Elsie Lessa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Elsie Lessa
Elsie Pinheiro
Nome completo Elsie Pinheiro Lessa
Nascimento 5 de abril de 1914
São Paulo, São Paulo
Morte 17 de maio de 2000 (86 anos)
Cascais, Portugal
Nacionalidade  Brasil
Progenitores Mãe: Maria Júlia Ribeiro[1].
Pai: Albertino Pinheiro
Cônjuge Orígenes Lessa
Ivan Pedro Martins
Filho(s) Ivan Lessa
Ocupação jornalista, cronista
Da esquerda para a direita: Pagu, Elsie Lessa, Tarsila do Amaral, Anita Malfatti e Eugênia Álvaro Moreyra

Elsie Lessa (São Paulo, 5 de abril de 1914Cascais, 17 de maio de 2000) foi uma jornalista e cronista brasileira.

De 1952 a 2000, quando morreu aos 86 anos, Elsie Lessa escreveu e publicou, sem interrupção, no jornal O Globo. Nenhum outro escritor teve um espaço por tanto tempo nas páginas do jornal.

Na juventude, embora natural de São Paulo, foi considerada uma das duas mais belas mulheres do Rio de Janeiro, a outra era Adalgisa Nery. O cronista Rubem Braga a seguiu pelas ruas de São Paulo, fascinado pela sua beleza e graça.

Entrou em O Globo como repórter, em 1946. Sobre ela, o escritor Ruy Castro disse: "Elsie tem seu lugar ao lado dos maiores cronistas da língua portuguesa, como Rubem Braga, Paulo Mendes Campos e Fernando Sabino".

Era neta do escritor e gramático Júlio Ribeiro, membro da Academia Brasileira de Letras, e foi casada com o escritor e também imortal Orígenes Lessa, com quem teve um filho, o jornalista, cronista e escritor Ivan Lessa. Foi casada, pela segunda vez, com o jornalista e escritor Ivan Pedro de Martins.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. O nome verdadeiro era Maria Francisca, mas foi mudado para Maria Júlia por sua mãe, após a morte de Júlio Ribeiro, em sua homenagem. In: RIBEIRO, Júlio. A Carne, Ateliê Editorial. Apresentação e notas de Marcelo Bulhões.
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.