Fábrica de Seda de Tomioka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pix.gif Fábrica de Seda de Tomioka e locais relacionados *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

富岡製糸場・繰糸場.jpg
País  Japão
Tipo Cultural
Critérios ii, iv
Referência 1449
Região** Ásia e Oceania
Coordenadas 36° 15' 19" N 138° 53' 16" E
Histórico de inscrição
Inscrição 2014  (38ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.
Escritório da fábrica

A Fábrica de Seda de Tomioka é a mais antiga fábrica de seda do Japão, tendo sido construída em 1872 pelo governo japonês com o objetivo de introduzir máquinas modernas na confeção de seda proveniente da França e assim difundir sua tecnologia por todo o país. A fábrica foi designado pelo governo como um local histórico e todas as suas edificações estão preservadas em boas condições. Ela esta localizada em Tomioka, na região de Gunma, a cerca de 100 km a noroeste de Tóquio.

História[editar | editar código-fonte]

Logo após a Restauração Meiji no final do Século XIX, o governo japonês incentivou a modernização do país a fim de conseguir mercados em outros países, principalmente Europa. A seda crua japonesa era o produto de exportação mais importante e sustentava o crescimento da economia japonesa naquele momento. O governo decidiu estabelecer a fábrica de Seda de Tomioka com o que havia de maquinaria mais sofisticada na época, a fim de melhorar a qualidade da seda crua.

A construção começou em 1871 e terminou em julho do mesmo ano. Três meses depois a fábrica começou a operar. No começo, havia 150 máquinas de tecer seda e cerca de 400 trabalhadoras que as operavam. O estilo de vida das trabalhadoras foi mantida no diário de uma delas, Wada Ei.

A Fábrica de Seda de Tomioka oferecia uma seda crua de alta qualidade. Mas mesmo com esta ótima seda, a sua reputação além-mar continuava no vermelho. Mesmo após reduzir os custos, continuaram a enfrentar défices crônicos, motivo de o governo decidir privatizar a fábrica e transferiu o negócio ao Grupo Mitsui em 1893. Em 1902 o negócio mudou de mãos de novo, para o Grupo Hara.

Em 1939, a fábrica de Seda de Tomioka foi transferido para as Indústrias Katakura, a maior companhia de seda do Japão. A fábrica contribuiu ativamente para o crescimento da economia do Japão durante e após a Segunda Guerra Mundial. A fábrica foi fechada em 1987 sendo designada como um local histórico pelo governo japonês em 2005 e Patrimônio da Humanidade da UNESCO em 2014.

UNESCO[editar | editar código-fonte]

A fábrica de Seda de Tomioka foi incluído na lista de patrimônio Mundial da UNESCO por "ilustrar o desejo do Japão de rapidamente acessar as melhores técnicas de produção em massa e de se tornar um elemento decisivo na renovação da sericultura e da indústria da seda no Japão no último quarto do século XIX"[1]

Referências

  1. «Tomioka na UNESCO». Consultado em 28 de fevereiro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]