Félicien Menu de Ménil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Esperanto flag
Tópico sobre esperanto
Esse artigo faz parte da série em desenvolvimento Esperanto-História
Gramática
Esperanto | Gramática | Alfabeto | Ortografia | Vocabulário | Correlativos | Preposições | Conjunções | Afixos
História
História | Zamenhof | Esperanto Arcaico | "Unua Libro" | Declaração de Boulogne | "Fundamento" | Manifesto de Praga
Cultura
Cultura | Esperantistas | Esperantujo | Cinema | Internacia Televido | La Espero | Bibliotecas | Literatura | Música | Falantes nativos | Cultura pop | Publicações | Símbolos | Dia de Zamenhof
Organizações e serviços
Amikeca Reto | Akademio de Esperanto | Kurso de Esperanto | Pasporta Servo | TEJO | UEA | Ĝangalo
Críticas
Esperantido | Valor propedêutico | Reformas | Riismo | Ido | Interlingua | Novial
Wikimedia
Portal | Vikipedio | Vikivortaro | Vikicitaro | Vikifonto | Vikilibroj | Vikikomunejo | Vikispecoj
editar
Portal A Wikipédia possui o portal:


Félicien Menu de Ménil (Boulogne-sur-Mer, 16 de julho de 1860 - Neuilly, 28 de março de 1930) foi um barão, cônsul e músico francês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Menu de Ménil tornou-se esperantista em 1901, e escreveu, abundantemente, artigos em quase todas as publicações esperantistas, assim como anúncios publicitários em língua francesa, e tornou-se membro da Societo Franca por la Propagando de Esperanto. Além disso, foi diretor da Franca Esperantisto e da France Esperantiste e redator principal da La Revuo. A partir de 1919, Menu de Ménil fez-se membro do Comitê Lingüístico.

Ele é mais conhecido como "o músico do esperanto". Ele compôs muitas melodias e canções, e todos os esperantistas conhecem a música que ele compôs para o hino La Espero, a qual, ainda que não tenha sido a primeira, pouco a pouco ela se tornou a versão oficial.

Obras destacadas[editar | editar código-fonte]

  • L' Heritage Klodarec, Comédia em ato único, 1906.
  • La mortigistoj de Stradella - conto, do mesmo ano, da edição de setembro de La Revuo.
  • Les prejuges contre l'E, 1908.
  • Muzika terminaro, 1908.

Fonte[editar | editar código-fonte]

Traduzido do artigo em esperanto.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.