Everaldo Lucena da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Everaldo
campeão do campeonato sul-americano juvenil de 2004
Voleibol
Nome completo Everaldo Lucena da Silva
Modalidade Voleibol indoor
Nascimento 28 de maio de 1985 (33 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 101 kg Altura: 1,97 m
Clube BrasilSESC-RJ
Medalhas
Competidor do Bandeira do Brasil Brasil
Campeonato Sul-Americano Juvenil
Ouro Santiago 2004 Equipe
Campeonato Mundial Infantojuvenil
Ouro Suphan Buri 2003 Equipe
Campeonato Sul-Americano Infantojuvenil
Ouro Santiago 2002 Equipe
Competidor do SESC-RJ
Copa Libertadores de Voleibol
Prata Taubaté 2018–19 Equipe

Everaldo Lucena da Silva (Rio de Janeiro, 28 de maio de 1985) é um voleibolista indoor brasileiro , atuante na posição Levantador , que conquistou pelas categorias de base da Seleção Brasileira: o título do Campeonato Sul-Americano Infanto-Juvenil de 2002 no Chile, a medalha de ouro no Campeonato Mundial Infantojuvenil de 2003 na Tailândia e foi medalhista de ouro no Campeonato Sul-Americano Juvenil de 2004 no Chile.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Everaldo foi revelado nas categorias de base do Fluminense F.C., e ainda vinculado a este foi convocado para Seleção Brasileira e disputou e conquistou a medalha de ouro no Campeonato Sul-Americano Infantojuvenil de 2002 em Santiago,Chile[1][2][3].

Novamente na categoria infantojuvenil, serviu a Seleção Brasileira na conquista da medalha de ouro no Campeonato Mundial de 2003 em Suphan Buri-Tailândia [4][5][6], nas estatísticas da edição foi o sexto Melhor Levantador, ocasião que vestia a camisa#16 na equipe[7], além deste fundamento foi quadragésimo terceiro bloqueador[8], atleta que ocupou a trigésima oitava posição entre os melhores sacadores[9] e adécima sétima poisção no fundamento de defesa[10].

Em 2004 também defendeu a Seleção Brasileira, desta vez pela categoria juvenil, e fez parte da equipe que conquistou o ouro no Campeonato Sul-Americano sediado em Santiago, Chile[3][11].Nessa jornada competiu pelo Wizard/Suzano, clube pelo qual conquistou em 2004 o ouro nos Jogos Abertos do Interior , na cidade de Barretos; além da prata no Campeonato Paulista no mesmo ano, e a quarta posição na Superliga Brasileira A 2004-05[3].

Em 2005 foi convocada para Seleção Brasileira visando à preparação para o Campeonato Mundial Juvenil na Índia[12], mas não esteve no grupo que disputou tal competição na conquista da prata[13].

Atuou pela equipe da Ulbra/Ferraz/São Paulo F.C na temporada 2005-06, sendo vice-campeão gaúcho e dos Jogos Abertos de Botucatu em 2005[14] e disputou a Superliga Brasileira A 2005-06 por este clube[15] e encerrou na oitava posição[16].

Em 2006 ajudou o técnico José Roberto Guimarães nos treinamentos preparatórios da Seleção Brasileira Feminina para a Copa Pan-Americana[13].Contratado pelo Bento Vôlei, Everaldo o defendeu nas competições do período esportivo 2006-07, sagrando-se novamente vice-campeão gaúcho em 2006 e disputou a correspondente Superliga Brasileira A[17][18], e nesta competição encerrou na décima quarta posição[16].

Por duas temporadas defendeu o Álvares /Vitória, disputando a Superliga Brasileira 2007-08[19] encerrando na décima segunda posição[16] e na jornada seguinte disputou a correspondente Superliga Brasileira A[20] terminando na nona colocação[21].

Transferiu-se na temporada 2009-10 para o Volta Redonda, sagrou-se campeão carioca em 2009[22] , obteve o bronze na Liga Nacional de 2009[23].Por esse clube disputou a correspondente Superliga Brasileira A[24][25] terminando na décima segunda posição da Superliga Brasileira A.

Renovou com o Volta Redonda para o período esportivo seguinte, e conquistou o bicampeonato carioca em 2010[22], na condição de capitão liderou o time na conquista da Liga Nacional neste mesmo ano, representando Niterói com a alcunha Bravo/Funcab/Niterói[26] e disputou a Superliga Brasileira A 2010-11[27], participando da campanha da décima primeira posição nesta edição[28].

Em sua terceira temporada consecutiva pelo clube carioca, que utilizou a alcunha: Voltaço nas competições de 2011-12[29] foi vice-campeão do Campeonato Carioca de 2011[30] e alcançou por esta equipe a nona posição na Superliga Brasileira A 2011-12[31].

Despertou o interesse do Sesi-SP na jornada 2012-13[32], e atuou por este na conquista da Copa São Paulo de 2012 de forma consecutiva[33], também foi campeão do Campeonato Paulista em 2012[34] e foi bronze na edição da Superliga Brasileira A 2012-13[35].

Em 2013 foi convocado para seleção principal visando a preparação para a Liga Mundial e o Campeonato Sul-Americano[36].Contratado pela equipe mineira do Montes Claros Vôlei para a temporada 2013-14[37], conquistou o título inédito da Superliga Brasileira B de 2013, obtendo a promoção a Superliga Brasileira A 2013-14[37].Conquistou também em 2013 o título da Supercopa Banco do Brasil[37].Para a temporada 2013-14 o clube transferiu-se do centro-oeste para cidade mineira de Montes Claros[38]; na Superliga Brasileira A 2013-14 a equipe não fez uma boa campanha, finalizando na décima segunda posição, ou seja, em último lugar[39].

Na temporada 2014-15 foi contratado pelo Camponesa/Minas [40][41], conquistando o vice-campeonato mineiro em 2014[42] e por este foi inscrito na Superliga Brasileira A 2014-15[43].Renovou com o mesmo clube para a temporada 2015-16[44].

Em 2016 passa atuar pelo SESC-RJ, onde foi capitão[45]na conquista conquistou neste ano o título da edição do Campeonato Carioca[46], disputando a Taça de Prata de 2016 alcançando a promoção a Superliga Brasileira B de 2017 e conduzindo nesta competição a equipe ao título e a promoção para Superliga Brasileira A 2017-18[47].

Renovou com o SESC-RJ para a jornada de 2017-18, e na pré-temporada participou da edição do Desafio Sul-Americano de Vôlei na San Juan (Argentina) conquistando o terceiro lugar[48][49]e alcançou o título da edição da Copa Ciudad Morón[50].Conquistou o tetracampeonato na edição do Campeonato Carioca de 2017[51] e disputou a correspondente Superliga Brasileira A [52]

Em sua terceira temporada pelo SESC-RJ alcançou na jornada esportiva 2018-19 o tricampeonato do Campeonato Carioca de 2018[53] e o vice-campeonato na primeira edição da Copa Libertadores de Voleibol [54]

Títulos e resultados[editar | editar código-fonte]

Premiações individuais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «INFANTO-JUVENIL-SELEÇÃO É CONVOCADA». Photo&Grafia.com. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  2. «Seleção infanto-juvenil masculina é convocada». Portal Terra. 23 de janeiro de 2002. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  3. a b c d «Sábado é o Dia D na Superliga masculina 05/06: Serão conhecidos mais dois semifinalistas-# 4-Everaldo Lucena da Silva (Everaldo)». CBV. 17 de março de 2006. Consultado em 17 de dezembro de 2014. Cópia arquivada em 12 de novembro de 2013 
  4. Agência Brasil (17 julho de 2003). «Seleção infanto-juvenil masculina de vôlei já está no Rio». Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  5. Esporte UOL (11 fevereiro de 2003). «Técnico convoca seleção infanto-juvenil para a disputa do Mundial». Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  6. «2003 World Boys' Under-19 Volleyball Championship- Final Standings». FIVB (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  7. a b «2003 World Boys' Under-19 Volleyball Championship- Top Setters». FIVB (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  8. «2003 World Boys' Under-19 Volleyball Championship- Top Blockers». FIVB (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  9. «2003 World Boys' Under-19 Volleyball Championship- Top Servers». FIVB (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  10. «2003 World Boys' Under-19 Volleyball Championship- Top Diggers». FIVB (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  11. «Men Junior under-20 Volleyball XVII South American Championship 2004». Todor66.com (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  12. «Convocada a seleção brasileira juvenil». GloboEsporte.com. 8 de abril de 2005. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  13. a b «Everaldo aprende com as mulheres». GloboEsporte.com. 12 de maio de 2006. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  14. a b «EMOCIONANTE-BANESPA/MASTERCARD/SÃO BERNARDO CONSEGUE GRANDE VIRADA E CONQUISTA O TÍTULO DOS JOGOS ABERTOS». Photo&Grafia.com. 20 de outubro de 2005. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  15. «Superliga 2005/2006- Escalação da Equipe-ULBRA/FERRAZ/SPFC». CBVl. Consultado em 17 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 2 de julho de 2007 
  16. a b c «SUPERLIGA 08/09: Histórico da Superliga». CBV. 27 de outubro de 2008. Consultado em 17 de dezembro de 2013. Arquivado do original em 17 de outubro de 2014 
  17. «Superliga 2006/2007- Escalação da Equipe-Bento Vôlei». CBV. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  18. «Vôlei: S.Bernardo derrota Bento». RD-Repórter Diário. 2 de fevereiro de 2007. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  19. «Superliga 2007/2008- Escalação da Equipe-ÁLVARES VITÓRIA». CBV. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  20. «Superliga 2008/2000-FICHA COMPLETA-ESCALAÇÃO SUPERLIGA MASCULINA-ÁLVARES VITÓRIA». CBV. Consultado em 17 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 21 de dezembro de 2014 
  21. «VOLEIBOL-Resultados/classificação-SUPERLIGA MASCULINA 2008/2009 CLASSIFICACAO EQUIPE-CLASSIFICAÇÃO GERAL» (PDF). CBV. 19 de março de 2009. Consultado em 17 de dezembro de 2014. Arquivado do original (PDF) em 8 de agosto de 2014 
  22. a b c d Manoel Alves (28 de outubro de 2010). «Diário do Vale- Voltaço é tricampeão carioca de Vôlei». Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  23. a b Clic RBS (30 de novembro de 2009). «Perfilzão das equipes-Masculina- Volta Redonda». Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  24. «Sada Cruzeiro vence o Volta Redonda e vai buscar título simbólico do primeiro turno». CBV. 5 de fevereiro de 2010. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  25. «Superliga 2009-2010- FICHA COMPLETA - ESCALAÇÃO SUPERLIGA MASCULINA -VOLTA REDONDA». CBV. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  26. a b Diário do Vale (23 de agosto de 2010). «'Gigantes' representam Niterói e vencem a Liga Nacional de Vôlei». Consultado em 17 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 6 de novembro de 2014 
  27. «Superliga 2010-2011- FICHA COMPLETA - ESCALAÇÃO SUPERLIGA MASCULINA -VOLTA REDONDA-RJ». CBV. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  28. «VOLEIBOL-Resultados/classificação-SUPERLIGA MASCULINA 2010/2011 CLASSIFICACAO EQUIPE-FASE CLASSIFICATORIA – RETURNO» (PDF). CBV. 17 de março de 2011. Consultado em 17 de dezembro de 2014. Arquivado do original (PDF) em 3 de novembro de 2013 
  29. Diário do Vale (7 de janeiro de 2012). «GIGANTES DE AÇO GIGANTES DE AÇO- Gigantes tentam embalar na Superliga». Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  30. a b Lancenet (6 de janeiro de 2012). «RJX bate Volta Redonda e é campeão carioca de vôlei». Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  31. «Superliga 2011/2012- CLASSIFICAÇÃO- SUPERLIGA MASCULINA-Classificação Final». CBV. Consultado em 17 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 5 de agosto de 2017 
  32. VôleiBrasil.org. «Superliga 2012/2013- // Equipes – Masculino-Sesi». Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  33. a b «Sesi/SP é tetracampeão da Copa São Paulo Masculino». FPV. 5 de agosto de 2011. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  34. a b «Sesi atropela Medley/Campinas e leva 3º Paulista masculino de vôlei». Gazeta Esportiva. 22 de outubro de 2012. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  35. a b «VOLEIBOL-Resultados / Classificação- SUPERLIGA MASCULINA 2012/2013» (PDF). CBV. 14 de abril de 2013. Consultado em 17 de dezembro de 2014. Arquivado do original (PDF) em 3 de março de 2016 
  36. «Convocação-Convocação da Seleção Brasileira Adulta Masculina». CBV. 29 de maio de 2013. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  37. a b c d e «// Equipes – Masculino-MONTES CLAROS VÔLEI-Superliga 2013/2014». VôleiBrasil.org. Consultado em 17 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 19 de agosto de 2014 
  38. Wikipédia. «Artigo Associação de Paula e Montecristo Voleibol». Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  39. «TABELA CRONOLÓGICA - SUPERLIGA MASCULINA-SUPERLIGA 2013/2014». CBV. Consultado em 17 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 23 de outubro de 2014 
  40. Cláudio Guimarães (13 de maio de 2014). «Vôlei: Minas anuncia quatro reforços para a próxima temporada». Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  41. Minas Tênis Clube. «Novas contratações!». Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  42. a b «Sada Cruzeiro conquista o pentacampeonato Mineiro ao bater o Minas por 3 a 0». Sada Cruzeiro Vôlei. 18 de outubro de 2014. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  43. «SUPERLIGA MASCULINA-2014/2015- Minas Tênis Clube- &-Everaldo». CBV. Consultado em 17 de dezembro de 2014 
  44. Daniel Ottoni (8 de julho de 2015). «Base mantida- Minas renova com quase todo o time titular». Jornal O Tempo. Consultado em 3 de fevereiro de 2016 
  45. «Sesc-RJ vence o Flamengo e avança à semifinal do Carioca masculino». GloboEsporte.com. 20 de outubro de 2016. Consultado em 8 de abril de 2018. Cópia arquivada em 8 de abril de 2018 
  46. a b «Sesc RJ é Campeão Estadual de Vôlei Masculino». SESC (em portugues). 21 de novembro de 2016. Consultado em 8 de abril de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  47. a b «Sesc-RJ atropela o Jaó, conquista a Superliga B e garante vaga na elite». GloboEsporte.com (em portugues). 15 de abril de 2017. Consultado em 8 de abril de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  48. a b GloboEsporte.com (25 de setembro de 2017). «Sada Cruzeiro campeão na Argentina» (em portugues). Consultado em 8 de abril de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  49. GloboEsporte.com (29 de setembro de 2017). «Thiaguinho comemora título do Sesc-RJ na Argentina: "Atingimos nosso objetivo"» (em portugues). Consultado em 8 de abril de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  50. a b Club Ciudad de Bolívar (27 de setembro de 2017). «Copa Ciudad de Morón: Personal Bolívar cayó ante SESC y este jueves cierra con Sada» (em portugues). Consultado em 8 de abril de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  51. a b GloboEsporte.com (10 de outubro de 2017). «Sesc-RJ faz 3 a 0 no Botafogo e conquista o bicampeonato Carioca» (em portugues). Consultado em 8 de abril de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  52. «Equipes Superliga 2017-18-SESC-RJ». CBV. Consultado em 16 de fevereiro de 2019 
  53. a b GloboEsporte.com (22 de setembro de 2017). «Desfalcado, Sesc RJ supera Botafogo e garante o tricampeonato Carioca» (em portugues). Consultado em 16 de fevereiro de 2019. Cópia arquivada em 15 de novembro de 2018 
  54. «Copa Libertadores: Cubanos brilham, Bolívar bate Sesc-RJ e se sagra campeão da primeira edição do torneio». Melhor do Vôlei. 13 de fevereiro de 2019. Consultado em 16 de fevereiro de 2019