Albertino Pinheiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Albertino Pinheiro
Nome completo Albertino Álvaro Pinheiro
Nascimento
Brotas, São Paulo
Morte 1954
Nacionalidade  Brasil
Progenitores Mãe: Maximina Gouveia
Pai: Joaquim Honório Pinheiro (1852-1934)
Cônjuge Maria Júlia Pinheiro Ribeiro
Filho(s) Elsie Pinheiro
Ocupação tradutor, professor, jornalista
Magnum opus Tradução de O Banquete, de Platão
Religião presbiterianismo

Albertino Pinheiro foi um professor, tradutor e jornalista brasileiro nascido em Brotas, tendo morado em São Paulo, onde lecionou no Instituto Caetano de Campos, Instituto Mackenzie e outros. Albertino faleceu em 1954[1].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Albertino era filho do presbítero Joaquim Honório Pinheiro (1852-1934), um dos fundadores da Igreja Presbiteriana do Brasil[2][3] e de Maximina Gouveia, filha de Antônio Francisco de Gouveia, outro que é considerado entre os fundadores da Igreja Presbiteriana[4].

Albertino casou em São Paulo com Maria Júlia Pinheiro Ribeiro[5], filha do escritor Júlio Ribeiro. O nome de Maria Francisca fora mudado para Maria Júlia por sua mãe, Belisária Pinheiro Ribeiro, após a morte de Júlio Ribeiro, em sua homenagem[6]. Tiveram a filha Elsie Pinheiro (1914-2000), jornalista e cronista, que foi esposa do escritor Orígenes Themudo Lessa e posteriormente do escritor e jornalista Ivan Pedro de Martins.

Atualmente há uma rua em sua homenagem na cidade de São Paulo, a rua Prof. Albertino Álvaro Pinheiro.

Traduções[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. Poder Executivo. Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOSP) de 11/05/1954
  2. Igreja Presbiteriana do Brasil
  3. MATOS, Alderi Souza de. As Origens do Presbiterato na Igreja Presbiteriana do Brasil, in: Instituto Presbiteriano Mackenzie
  4. Jornal Brasil Presbiteriano
  5. Unimep
  6. RIBEIRO, Júlio. A Carne, Ateliê Editorial. Apresentação e notas de Marcelo Bulhões.
  7. Viagens pelo Brasil