Partido Libertário (Estados Unidos)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde março de 2014)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Partido Libertário
Libertarian Party
Líder Geoff Neale
Fundação 11 de dezembro de 1971
Sede 2600 Virginia Avenue NW, Suite 200
Washington, D.C. 20037
Ideologia Libertarismo (Americano)

Facções internas:
 • Conservadorismo libertário[1]
 • Socialismo Libertário[2] [3]
 • Minarquismo
 • Objetivismo[2]
 • Liberalismo clássico
Espectro político Direita liberal
Membros c. 368 561[4]
Afiliação internacional Interlibertarians[5]
Cores       Azul

      Dourado
Site
www.lp.org

Política dos Estados Unidos
Partidos políticos
Eleições

O Partido Libertário (em inglês Libertarian Party) é um partido político de cunho liberalismo dos Estados Unidos da América. Foi fundado em 1971 e desde então é um dos chamados terceiros partidos do sistema político praticamente bipartidário dos Estados Unidos. Segundo a página de adesão no seu site, o partido apenas certifica como membros os que assinam um termo afirmando não apoiar ou recomendar que a agressão seja iniciada por motivos políticos ou sociais.[6]

Plataforma[editar | editar código-fonte]

A sua plataforma eleitoral é baseada em elementos da filosofia libertária como a defesa de uma economia de livre mercado (laissez-faire), dos direitos individuais, como a liberdade de associação e orientação sexual, e a propriedade privada.

Anteriormente uma questão não consensual, a partir de 2014, seu programa passou a pedir a não-interferência do governo (a favor ou contra) nas questões relacionadas à gravidez.[7] O partido é genericamente a favor do porte de armas para defesa pessoal e segundo interpretam a 2ª Emenda da Constituição, e da abolição das leis que proíbem a prostituição e a posse e consumo de drogas para uso pessoal. É ainda contra o serviço militar obrigatório.

Este partido foi fundado em parte como alternativa ao governo republicano da época, quando o então-presidente Nixon decretou congelamento de preços e salários. O seu termo de adesão, o Princípio da Não Agressão (em inglês o Non-Aggression Principle ou NAP) é semelhante ao princípio moral formulado pela escritora imigrante Ayn Rand em abril de 1947 e reproduzido em "The Letters of Ayn Rand"[8]

Participação eleitoral[editar | editar código-fonte]

A lista seguinte indica os resultados em eleições presidenciais

Votos que recebeu o Partido Libertário em eleições presidenciais
  • 1972: John Hospers e Theodora Nathan - 2 691 votos (0,003%); 1 voto do colégio eleitoral;
  • 1976: Roger MacBride e David Bergland - 173 011 votos (0,21%)
  • 1980: Ed Clark e David Koch - 921 299 votos (1,1%)
  • 1984: David Bergland e James A. Lewis - 228 705 votos (0,25%)
  • 1988: Ron Paul e Andre Marrou - 432 179 votos (0,47%)
  • 1992: Andre Marrou e Nancy Lord - 291 627 votos (0,28%)
  • 1996: Harry Browne e Jo Jorgensen - 485 798 votos (0,50%)
  • 2000: Harry Browne e Art Olivier - 384 431 votos (0,36%)
  • 2004: Michael Badnarik e Richard Campagna - 397 367 votos (0,34%)
  • 2008: Bob Barr e Wayne Allyn Root - 523 686 votos (0,4%)
  • 2012: Gary Johnson e Jim Gray - 1 275 821 (0,99%)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre política é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.