Estação Tuileries

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tuileries
Vista das plataformas a partir da cripta.
Uso atual Estação de metropolitano
Administração RATP Metropolitano de Paris
Linhas Linha 1
Código 11-01
Tipo de estação Subterrânea
Plataforma 2
Informações históricas
Inauguração 19 de julho de 1900
Localização
Localização 206, rue de Rivoli x 210, rue de Rivoli
Próxima estação
Sentido La Défense Paris m 1 jms.svg Sentido Château de Vincennes
Concorde Palais-Royal - Musée du Louvre
Tuileries

Tuileries é uma estação da linha 1 do Metrô de Paris localizada no 1º arrondissement de Paris.

História[editar | editar código-fonte]

A estação foi inaugurada em 1900.

Em 2000, essa mesma, anteriormente encorpada desde a década de 1960, foi decorada para o centenário do metrô e da linha 1. A decoração mural nas plataformas evoca a história cultural do metrô em relação a essa parte do século XX, através de vastos painéis temáticos ilustrados com imagens emblemáticas por décadas.

Como parte da automatização da linha 1, as plataformas da estação Tuileries foram melhoradas no fim de semana de 18 e 19 de outubro de 2008[1].

Em 2011 2 473 945 passageiros entraram nesta estação[2]. Ela viu entrar 2 616 916 passageiros em 2013 o que a coloca na 211ª posição das estações de metrô por sua frequência[3][4].

Serviços aos Passageiros[editar | editar código-fonte]

Acessos[editar | editar código-fonte]

A estação tem dois acessos:

  • 206, rue de Rivoli;
  • 210, rue de Rivoli.

Plataformas[editar | editar código-fonte]

A decoração da estação.

Tuileries é uma estação de configuração padrão: ela possui duas plataformas separadas pelas vias do metrô. Estabelecido ao nível do solo, o teto é constituído de um tabuleiro metálico, cujas vigas, de cor prateada, são sustentadas por pés-direitos verticais. Uma cripta de 15 metros de comprimento, cujo teto repousa sobre pilares muito próximos, estende-se em sua extremidade ocidental depois da passagem da linha aos trens de seis carros na década de 1960. A decoração dos pés-direitos, criada na ocasião do centenário do metrô e da linha 1, é "cultural", evocando a história cultural do metrô em relação à do século XX através de grandes painéis temáticos ilustrados com imagens emblemáticas por década. As telhas cerâmicas brancas biseladas recobrem unicamente os tímpanos, as saídas dos corredores e os pés-direitos sob a cripta. A abóbada desta última é pintada de branco, enquanto que suas colunas são cobertas com pequenas telhas de cerâmica brancas planas colocadas verticalmente. Os quadros publicitários são metálicos e o nome da estação é em fonte Parisine em placa esmaltada. As plataformas são equipadas com bancos feitos de ripas e de portas de plataforma.

Intermodalidade[editar | editar código-fonte]

A estação é servida pela linha 72 da rede de ônibus RATP e, à noite, pelas linhas N11 e N24 da rede Noctilien.

Pontos turísticos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Actualités RATP
  2. Entradas anuais provenientes de fora da estação (via pública, correspondências de ônibus, rede SNCF, etc.), no site data.ratp.fr. Consultado em 5 de novembro de 2012.
  3. Tráfego anual de entradas por estação (2013), no site data.ratp.fr, consultado em 31 de agosto de 2014.
  4. O número de 302 estações não inclui a estação fictícia Funicular de Montmartre. Esta última é de fato considerada como uma estação de metrô (e dois pontos de parada) pela RATP e anexada estatisticamente à linha 2, razão pela qual a RATP anuncia 303 estações e não 302.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Estação Tuileries