Fontenay-aux-Roses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fontenay-aux-Roses
  Comuna francesa França  
O hôtel de ville de Fontenay-aux-Roses
O hôtel de ville de Fontenay-aux-Roses
Símbolos
Brasão de armas de Fontenay-aux-Roses
Brasão de armas
Gentílico Fontenaisiens
Localização
Fontenay-aux-Roses está localizado em: França
Fontenay-aux-Roses
Localização de Fontenay-aux-Roses na França
Coordenadas 48° 49' 30" N 2° 16' E
País  França
Região Blason France moderne.svg Ilha de França
Departamento Blason département fr Hauts-de-Seine.svg Altos do Sena
Administração
Prefeito Laurent Vastel
Características geográficas
Área total 2,51 km²
População total (2018) [1] 25 578 hab.
Densidade 10 190,4 hab./km²
Altitude máxima 164 m
Altitude mínima 58 m
Código Postal 92260
Código INSEE 92032
Sítio fontenay-aux-roses.fr

Fontenay-aux-Roses é uma comuna francesa no departamento de Altos do Sena na região da Ilha de França no arrondissement de Antony, no sudoeste de Paris.

Está localizada a oito quilômetros da Catedral de Notre-Dame de Paris. Foi em 2012 a quadragésima quinta mais densamente povoada cidade de França[2].

Geografia[editar | editar código-fonte]

Transportes[editar | editar código-fonte]

Toponímia[editar | editar código-fonte]

A primeira parte de seu nome vem das muitas fontes que correm em seu território, na encosta do planalto de Châtillon[3].

A segunda parte de seu nome é explicada pela popularidade do cultivo desta flor do século XVII a meados do século XIX. A vila teve em particular o privilégio exclusivo de fornecer rosas ao Rei Sol. Isto explica em parte a atração que a aldeia exerceu sobre os membros da Sociedade dos Rosati de Paris, que aí se reuniam todos os anos de 1892 a 1992 e atribuíram um título de "Rosati de honra"[4].

História[editar | editar código-fonte]

Em 1168, este senhorio pertencia à Abadia Sainte-Geneviève de Paris.

A comuna foi por muito tempo uma aldeia de Bagneux. Quando este povoado tornou-se significativo o suficiente para ter a sua própria igreja, no final do século XIII, ele continuou a se chamar de Fontenay-sous-Bagneux. Não foi até meados do século XVII que a cidade adquiriu uma autonomia nominal e em seguida tornou-se Fontenay-aux-Roses, mas por muito tempo, sua história está inserida na da "mãe vila" e essa na de Paris, cujos elos e interdependência com os subúrbios são consideráveis[5].

Na Idade Média, o territorial da comuna é partilhada por três comunidades eclesiásticas:

Em 1675, ela foi vendida ao célebre Colbert.

Em 1701, passou ao Duque de Maine filho natural de Luís XIV.

A igreja apresenta o trabalho de três séculos diferentes, mas a maior parte do século XV está a antiga casa de Paul Scarron.

O sobrenome "aux roses" é devido às rosas que aí antigamente foram cultivadas[6].

Geminação[editar | editar código-fonte]

Fontenay-aux-Roses é geminada com:

Cultura local e patrimônio[editar | editar código-fonte]

A cidade inclui muitos monumentos listados no Inventário geral do patrimônio cultural da França[7].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Populations légales 2018. Recensement de la population Régions, départements, arrondissements, cantons et communes». www.insee.fr (em francês). INSEE. 28 de dezembro de 2020. Consultado em 13 de abril de 2021 
  2. http://www.linternaute.com/ville/classement/villes/densite-population
  3. le site officiel de Fontenay-aux-Roses. «Histoire de Fontenay-aux-Roses». Consultado em 6 de março de 2010. Arquivado do original em 15 de novembro de 2008 .
  4. Liste des Rosati d'honneur depuis 1892, Archives de Fontenay-aux-Roses
  5. Histoire de Fontenay-aux-Roses de Germaine Mailhé - page 9
  6. Dictionnaire historique des environs de Paris du docteur Ermete Pierotti
  7. Mérimée 92032, Ministère français de la Culture. (fr)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]