Festival Internacional de Teatro de Bonecos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Festival Internacional de Teatro de Bonecos é um festival de teatro de bonecos que ocorre anualmente na cidade brasileira de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais, desde 1999.[1]

Reúne os principais grupos brasileiros e sintetiza as tendências mundiais do teatro de animação. É considerado um dos principais festivais do gênero no Brasil.[2]

Edições[editar | editar código-fonte]

Em 2010[editar | editar código-fonte]

Na edição realizada de 11 a 20 de junho 2010,[3] a 11ª do festival, foram 17 companhias, sendo sete mineiras, como a dos Bonecos Gigantes de Brasópolis[4] e a brasileira Contadores de Histórias, de Parati;[5] 20 espetáculos e intervenções. O público conferiu histórias e manipulou bonecos de companhias em exposições do Bonecos Aqui, do Grupo Sobrevento (SP), e Índia, Berçário dos Títeres, com curadoria da professora Magda Modesto (RJ).[6]

A maior parte dos espetáculos foi inédita, mas houve a reapresentação de montagens consagraradas em edições anteriores. Retornaram El Gato Manchado y la Golondrina Sinhá, do El Retablo, considerado o melhor de 2002, e Cuentos Pequeños, do Teatro Hugo e Ines.[6]

As apresentações, voltadas para os públicos infantil, jovem e adulto, aconteceram no Parque Municipal; praças JK, da Liberdade e Duque de Caxias, em Santa Tereza; nos teatros Alterosa, Dom Silvério, Marília e Oi Futuro, Restaurante Popular; e Metrô BH.[7][8][9][4][10]

As apresentações internacionais, selecionadas a partir de uma viagem da curadoria a um festival mundial realizado em Charleville-Mézières, foram do Teatro Hugo e Ines (Peru), El Retablo (Espanha),[6] Bakélite {França), Les Trois Clés (França), Pelele Marionettes (França/Espanha), Cia. Viaje Inmóvil (Chile), Marc Schnittger Figuren Theater (Alemanha), Electric Circus (Holanda) e Redmoon Theater (Estados Unidos).[7]

A edição reuniu R$ 510 mil a partir da soma de recursos das leis municipal e estadual e do edital da Caixa Econômica Federal de amparo a festivais.[9]

Referências

  1. Melo, Janaína Cunha. (9 de junho de 2010). Festival Internacional de Bonecos mostra diversidade de técnicas. Jornal Estado de Minas, Caderno EM Cultura, acesso em 10 de junho de 2010
  2. Resende, Douglas. (29 de maio de 2008). Títeres de todo o mundo. O Tempo, acesso em 10 de junho de 2010
  3. MTV Minas. 11º Festival Internacional de Teatro de Bonecos, acesso em 13 de junho de 2010
  4. a b Galdino, Renata. (12 de junho de 2006). Bonecos gigantes encantam crianças na Praça da Liberdade, acesso em 13 de junho de 2010
  5. Melo, Janaína Cunha. (17 de junho de 2010). Títeres com sentimento. Estado de Minas, Caderno EM Cultura
  6. a b c Guimarães, Júlia. (9 de junho de 2010). Bonecos nos teatros e nas ruas. O Tempo, acesso em 10 de junho de 2010
  7. a b Estado de Minas. (13 de junho de 2010). Fantoches invadem BH
  8. Estado de Minas. (11 de junho de 2010). Festival Internacional de Teatro de Bonecos tem agenda cheia no fim de semana, acesso em 13 de junho de 2010
  9. a b Anunciação, Miguel. (9 de junho de 2010). Festival Internacional de bonecos chega à 11ª edição. Jornal Hoje em Dia, acesso em 13 de junho de 2010
  10. Metrô BH. Festival de Bonecos no Metrô, acesso em 13 de junho de 2010

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.