Fidel Valdez Ramos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fidel Valdez Ramos
Fidel Valdez Ramos
12.º Presidente das Filipinas
Período 30 de junho de 1992
a 30 de junho de 1998
Antecessor(a) Corazon Aquino
Sucessor(a) Joseph Estrada
Dados pessoais
Nascimento 18 de março de 1928
Lingayen, Pangasinan, Filipinas
Morte 31 de julho de 2022 (94 anos)
Manila
Primeira-dama Amelita Martinez
Partido Lakas - CMD
Profissão Militar (general), engenheiro civil e político
Assinatura Assinatura de Fidel Valdez Ramos

Fidel Valdez Ramos (1928Manila, 31 de julho de 2022) foi um militar (general), engenheiro civil e político filipino. Foi presidente de seu país entre 1992 e 1998.

Oficial de carreira do exército filipino, lutou como segundo-tenente na Guerra da Coreia em 1952, e foi chefe do estado maior filipino no Vietnã (1966-1968).[1]

Foi nomeado em 1981 Chefe de Estado-Maior adjunto das Forças Armadas e mais tarde Chefe de Estado Maior em 1986.[1]

Quando Corazón Aquino desafiou a "vitória" de Ferdinand Marcos nas eleições presidenciais de 1986, Fidel Ramos prestou ajuda fundamental para o êxito da derrubada de Marcos.[1]

Durante a administração de Aquino (1988-1992) exerceu o cargo de Ministro da Defesa, sustentando-o sucessivamente diante de várias tentativas de golpe de estado.[1]

Em 1992 assumiu a presidência das Filipinas, sucedendo a Corazón Aquino e convertendo-se no duodécimo presidente de seu país.[1]

Ramos morreu em 31 de julho de 2022, aos 94 anos de idade, em Manila.[2]

Referências

  1. a b c d e Biografia na Encyclopedia Britannica. (em inglês)
  2. McFadden, Robert (31 de julho de 2022). «Fidel Ramos, Philippine President Who Broke With Marcos, Dies at 94». The New York Times (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Corazon Aquino
Presidente das Filipinas
1992 - 1998
Sucedido por
Joseph Estrada