Eleição para o Senado federal pelo Arizona em 2010

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
2004 Estados Unidos 2016
Eleição para o senado do  Arizona em 2010
2 de novembro de 2010
John McCain official portrait 2009.jpg Silver - replace this image male.svg
Candidato John McCain Rodney Glassman
Partido Republicano Democrata
Votos 1.005.615 592.011
Porcentagem 59,07% 34,78%
Arizona Senatorial Election Results by County, 2010.svg
  Condados onde McCain obteve maior votação
  Condados onde Glassman obteve maior votação


Senador

A eleição para o senado do estado americano do Arizona em 2010 aconteceu no dia 2 de novembro de 2010, juntamente com outras eleições para o Senado dos Estados Unidos em outros estados, como as eleições para na Câmara dos Deputados e as eleições locais. As eleições primárias democratas e republicanas foram realizadas em 24 de agosto de 2010. O republicano John McCain foi reeleito para seu quinto mandato.

Primária Democrata[editar | editar código-fonte]

A ex-governadora Janet Napolitano.

Muitos consideraram popular a ex-governadora democrata Janet Napolitano, uma possível desafiante democrata de McCain. Napolitano deixou o governo em 2010, e tinha discutido abertamente a possibilidade de concorrer para o Senado. No entanto, a 1 de dezembro de 2008, o presidente-eleito Barack Obama a nomeou para ser a secretária de Segurança Interna. Essa nomeação fez com que Napolitano desistisse da disputa.

Outros possíveis candidatos democratas eram o prefeito Phoenix Phil Gordon,[1] a representante Gabrielle Giffords,[1] e Terry Goddard.[1], No entanto, Goddard tinha anunciado formalmente sua candidatura para a eleição a governador do Arizona em 2010,[2] e Phil Gordon estava concorrendo para a Câmara dos Representantes pelo 3 º distrito do Arizona.

Primária Democrata[3]
Partido Candidato Votos %
Democrata Rodney Glassman 86.881 34,7%
Democrata Cathy Eden 66.421 26,5%
Democrata John Dougherty 60.262 24,1%
Democrata Randy Parraz 36.637 14,6%

Primária Republicana[editar | editar código-fonte]

O ex-representante J.D. Hayworth.

McCain candidatou-se para o quinto mandato consecutivo. Ele havia conquistado menos da metade dos votos do colégio eleitoral contra Barack Obama na eleição presidencial de 2008, e venceu a disputa presidencial no Arizona por 8,2 pontos percentuais de vantagem.[2] O candidato mais mencionado como um possível desafiante primário foi o e ex-congressista JD Hayworth. Hayworth tinha sido aliado a McCain na disputa presidencial de 2008, mas os dois divergiam ideologicamente pouco tempo depois.[4] No entanto, a forte oposição de McCain ao pacote de estímulo econômico de 2009 aqueceu alguns conservadores e fez um desafio primário menos provável. Hayworth lançou oficialmente sua candidatura em 15 de fevereiro de 2010, em Phoenix.

O senador republicano John McCain.
Primária Republicana[3]
Partido Candidato Votos %
Republicano John McCain 284.374 56,2%
Republicano J.D. Hayworth 162.502 32,1%
Republicano Jim Deakin 59.447 11,7%

Eleição Geral[editar | editar código-fonte]

Candidatos[editar | editar código-fonte]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Eleição para o senado do Arizona em 2010
Partido Candidato Votos % ±%
Republicano John McCain 1.005.615 59,07% -17,67%
Democrata Rodney Glassman 592.011 34,78% +14,16%
Libertário David Nolan 80.097 4,71% +2,06%
Verde Jerry Joslyn 24.603 1,45%
Total 1.702.326

Referências

  1. a b c «McCain: I intend to run again» (em inglês). Politico. Consultado em 30 de outubro de 2010 
  2. a b «"Arizona"» (em inglês). Arizona Daily Star 
  3. a b «Election Map» (em inglês). Politico. Consultado em 30 de outubro de 2010.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «McCain gets conservative primary challenger» (em inglês). CNN. Consultado em 30 de outubro de 2010.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre Eleições nos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.