Lilás (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lilás
Álbum de estúdio de Djavan
Lançamento 1984
Gravação 14 de fevereiro de 1984 - 24 de março de 1984
Gênero(s)
Duração 42:29
Idioma(s) Português
Formato(s)
Gravadora(s) CBS
Produção
Cronologia de Djavan
Último
Luz
(1982)
Meu Lado
(1986)
Próximo
Singles de Lilás
  1. "Lilás"
    Lançamento: 1984
  2. "Miragem"
    Lançamento: 1984
  3. "Esquinas[1]"
  4. "Infinito[1]"

Lilás é o sexto álbum de estúdio do cantor e compositor brasileiro Djavan, lançado em 1984 pela CBS Records. O álbum foi visto como um disco mais pop, com fortes influências eletrônicas.[1] Traz hits que consagraram seu nome na MPB, como a faixa-título, "Lilás", e "Esquinas". A canção "Infinito" foi usada na trilha sonora da novela Um Sonho a Mais, exibida pela Rede Globo,[2] enquanto "Miragem" também foi trabalhada como single.[1] No dia 11 de fevereiro de 2014, o álbum, assim como toda sua discografia, foi disponibilizado no iTunes.[3]

Sobre o álbum[editar | editar código-fonte]

O autor Hugo Sukman descreveu o álbum como o disco mais pop do cantor, onde ele mergulha nos recursos eletrônicos, como é visto na faixa-título, "Lilás". Para o mesmo, o álbum é predominantemente composto de baladas românticas, como as faixas "Esquinas", "Liberdade" e "Transe". O álbum destaca-se por apresentar um baião na faixa "Canto da Lira", além do samba "Obi".[1] O álbum foi produzido por Erich Bulling.[1]

A faixa-título, "Lilás", ganhou diversos covers durante décadas, sendo regravada e lançada como single pela extinta banda Fat Family, já a canção "Esquinas" foi regravada pelo grupo Manhattan Transfer.[1]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 3 de 5 estrelas.[4]
Notas Musicais 3 de 5 estrelas.[5]

Lilás recebeu críticas favoráveis, apesar de terem sido inferiores ao aclamado Luz. Ambos Alvaro Neder do AllMusic e Mauro Ferreira do Notas Musicais avaliaram o álbum com 3 de 5 estrelas. Alvaro classificou-o como "álbum dançante, quase todo completo por sonoridades devotadas ao funk/soul," dando como exemplo de destaques as exceções "Esquinas" e, em suas palavras, "a ignorada" "Obi". O crítico também disse que o trabalho traz a rica interação rítmica entre as letras e o canto do cantor com o contratempo de funk.[4] Para Mauro, "o eletrônico Lilás [...] se lambuzou com esses recursos [eletrônicos], embora tenha gerado dois clássicos para o cancioneiro de Djavan (Esquinas e a música-título Lilás)."[5]

Faixas[editar | editar código-fonte]

  • Todas as faixas são composição de Djavan.
Lado A
N.º Título Duração
1. "Lilás"   4:43
2. "Infinito"   5:19
3. "Esquinas"   5:31
4. "Transe"   4:54
5. "Obi"   4:44
Lado B
N.º Título Duração
6. "Miragem"   3:54
7. "Íris"   3:44
8. "Canto da Lira"   4:24
9. "Liberdade"   4:18

Referências

  1. a b c d e f g Hugo Sukman. «Lilás - Djavan - Luanda». Djavan.com.br. Consultado em 05 de agosto de 2016. 
  2. «Um Sonho a Mais - Trilha Sonora». Memória Globo. Consultado em 22 de maio de 2014. 
  3. Mauro Ferreira (11 de fevereiro de 2014). «De volta à Sony Music, Djavan põe no iTunes toda a discografia na gravadora». Notas Musicais. Consultado em 29 de julho de 2016. 
  4. a b Alvaro Neder. «Lilas - Djavan» (em inglês). allmusic. Consultado em 15 de maio de 2014. 
  5. a b Mauro Ferreira (01 de dezembro de 2014). «Reedições de discos de Djavan ganham no som e perdem na arte gráfica». Notas Musicais. Consultado em 29 de julho de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Djavan é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.