Felizburgo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Felisburgo)
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Felizburgo
Bandeira de Felizburgo
Brasão indisponível
Bandeira Brasão indisponível
Hino
Aniversário 1 de março
Fundação 1 de março de 1963
Gentílico felizburguense
Lema Cidade de gente feliz
CEP 39895-000
Prefeito(a) Jânio Wilton
Localização
Localização de Felizburgo
Localização de Felizburgo em Minas Gerais
Felizburgo está localizado em: Brasil
Felizburgo
Localização de Felizburgo no Brasil
16° 38' 20" S 40° 45' 39" O16° 38' 20" S 40° 45' 39" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Jequitinhonha IBGE/2008 [1]
Microrregião Almenara IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Bertópolis, Jequitinhonha, Joaíma, Rio do Prado, Santa Helena de Minas, Fronteira dos Vales
Distância até a capital 730 km
Características geográficas
Área 593,962 km² [2]
População 6 887 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 11,6 hab./km²
Altitude 786 m
Clima Tropical de altitude
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,686 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 27 728,337 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 985,67 IBGE/2008[5]
Página oficial

Felizburgo é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2010 era de 6.877 habitantes. A economia predominante é a agropecuária: pecuária de leite e corte, e agricultura básica: feijão, mandioca e milho. É a cidade com o maior IDH do Baixo Jequitinhonha.

Município onde houve o Massacre de Felizburgo: ocorrido no dia 20 de Novembro de 2004. A história divulgada pela impressa dita que Adriano Chafick Luedy, mandante e autor do crime, e mais 18 pistoleiro executaram a sangue frio e a luz do dia, 5 trabalhadores rurais e baleou mais 13 pessoas. Entretanto existem divergências sobre essa história e testemunhas que estavam no local afirmam terem visto um ação descoordenada e infeliz de reapropriamento das terras do referido mandante, tornando essa chacina uma tentativa totalmente frustrada de auto defesa.

O município é conhecido mundialmente por essa chacina.[6] Os criminosos foram julgados e alguns estão respondendo em liberdade.

Histórico [1][editar | editar código-fonte]

Os primeiros habitantes do município de Felisburgo foram famílias vindas de algumas cidades do sudoeste da Bahia e do norte de Minas tendo como pioneiras as famílias de José Ferreira que se instalou às margens do ribeirão que hoje leva seu nome, e a família Albino, que foi a primeira a se instalar no local onde foi fundada a cidade. Logo depois, vieram outras que continuaram a explorar as ricas e férteis terras do município, entre as quias se destacam a Almeida Franca, a de Gero Eugênio dos Santos, a Dias Moreira, a de João Batista Lopes de Figueiredo.

Não se sabe da existência de silvícolas na região, pois nunca foi feito um estudo a respeito. Sabe-se, porém, que a ocupação do território ocorreu sem maiores transtornos para os exploradores e que os motivos que levaram estas famílias a se instalarem no local, foram: para as que vieram do Sudoeste da Bahia, uma grande seca que assolava toda a região fizeram com que saíssem à procura de melhores condições de vida; para as que vieram do norte de Minas, também buscavam melhores condições de vida, e, levados por um espírito aventureiro, chegaram a estas terras, aqui se instalando para explorá-las e cultivá-las. Vendo que, em terras jamais cultivadas, teriam um futuro melhor, ficaram definitivamente. Começaram a ser criados, então, os primeiros rebanhos de gado bovino. Criou-se o povoado.

Foi dado então o seu primeiro nome: "Rubim de José Ferreira". Nome este que teve sua origem, por estar o povoado situado às margens dos ribeirões Rubim e José Ferreira (este nome foi escolhido pelo primeiro morador da região). Mais tarde, com a chegada de João Batista Lopes de Figueiredo, homem culto e progressista e, já elevado à categoria de Distrito pertencente ao município de Joaíma, passou-se a chamar "Felisburgo", nome idealizado pelo poeta João Batista Lopes de Figueiredo, que considerava os moradores daquelas terras um povo feliz, origem latina do nome. Seu gentílico é felisburguense.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. Alex Rodrigues (24 de janeiro de 2014). «Justiça condena mais dois réus da Chacina de Felisburgo». Agencia Brasil. Consultado em 27 de novembro de 2014 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.