Obi (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Obi é uma canção composta pelo músico e cantor Djavan para seu álbum de estúdio: "Lilás" de 1984 [1]. A letra da canção chama a atenção pela sua complexidade: "Obi/Obi, Obá/Que nem zen, czar/Shalon/Jerusalém, z'oiseau/Na relva rala/Meu arerê/Tombara/Ali, Alá" [2]; o Obi a qual se refere Djavan é um fruto indispensável nos rituais de camdomblé, mas também pode ser referida a uma cidade da Nigéria [3]: O samba é pedra mor/África/Benfica/E fica melhor.". Djavan na letra da canção fala sobre a cultura africana, onde ele fala na guerra, a citar termos que referem a monarquia imperial russa (Czar) e outros que remetem a paz (Zen, Shalom, Z'oiseau), onde Djavan introduz a canção como uma "canção de paz", onde no primeiro verso ele introduz várias palavras de línguas estrangeiras (russa, africana, francesa, etc), sendo que todas se referem a uma comunidade ou símbolo de paz e tranquilidade.

Referências

  1. «Discografia no site oficial de Djavan». Consultado em 19 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 23 de janeiro de 2010 
  2. Letra da Canção
  3. [1]