Fibra reticular

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As fibras reticulares são formadas pela proteína colágeno do tipo III, em associação a glicídios. São ramificadas e formam um traçado firme que liga o tecido conjuntivo aos tecidos vizinhos.

As fibras reticulares são formadas predominantemente pelo colágeno do tipo III, mas também pelo colágeno do tipo I, associado a um elevado teor de proteoglicanas e glicoproteínas.

As fibras reticulares são constituídas por um tipo especial de colágeno e são mais finas que as outras fibras. Elas são ramificadas e formam um trançado firme que liga o tecido conjuntivo aos tecidos vizinhos. Ocorrem em abundância em órgãos que tem relação com o sangue, como a medula óssea vermelha, o baço e os linfonodos.

São extremamente delicadas e possuem diâmetro semelhante ao das fibrilas colágenas. Ficam interligadas aos feixes de fibras colágenas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BIRNER, Ernesto; UZUNIAN, Armênio. Biologia. 2. ed. São Paulo: Harbra, 2001. 800 p.
Ícone de esboço Este artigo sobre Histologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.