Djavan Ao Vivo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Djavan Ao Vivo
Álbum ao vivo de Djavan
Lançamento 23 de novembro de 1999
Gênero(s)
Formato(s) CD e DVD
Gravadora(s) Sony Music
Produção Djavan
Cronologia de Djavan
Bicho Solto
(1998)
Milagreiro
(2001)

Djavan Ao Vivo é o primeiro álbum ao vivo do cantor brasileiro Djavan, lançado em 23 de novembro de 1999.[1] É um álbum duplo gravado ao vivo no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro, em julho de 1999, em comemoração aos 25 anos de carreira de Djavan. O álbum inclui duas canções inéditas: "Acelerou" e "Um Amor Puro", que tornaram-se sucessos nas rádios brasileiras. No dia 11 de fevereiro de 2014, o álbum foi disponibilizado no iTunes.[2] Aclamado pela crítica, o álbum também foi um sucesso de vendas, rendando ao cantor seu primeiro disco de diamante, além de ter recebido três Prêmios Multishow, incluindo Melhor CD, Melhor Show e Melhor Cantor.[3]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AllMusic 4 de 5 estrelas. (disco 1)[4]
AllMusic 4.5 de 5 estrelas. (disco 2)[3]
Notas Musicais 4.5 de 5 estrelas. (discos 1 e 2)[5]

O álbum foi aclamado pelos críticos de música. Alvaro Neder do AllMusic avaliou o disco 1 com 4 de 5 estrelas, destacando que as melhores canções são as puras, quentes e fortes, como o samba suingue de "Serrado" e "Flor de Lis", a balada melodia de "Amar é Tudo", o funk-reggae "Azul" e "Seduzir", que possui solos de jazz. No geral, Alvaro destacou que o disco 1 é um típico lançamento de Djavan.[4] Entretanto, ao avaliar o segundo disco, o crítico avaliou-o com 4.5 de 5 estrelas, dando ênfase às baladas pop "Pétala," "Meu Bem-querer," e "Um Amor Puro"; ao reggae "Cigano"; as "funkeadas" "Boa Noite" e "Eu Te Devoro"; a triste "Faltando Um Pedaço"; a versão pop/rock de "Lilás"; e o soul "Acelerou." Ele também destacou que o "animado samba" "Fato consumado" merecia menção especial, por ser interpretada ao violão com um trombone de gafieira sendo acrescentado no fim.[3] Mauro Ferreira do site "Notas Musicais" também avaliou o álbum com 4.5 de 5 estrelas, dando destaque à "explosão de popularidade e vendas" que o álbum obteve.[5]

Comercial[editar | editar código-fonte]

O álbum foi um sucesso de vendas, recebendo certificado de diamante, por vendas que excederam 1 milhão de cópias, tendo a junção do volume 1, que recebeu certificado duplo de platina, e do volume 2, que também recebeu certificado de platina duplo.[6]

Faixas[editar | editar código-fonte]

CD1
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Samurai"   Djavan 5:30
2. "Azul"   Djavan 4:19
3. "Meu Bem-Querer"   Djavan 4:14
4. "Nem Um Dia"   Djavan 5:35
5. "Álibi"   Djavan 3:33
6. "Cigano"   Djavan 5:07
7. "Serrado"   Djavan 4:58
8. "Oceano"   Djavan 3:37
9. "Açaí"   Djavan 4:32
10. "Fato Consumado"   Djavan 3:39
11. "Flor de Lis"   Djavan 3:56
12. "Amar é Tudo"   Djavan 3:32
Duração total:
52:32
CD2
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Faltando Um Pedaço"   Djavan 4:27
2. "Esquinas"   Djavan 4:28
3. "Eu te Devoro"   Djavan 5:08
4. "Seduzir"   Djavan 4:49
5. "Se..."   Djavan 4:47
6. "A Carta"   Djavan 5:49
7. "Boa Noite"   Djavan 5:40
8. "Sina"   Djavan 4:19
9. "Pétala"   Djavan 4:21
10. "Lilás" (versão 1999) Djavan 4:33
11. "Acelerou"   Djavan 4:43
12. "Um Amor Puro"   Djavan 5:26
Duração total:
58:30

Músicos participantes[editar | editar código-fonte]

  • André Vasconcellos: baixo
  • Max Viana: guitarra, violão e vocais
  • João Castilho: guitarra, violão e vocais
  • Carlos Bala: bateria
  • Paulo Calasans: teclados
  • Marcelo Martins: sax e flauta
  • Walmir Gil: trompete e flugelhorn
  • François Lima: trombone
  • Beth Bruno, Cecília Spyer e Flávia Virgínia: vocais de apoio

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

  • Produzido por: Djavan
  • Assistente de produção: Max Viana
  • Coordenação de produção: Bruno Batista
  • Produção executiva: Mara Rabello
  • Direção Artística: Ronaldo Viana
  • Unidade móvel de gravação: ARP/Roberto Marques
  • Engenheiros de gravação: Márcio Gama e Zorro
  • Engenheiro de gravação e mixagem: Márcio Gama
  • Edições Pro-Tools: Lulu Farah e Florencia Saravia
  • Assistentes de estúdio: Max Almeida, Eduardo Carvalho e Sérgio Silva
  • Programação looping em "Acelerou": Renato Fonseca
  • Masterização: Ricardo Garcia / Magic Master
  • Projeto gráfico: Gualter Pupo e João Bonelli
  • Coordenação gráfica: Carla Framback
  • Fotos: Márcia Ramalho
  • Fotografia adicional: Daniela Dacorso

Referências

  1. «Djavan - Ao Vivo (Duplo) de Djavan no Apple Music». iTunes. Consultado em 29 de julho de 2016 
  2. Mauro Ferreira (11 de fevereiro de 2014). «De volta à Sony Music, Djavan põe no iTunes toda a discografia na gravadora». Notas Musicais. Consultado em 29 de julho de 2016 
  3. a b c Alvaro Neder. «Ao Vivo, Vol. 2 - Djavan - AllMusic». AllMusic. Consultado em 29 de julho de 2016 
  4. a b Alvaro Neder. «Ao Vivo, Vol. 1 - Djavan - AllMusic». AllMusic. Consultado em 29 de julho de 2016 
  5. a b Mauro Ferreira (01 de dezembro de 2014). «Reedições de discos de Djavan ganham no som e perdem na arte gráfica». Notas Musicais. Consultado em 29 de julho de 2016  Verifique data em: |data= (ajuda)
  6. Alvaro Neder. «Certificados Djavan». Associação Brasileira de Produtores de Disco. Consultado em 29 de julho de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Djavan é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.