser verificada; você poderá citar uma fonte fiável que mostre que a pessoa ou grupo expressou a opinião.» No entanto, você está querendo julgar a opinião da especialista como se fosse um fato. Citação: WP:FF escreveu: «Um facto é um actual estado da arte sobre determinado assunto. Dizer-se que uma frase ou uma proposição é verdadeira significa que ela se refere a um facto. No que diz respeito a uma enciclopédia, um facto é uma declaração que é aceite por consenso pelos especialistas que trabalham num determinado tópico (novas evidências poderão emergir de tal forma que a declaração em causa já não é aceite como um facto; nessa altura a enciclopédia deverá ser revista).» Você a todo momento fica apresentando opiniões diferentes das dela para dizer que o que ela afirma não é verdade, quando isto não importa, o que importa é que é a opinião dela, não precisa ser verdadeira. --Mister Sanderson 21h28min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Não sou cego ok? Então sem ofensas já que não sabe como defender a opinião dela que esta errada (sem comprovação cientifica). Então podemos encher o Wikipedia de opiniões errôneas?. Estou na espera de outros membros nesta discussão, já que volto a lembrar que o Sr Mister Sanderson não é juiz ou algo que o valha para decidir esta questão (em que também esta envolvido).--Paulo Salomeno (discussão) 21h36min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Não estou defendendo a opinião dela, estou defendendo o direito de que a opinião dela seja exposta. Pelo visto, continuou sem ler, já que não viu acima, na citação que fiz, que os conteúdos dos pontos de vista podem ou não ser verificáveis, desde que a opinião em si seja. Ou como eu vinha dizendo, não importa se está certo ou errado, importa é que a opinião dela é essa. Como me pediu para não insultá-lo de cego, peço então que pare de insinuar que estou tentando ser um juiz. Estou discutindo com você, ora. --Mister Sanderson 21h42min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Vou temporariamente parar por aqui, não significa que entramos em consenso, apenas acredito que entre mim e o membro Mister Sanderson esta questão não terá evolução. Já explanei o suficiente colocando os pontos em destaque e com um texto apontando-os. Agora, na espera de outros membros para discussão. --Paulo Salomeno (discussão) 21h53min de 21 de junho de 2011 (UTC)
Não existem opiniões errôneas, apenas diferentes. Não confunda novamente fato com opinião: opiniões não estão sujeitas a classificação de certo ou errado. Quanto mais opiniões diferentes, melhor, mais imparcial um artigo tenderá a ser. Claro, antes das opiniões é necessário afirmar-se algum fato. Então você pode sim encher a wikipédia de opiniões que tenham sido publicadas em fontes fiáveis, mas não na seção de ligações externas, já que a Wikipédia não é um repositório de links. --Mister Sanderson 01h37min de 22 de junho de 2011 (UTC)

Como já falei acima, acho que o melhor é incorporar esses links às referências do artigo. Se a informação é contestada, coloca-se "segundo tal pessoa/organização, é assim; de acordo com esta outra, é assim". Se acharem que a notícia expõe apenas um lado, pode-se colocar link pra versão em inglês, que tem uma seção para a "defesa vegan" (na referência; não estou sugerindo colocar mais um link nas ligações externas - eu particularmente acho inadequado colocar links pra páginas com um conteúdo específico/limitado sobre o tema nas ligações externas, pois seriam melhor aproveitadas como referências às informações que puderem basear. As ligações externas ficariam pra sites oficiais/portais sobre o assunto ou pelo menos sobre a categoria a qual pertence, como o IMDB, no caso de atores e filmes). Na mesma linha, também passaria pras referências a notícia do G1. Eamaral (discussão) 01h24min de 22 de junho de 2011 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo --Mister Sanderson 01h37min de 22 de junho de 2011 (UTC)
Symbol support vote.svg Concordo --Paulo Salomeno (discussão) 03h22min de 22 de junho de 2011 (UTC)

Disponível para ajudar[editar código-fonte]

Saudações a todos. Li o artigo rapidamente hoje e achei que ele aborda as principais questões referentes ao vegetarianismo. Ainda não tive tempo de verificar todas as referências, mas posso fazer isto nos próximos dias. Este assunto obviamente atrai com maior frequência aqueles que já são vegetarianos ou que têm simpatia pelo tema, o que pode gerar dúvidas quanto à sua imparcialidade. Apesar de serem os vegetarianos os que têm mais interesse para pesquisar sobre o tema, se algum dos nossos colegas não vegetarianos puder checar todas as fontes, isto ajudaria muito neste quesito. Sou vegetariano há cerca de 23 anos. Tendo sido vegan durante 7 anos, agora sou lacto-vegetariano. Também sou médico e leio bem inglês, francês e espanhol, o que pode facilitar a verificação e análise das fontes por exemplo. Também sofri de deficiência de vitamina B12. Sou espiritualista (embora não siga nenhuma religião) e me interesso pelas diferenças culturais entres os povos. Não sou nutrólogo nem nutricionista nem especialista em nenhuma área das ciências sociais, mas estou disponível para ajudar no que for necessário. Aqueles que estão mais engajados neste tópico poderiam me indicar quais áreas do texto necessitam de revisão, busca por referências ou crítica? Farei o que estiver a meu alcance para colaborar.--Augusto Monteiro (discussão) 23h44min de 25 de abril de 2012 (UTC)

Augusto Monteiro.

Questão político-econômica[editar código-fonte]

Gostaria de indagar se o fato do Brasil ser o maior exportador de carne bovina e de frango no mundo influencia a posição e as declarações dos orgãos de representação e de formação dos nutricionistas brasileiros? O que vocês acham?--Augusto Monteiro (discussão) 23h45min de 25 de abril de 2012 (UTC)

Augusto Monteiro.

Oi. É um questionamento interessante, mas lembre-se que a Wikipédia não é um fórum:

Ariel C.M.K. (discussão) 06h05min de 26 de maio de 2012 (UTC)

Revisão[editar código-fonte]

O texto precisa de revisão urgente. Isso já foi destacado pelo usuário Beganreal em 18 de janeiro de 2011.

Comecei uma revisão melhorando a introdução, mas ele já foi revertida.

Vanderlei52 (discussão) 21h07min de 26 de setembro de 2014 (UTC)

Vanderlei52, obrigado pelas edições! Por favor, realize a revisão do artigo e tome o cuidado de citar as fontes para os trechos inseridos. Informe se precisar de ajuda. Abraços, Vinicius Siqueira MSG 21h11min de 26 de setembro de 2014 (UTC)
@Vanderlei52: Peço desculpa; a intenção era só remover a infobox, e não o texto todo. As infoboxes não são adequadas neste caso, já que se destinam a salientar uma série de características diferenciadoras em artigos semelhantes. De resto, como o Vinicius referiu, por favor não se esqueça de citar fontes e de reler o texto antes de o introduzir para corrigir eventuais erros. Caso necessite de ajuda, não se iniba de pedir. Boas contribuições. Antero de Quintal (discussão) 21h49min de 26 de setembro de 2014 (UTC)

Justificativas para uma dieta vegetariana.[editar código-fonte]

Essa seção toda é problemática, porém este parágrafo em especial chama a atenção por não citar nenhuma fonte (todas as referência direcionam a uma página do PETA) e por ter um conteúdo cientificamente bastante questionável:

Através do exame da fisiologia e da anatomia humana, concluem que a dieta natural do homem é naturalmente vegetariana.[72] Um dos argumentos consiste em afirmar que o ser humano sente repugnância ao ver animais mortos e que o cheiro das carcaças animais não nos desperta apetite, ao passo que os animais que se alimentam de carne apreciam o cheiro da carne crua.[73] Há muitos séculos que os vegetarianos desafiam os não vegetarianos a apanhar os animais que comem, a matá-los e a comê-los crus, tal como fazem os animais na natureza. Ver, por exemplo, os escritos de Plutarco[74] Gassendi[75] e de Percy Bysshe Shelley.[76]

O que é isso? Nickgaz (discussão) 19h31min de 3 de setembro de 2015 (UTC)

Realmente, a fonte é claramente parcial. Não sei se fontes independentes ou estudos científicos apoiam as mesmas conclusões. Quintal 19h35min de 3 de setembro de 2015 (UTC)