Esmeraldo Siqueira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Esmeraldo Siqueira
Nascimento 16 de agosto de 1908
Pedro Velho
Morte 20 de julho de 1987 (78 anos)
Natal
Cidadania Brasil
Ocupação médico escritor, poeta

Esmeraldo Homem Siqueira (Vilanova hoje chamada Pedro Velho, 16 de agosto de 1908 - 20 de junho de 1987) foi um médico e escritor brasileiro. [1]

Formou-se em Medicina pela tradicional Faculdade do Recife, em 1933. Atuou como médico nos anos 30 na região do Seridó e em Natal. [1]

No início dos anos 40 e até o final da década de 1970, trabalhou como professor de História Natural e de Língua e Literatura Francesa, respectivamente na Escola Normal e no Colégio Atheneu. Em seguida, ainda no magistério, participou da fundação das primeiras unidades da UFRN, como é o caso das Faculdades de Farmácia, Odontologia e Filosofia. [1]

Ingressou, a convite, na Academia Norte-rio-grandense de Letras em 1949, [1] ocupando a cadeira número 30, cujo patrono é Mons. Augusto Franklin. A partir de 1950, passou a colaborar no jornal Tribuna do Norte com artigos e poemas. [2]

Faleceu em Natal, em 20 de junho de 1987. [3]

Principais obras publicadas[editar | editar código-fonte]

Poesia

  • Caminhos Sonoros (1941) [2]
  • Novos Poemas (1950) [2]
  • Trovas (1967) [2]
  • Música no Deserto (1968) [4]
  • Pretéritas (1968) [2]
  • Poemas do Bem e do Mal (1984) [3]

História da literatura

  • Gregos e Latinos na Literatura (1967) [2]
  • História da Literatura Francesa (1969) [2]

Crítica literária

  • Variações em Prosa (1968) [2]
  • Do Meu Reduto Provinciano (1969) [2]

Filosofia

  • Taine e Renan (1968) [2]

Memórias

  • Roteiro de uma vida (1968) [2]
  • Velhas Cartas (1969) [2]

Referências

  1. a b c d Sebastião Matias (22 de setembro de 2015). «Em Natal/RN, Dia do Escritor rememora vida e obra de Esmeraldo Siqueira». Jornal Inverta. Consultado em 2 de agosto de 2019 
  2. a b c d e f g h i j k l Conceição Flores. «ESMERALDO SIQUEIRA». Dicionário de Escritores norte-rio-grandenses. Consultado em 2 de agosto de 2019 
  3. a b «Esmeraldo Siqueira». Falando de Trova. Consultado em 2 de agosto de 2019 
  4. Antonio Miranda. «Emeraldo Siqueira». Poesia dos Brasis – Rio Grande do Norte. Consultado em 2 de agosto de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.