Don Omar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Don Omar
Don Omar with his sunglasses (cropped).jpg
Informação geral
Nome completo William Omar Landrón Rivera
Também conhecido(a) como El Rey
Nascimento 10 de fevereiro de 1978 (39 anos)
Origem Carolina
País  Porto Rico
Gênero(s) Reggaeton
Instrumento(s) Voz
Período em atividade 1996 - atualmente
Gravadora(s) Orfanato, VI, Universal Latino, Machete
Página oficial orfanatomusic.com

Don Omar, nome artístico de William Omar Landrón Rivera (San Juan, 10 de fevereiro de 1978), é um cantor,compositor e ator porto-riquenho de reggaeton. Ele é muitas vezes referida por seu apelido El Rey.

Começou a escrever suas primeiras letras no início da década de 1990 aos doze anos com o surgimento de um novo ritmo, o reggaeton. Sua carreira musical profissional começou em 2002, quando Héctor 'El father' o lançou com o nome artístico 'Don Omar'.

A carreira de Don Omar começou com o lançamento de seu primeiro álbum de estúdio The Last Don. Em junho de 2003, Don Omar recebeu o prêmio Billboard Latin para Álbum Reggaeton do Ano e para King of Kings. As canções "Los Bandoleros" e "Conteo" foram apresentadas no filme The Fast and the Furious: Tokyo Drift nos créditos finais.

Através da música "Conteo", do filme Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio, ganhou uma popularidade maior na América.

Em 2009, Don Omar ganha participação especial no quarto longa da franquia Velozes e Furiosos, que neste, aparecem duas canções suas, "Los Bandoleros" e "Virtual Diva".

Em 2011, Don Omar ganha participação especial também no quinto longa da franquia Fast Five (Velozes e Furiosos 5 Operação Rio), aparecendo três canções: "Danza Kuduro"; um remix do seu tema "How We Roll" e com a canção "Taboo", cujo video clipe foi gravado no Brasil.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Sua carreira musical teve inicio na igreja, onde esteve ligado como pastor evangélico durante quatro anos.

Sua primeira apresentação em um clube noturno foi acompanhada pelo DJ Eliel Lind Osorio. Depois, atuou com regularidade em vários álbuns de DJ’s e produtores populares como Luny Tunes, Noriega e DJ Eric.

Sua carreira musical chegou ao estrelato com o lançamento do seu primeiro álbum de estúdio, The Last Don. Tanto sua versão de estudio quanto sua versão ao vivo, receberam disco de platina da Recording Industry Association of America. A nível mundial, The Last Don: Live (CD & DVD) vendeu mais de um milhão de copias. Obteve prêmios por Álbum Pop Latino do Ano, Artista Revelação Rap /Hip-Hop e Álbum Latino do Ano pelos Prêmios Billboard Latin Music Awards em 2003. The Last Don: Live (CD & DVD) também foi indicado para a categoria álbum de música urbana no Grammy Latino de 2005.

Em maio de 2006, seu álbum King of Kings, se converteu no segundo álbum de maior sucesso na história do Reggaeton, ficando atrás apenas de Barrio Fino de Daddy Yankee, no top 10 das listas nos Estados Unidos. King of Kings é o álbum que tem o maior número de unidades vendidas no gênero, chegando a mais de seis milhões de copias a nível mundial.

Em 2014, Don Omar anuncia sua próxima produção, intitulada The Last Don II, a qual participará inúmeros artistas, tais como: Tego Calderon, Wisin y Yandel, Daddy Yankee, entre outros.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Lista de álbuns, com posições nas paradas selecionadas e certificações
Título Detalhe do álbum Posições em paradas músicais Certificações
US
The Last Don 165
King of Kings
  • Lançamento: 23 de maio de 2006
  • Gravadora: Machete
  • Formatos: CD, digital download
7
  • RIAA: Gold
iDon
  • Lançamento: 28 de abril de 2009
  • Gravadora: Universal
  • Formatos: CD, digital download
32
Meet the Orphans
  • Lançamento: 16 de novembro de 2010
  • Gravadora: Orfanato
  • Formatos: CD, digital download
101
The Last Don II
  • Lançamento: 16 de junho de 2015
  • Gravadora: Orfanato
  • Formatos: CD, digital download
73
"—" indica que a gravação não foi incluída nas paradas ou não foi distribuída naquela região.

Singles[editar | editar código-fonte]

Como artista principal[editar | editar código-fonte]

Lista de singles como artista principal, mostrando posições em paradas músicais selecionadas, certificações e álbuns
Título Ano Posições em paradas músicais Certificações Álbum
US
[1]
AUT
[2]
BEL
[3]
FRA
[4]
GER
[5]
SWE
[6]
SWI
[7]
"Dale Don Dale"
(featuring Glory)
2003 The Last Don
"Dile" 2004 46 48
"Intocable"
"Ángelito" 2006 93 King of Kings
"Conteo"
(featuring Juelz Santana)
"Salió el Sol"
"Virtual Diva" 2009 iDon
"Sexy Robotica"
"Ciao Bella"
"Danza Kuduro"
(featuring Lucenzo)
2010 82 1 7 4 1 3 1 Meet the Orphans
"Taboo" 2011 97
"Guaya Guaya" 2014 The Last Don II
"Soledad"
"Perdido en Tus Ojos"
(featuring Natti Natasha)
2015
"Te Quiero Pa'Mi"
(featuring Zion & Lennox)
2016 por anunciar
"Encanto"
(featuring Sharlene Taule)
2017
"—" indica que a gravação não foi incluída nas paradas ou não foi distribuída naquela região.

Referências

  1. «Don Omar – Chart History: Hot 100». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  2. «Don Omar discography». austriancharts.at (em German). Hung Medien. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  3. «Don Omar discography». ultratop.be (em Dutch). Hung Medien. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  4. «Don Omar discography». lescharts.com (em French). Hung Medien. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  5. «Don Omar» (em alemão). GfK Entertainment. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  6. «Don Omar discography». swedishcharts.com. Hung Medien. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  7. «Don Omar discography». swisscharts.com. Hung Medien. Consultado em 20 de agosto de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.