Francisco Carregal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Francisco Carregal
Informações pessoais
Nome completo Francisco Carregal
Data de nasc. 26 de março de 1884
Local de nasc. Rio de Janeiro, BrasilBrasil
Falecido em 21 de abril de 1949 (65 anos)
Local da morte Minas Gerais, BrasilBrasil
Apelido Carregal
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1905-1912
Brasil Bangu
27 (0)

Francisco Carregal foi um futebolista brasileiro, filho de pai português de pele branca e mãe brasileira, negra, o ex-atacante defendeu o Bangu. Depois de encerrar a carreira, o pioneiro se tornou tesoureiro do clube.[1]

Introdução[editar | editar código-fonte]

É considerado o primeiro jogador negro a praticar futebol oficialmente no Brasil, atuando pelo Bangu. Em 2001, o alvirrubro recebeu da ALERJ a Medalha Tiradentes, maior condecoração do Rio de Janeiro, em referência ao primeiro clube a escalar um atleta negro no Brasil.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Fluminense e Bangu se confrontaram em 14 de maio de 1905, em amistoso que o Bangu ganhou por 5 a 3 no Jardim da Fábrica Bangu, primeiro campo do clube alvirrubro.

Neste primeiro jogo citado, o clube alvirrubro foi o primeiro clube brasileiro a escalar um atleta negro, Francisco Carregal.

O fato é que Carregal foi um pioneiro na história do futebol do Brasil. Não há referência anterior a ele de um negro e operário - Carregal era tecelão da fábrica Bangu - praticando o então elitista esporte bretão em terras cariocas, praticado que era por estrangeiros e pessoas com contato com a cultura britânica.

Cercado de estrangeiros, todos eles brancos, Carregal caprichava na beca para diminuir o impacto de sua condição como praticante de um esporte de elite e ligado culturalmente a países britânicos.

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Mário Filho, O Negro No Futebol Brasileiro, Editora Mauad, 2003, (ISBN 8574780960).