Edwin Landseer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Edwin Landseer
Nome nativo Edwin Henry Landseer
Nascimento 7 de março de 1802
Londres
Morte 1 de outubro de 1873 (71 anos)
Londres
Residência Londres, Londres
Sepultamento Catedral de São Paulo
Cidadania Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda
Progenitores Pai:John Landseer
Filho(s) Sir Edwin Lutyens
Irmão(s) Thomas Landseer, Jessica Landseer
Alma mater Academia Real Inglesa
Ocupação pintor, escultor
Prêmios Ordem do Mérito para as Artes e Ciência
Movimento estético Era vitoriana

Sir Edwin Henry Landseer, RA (7 de Março de 1802, Londres1 de Outubro de 1873) foi um pintor e escultor inglês, bastante conhecido por suas pinturas de animais — particularmente cavalos, cães e cervídeos. Entretanto, as obras mais conhecidas de Landseer são as esculturas: os leões da Trafalgar Square, em Londres.

Vida e obra[editar | editar código-fonte]

Landseer foi uma espécie de menino prodígio cujos talentos artísticos foram precocemente reconhecidos; estudou com vários artistas, incluindo Benjamin Robert Haydon, um pintor muito conhecido e controverso que encorajou o jovem Landseer a realizar dissecações no intuito de compreender por completo a estrutura muscular e esquelética animal.

Em 1815, quando ainda tinha 13 anos, Landseer já havia exibido suas obras na Academia Real Inglesa. Foi eleito um associado da Academia Real aos 24 anos, e cinco anos mais tarde, em 1831, tornou-se acadêmico. Em 1850, foi nomeado Cavaleiro, e apesar de ter sido eleito presidente da Academia Real, em 1866, Landseer recusou o convite.

Landseer foi um personagem notável na arte inglesa do século XIX, e suas obras podem ser encontradas no Tate Britain, no Victoria and Albert Museum, na Kenwood House e na Coleção Wallace, em Londres. Ele também colaborou com seu colega pintor Frederick Richard Lee.

Atualmente, acredita-se que, no fim de seus 30 anos, Landseer sofreu um colapso nervoso substancial e, pelo resto de sua vida, viveu episódios recorrentes de melancolia, hipocondria e depressão, muitas vezes agravados pelo uso de álcool e drogas.[1] Em julho de 1872, ele foi declarado louco por sua família.

Pinturas[editar | editar código-fonte]

Em suas obras, Sir Edwin Henry Landseer retratava a anatomia animal com grande habilidade e, com isso, tendia a humanizar e sentimentalizar essas características para contar uma história sentimental ou mostrar uma moral.[2] Entre os trabalhos mais conhecidos trabalhos desta fase, estão The Chief Shepherd's Mourner (1837, V & A, Londres), Dignity e Impudence (1839, Tate, Londres) e The Monarch of the Glen (1850, Diageo plc).

Alguns trabalhos de Landseer, porém, foram duramente criticados por mostrar crueldade aos animais. Diversas vezes, o autor visitou a Escócia e retratou cenas de caça aos veados.

A obra "The Shrew Tamed", foi inscrita na Exposição da Academia Real de 1861 e causou controvérsia devido ao seu assunto. Ela mostra um grande cavalo ajoelhado entre palhas em um estábulo, enquanto uma jovem mulher aparece deitada com a cabeça apoiada em seus flancos, ligeiramente tocando sua cabeça com a mão. Os críticos da época ficaram incomodados com a representação de uma mulher aparentemente fraca dominando um animal poderoso.[3] Alguns concluíram que Landseer fazia referência à famosa cortesã Catherine Walters, então no auge de sua fama.[4]

Escultura[editar | editar código-fonte]

O leão localizado na base da "Coluna de Nelson", na Trafalgar Square, em Londres, na Inglaterra.
O leão localizado na base da "Coluna de Nelson", na Trafalgar Square, em Londres, na Inglaterra.

No ano de 1858, o governo inglês pediu para que Edwin Landseer fizesse quatro leões de bronze para a base da Coluna de Nelson, localizada na Trafalgar Square , em Londres, na Inglaterra. Landseer concordou em produzir as esculturas sob a condição de que não começasse a trabalhar antes dos nove meses seguintes. Houve, ainda, mais um atraso quando o artista pediu cópias de moldes de um leão real que ele sabia que estava na posse da academia em Turim.[5] Os moldes ficaram prontos depois de dois anos, em 1860, mostrando-se um trabalho bastante complexo. Os leões foram feitos no estúdio artístico de Carlo Marochetti[6], localizado em Kensington. As esculturas foram instaladas na Trafalgar Square apenas em 1867.[7]

Morte[editar | editar código-fonte]

Edwin Landseer morreu de causas naturais no dia 1º de outubro de 1873, aos 71 anos de idade. Sua morte foi muito lamentada na Inglaterra, onde lojas e casas abaixaram suas persianas, bandeiras foram posicionadas a meio mastro, seus leões de bronze na base da Coluna de Nelson foram enfeitados com grinaldas, e grandes multidões se alinharam nas ruas para ver o seu cortejo funerário passar.[8] Landseer foi enterrado na Catedral de St. Paul, em Londres.

Em seu estúdio, o artista deixou três obras inacabadas, "Finding the Otter", "Nell Gwynne" e "The Dead Buck". Era de seu desejo que o amigo John Everett Millais finalizasse as pinturas, o que de fato aconteceu.[9]

Referências

  1. Ormond, Richard. Monarch of the Glen: Landseer in the Highlands. [S.l.: s.n.] 125 páginas 
  2. «Edwin Henry Landseer (1802–1873) | Art UK». artuk.org (em inglês). Consultado em 24 de setembro de 2017. 
  3. «Edwin Henry Landseer». Wikipedia (em inglês). 19 de julho de 2017 
  4. Blackwood's Edinburgh Magazine. [S.l.: s.n.] 1861. 211 páginas 
  5. «Edwin Henry Landseer». Wikipedia (em inglês). 19 de julho de 2017 
  6. Shepard, F. H. W. «"The Smith's Charity Estate: Charles James Freake and Onslow Square Gardens"». Survey of London: volume 41: Brompton. Institute of Historical Research 
  7. Mace, Rodney (1975). Trafalgar Square: Emblem of Empire. [S.l.: s.n.] pp. pp 107–8 
  8. Ormond, Richard (2005). The Monarch of the Glen: Landseer in the Highlands. [S.l.: s.n.] pp. p. 135 
  9. Millais, John Guille (1899). Life and Letters of Sir John Everett Millais. [S.l.: s.n.] pp. p. 47 

Leitura complementar[editar | editar código-fonte]

Ormond, Richard. The Monarch of the Glen: Landseer in the Highlands. Edinburgh: National Galleries of Scotland, 2005.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Edwin Landseer