Entertainment!

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Entertainment!
Álbum de estúdio de Gang of Four
Lançamento Setembro de 1979
Gravação 1979 em Workhouse, Old Kent Road, Londres
Gênero(s) Post-punk
Duração 39:53
Idioma(s) Inglês
Gravadora(s) EMI, Warner Bros.
Produção Andy Gill, Jon King e Rob Warr
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Gang of Four
Solid Gold
(1981)

Entertainment! (em português: Entretenimento!) é o álbum de estreia de estúdio da banda inglesa de post-punk Gang of Four, lançado em setembro de 1979. O álbum foi lançado pela EMI no Reino Unido e pela Warner Bros. nos Estados Unidos.

O álbum mostra uma clara influência do punk rock, do funk e outras não tão claras como o reggae e dub, semelhantes a outras bandas da época como Public Image Ltd., Pere Ubu e The Pop Group. Tal como acontece com essas outras influentes bandas do post-punk, o som do contra-baixo ganha mais destaque do que ele teria normalmente no rock ou no punk rock.

O álbum Entertaiment! tem atraído muitos elogios de músicos de rock como o Flea do Red Hot Chili Peppers, declara que quando ouviu o disco pela primeira vez, disse: "Ele mudou completamente a maneira de como eu olhava o rock e enviou-me na minha viagem como baixista".[6] Em 2003 o álbum ficou em #490 na lista dos 500 melhores discos de todos os tempos pela revista Rolling Stone. Em 2012, revisada o álbum ficou em #483 pela revista. Em março de 2005 a revista Q colocou a faixa "At Home He's a Tourist" em #52 na lista das 100 melhores músicas com guitarra.

Pitchfork Media colocou Entertainment! como o oitavo melhor disco dos anos 70.

Em 2005, a banda tocou ao vivo o álbum na íntegra no festival de música All Tomorrow's Parties, curador do Don't Look Back séries.

A partir de 2009, Entertainment! vendeu cerca de 100,000 cópias no Reino Unido.[7]

Capa[editar | editar código-fonte]

A capa do álbum foi desenvolvida pelo vocalista Jon King e pelo guitarrista Andy Gill[8]. A capa retrata um "índio" apertando a mão de um cowboy em três versões altamente processados ​​da mesma imagem, os rostos são reduzidos a manchas de vermelho e branco, isto é, com as cores estereótipos raciais. O texto ao redor das imagens está escrito "O Índio sorri, pensando que o cowboy é seu amigo. O cowboy sorri, está satisfeito porquê o índio foi enganado. Agora ele pode explora-lo". Desta forma, abordando temas de exploração, mas tomada com o conteúdo lírico do álbum, ele também pode apontar para representações simplistas de conflito étnico, social ou político na mídia como "cowboys e índios".

A parte de trás da capa retrata uma família cujo pai diz, "Eu gasto mais dinheiro comigo pra que eu possa ficar gordo", enquanto a mãe e os filhos declaram, "Somos gratos pelas suas sobras". No encarte do álbum, pequenas fotografias com cenas mostradas na televisão que são entrelaçados e ilustrando o que a banda sugere que são as mensagens enganosas da mídia: "Os fatos são apresentados de forma neutra para que o público possa fazer sua própria mente", "Homens agem heróicamente para defender seu país", "As pessoas recebem o que querem".

Canções[editar | editar código-fonte]

Os diversos elementos temáticos de Entretenimento! vão desde o conceito marxista de trabalho alienado ("Natural Not in It"), a teoria dos grande homens ("Not Great Men"), a mercantilização do lazer ("Return the Gift"), a condição do homem comum (At Home He's a Tourist"), prisioneiros de categoria especial na Irlanda do Norte ("Ether"), guerrilha na América Central ("5.45") e uma série de canções que desafiam os conceitos tradicionais de amor ("Antrhax", "Contract") e sexo ("Damaged Goods", "I Found the Essence Rare").

Sobre as Canções[editar | editar código-fonte]

"At Home He's a Tourist" alcançou o número 58 no UK Singles Chart, posição mais alta que uma canção do Gang of Four conseguiu alcançar. A banda foi originalmente solicitado a executar a canção no Top of the Pops. No entanto, quando os produtores do show ouvi a linha "E as borrachas que você esconde no bolso superior esquerdo" pediram ao grupo para mudar a palavra borrachas por lixo, por medo de ofender; os quatro membros da banda recusaram e a apresentação foi cancelada.[9][10]

No outono de 2010, a Microsoft controversa partes usada na música "Natural's Not in It" em esportes com foco em propagandas para o Kinect, em seu movimento baseado no controle do sistema do vídeo game XBox 360. Gang of Four foi criticado por permitir que a empresa usasse a música, uma decisão aparentemente em desacordo com a sua percepção anti-capitalista, mas foi a gravadora EMI, que possui todo o material da banda no início, que emprestou a Microsoft os direitos e nenhum dos membros da banda tiveram nada a ver com isso.

"Natural's Not in It" foi usada durante os créditos iniciais do filme Marie Antoinette em 2006.

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as canções escritas por Dave Allen, Hugo Burnham, Andy Gill e Jon King.

Lado um[editar | editar código-fonte]

  1. "Ether" – 3:52
  2. "Natural's Not in It" – 3:09
  3. "Not Great Men" – 3:08
  4. "Damaged Goods" – 3:29
  5. "Return the Gift" – 3:08
  6. "Guns Before Butter" – 3:49

Lado dois[editar | editar código-fonte]

  1. "I Found That Essence Rare" – 3:09
  2. "Glass" – 2:32
  3. "Contract" – 2:42
  4. "At Home He's a Tourist" – 3:33
  5. "5.45" – 3:48
  6. "Anthrax" – 4:23

1995 faixas bônus[editar | editar código-fonte]

EMI Records CD issue (masterizado por Andy Gill & King John) inclui os singles seguinte:

  1. "Outside the Trains Don't Run on Time" – 3:27
  2. "He'd Send in the Army" – 3:40
  3. "It's Her Factory" – 3:08

Infinite Zero Arquivo/American Recordings CD issue incluídos do Yellow EP:

  1. "Armalite Rifle" – 2:48

2005 faixas bônus[editar | editar código-fonte]

Além do Yellow EP, o lançamento Rhino acrescenta quatro faixas anteriormente não emitidas:

  1. "Guns Before Butter (versão alternativa)" – 4:25
  2. "Contract (versão alternativa)" – 2:48
  3. "Blood Free" (live at the Electric Ballroom, Londres) – 3:17
  4. "Sweet Jane" (live at the American Indian Center) (Lou Reed) – 3:20

Créditos[editar | editar código-fonte]

Charts[editar | editar código-fonte]

Álbum
Chart (1979) Posição
UK Albums Chart 45[11]
Singles
Ano Single Chart Posição
1979 "At Home He's a Tourist"/"It's Her Factory" UK Singles Chart 58[12]
1980 "Damaged Goods"/"I Found That Essence Rare" U.S. Billboard Club Play singles 39

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Allmusic review
  2. Pitchfork Media review
  3. Robert Christgau review
  4. Rolling Stone review
  5. Weisbard & Marks, 1995. p.163
  6. Liner notes to Infinite Zero Archive/American Recordings reissue, 1995
  7. Andy Gill (18 de setembro de 2009). «Andy Gill meets Andy Gill». The Independent. Consultado em 31 de maio de 2012 
  8. Liner notes
  9. Mark Pothier (3 de março de 2004). «His Gang days are behind him». The Boston Globe. Consultado em 31 maio 2012 
  10. Dave Simpson (7 de janeiro de 2005). «Jerky, punky, funky». The Guardian. Consultado em 31 maio 2012 
  11. «Gang of Four - At Home He's a Tourist». Chart Stats. Consultado em 31 de maio de 2012. Cópia arquivada em 28 de julho de 2012 
  12. «Gang of Four - Entertainment!». Chart Stats. Consultado em 31 de maio de 2012. Cópia arquivada em 21 de julho de 2012