Frederico IV, Eleitor Palatino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Frederico IV, Eleitor Palatino
Nascimento 5 de março de 1574
Amberg
Morte 19 de setembro de 1610 (36 anos)
Heidelberg
Sepultamento igreja do Espírito Santo
Cidadania Alemanha
Progenitores
Cônjuge Luísa Juliana de Orange-Nassau
Filho(s) Frederico V, Eleitor Palatino, Isabel Carlota do Palatinado, Ludwig Philipp, Luísa Juliana do Palatinado, Katharina Sophie von der Pfalz, Anna Eleonore von der Pfalz, Ludwig Wilhelm von der Pfalz, Moritz Christian von der Pfalz
Irmão(s) Ana Maria do Palatinado-Simmern
Ocupação príncipe-eleitor
Título conde palatino
Arms of the Electoral Palatinate (Variant 1).svg

Frederico IV, cognominado Frederico o Justo (Amberg, 5 de março de 1574Heidelberg, 19 de setembro de 1610) foi um príncipe-eleitor do Eleitorado do Palatinado, único filho sobrevivente de Luís VI e de Isabel de Hesse.

Biografia[editar | editar código-fonte]

O pai de Frederico faleceu em 1583, quando ele contava 9 anos de idade, tendo ficado à guarda do seu tio João Casimiro, um fervoroso calvinista. O matemático e astrónomo calvionista Bartholemaeus Pitiscus serviu como seu tutor, tornando-se, mais tarde, em pregador da corte.

Em janeiro de 1592, Frederico assumiu o controle do governo do Palaitinado depois da morte de João Casimiro, tendo continuado as medidas anticatólicas do tio. Assumiu a liderança da União Protestante em 1608, pelo que o conflito entre católicos e protestantes cresceu significativamente no Palatinado.

Frederico mostrou, apesar sua falta de formação, um grande interesse na área das humanidades, tendo dotado a Universidade de Heidelberg com cadeiras de história e orientalismo. No entanto, abandonou-se aos seus prazeres e arruinou as finanças dos seus territórios.

O eleitor Frederico IV manteve uma importância permanente, tendo mandado construir, entre 1606 e 1607, a fortaleza Friedrichsburg, a partir da qual viria a surgir a cidade de Mannheim e o Palácio de Mannheim. As suas principais actividades no Castelo de Heidelberg prenderam-se com a criação do chamado Friedrichsbaus (Edifício de Frederico) e a expansão das três torres no lado oriental.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Frederico casou-se com a condessa Luísa Juliana de Orange-Nassau, filha do príncipe Guilherme I, Príncipe de Orange, no dia 23 de junho de 1593. Juntos tiveram oito filhos:

  1. Luísa Juliana do Palatinado (16 de julho de 1594 - 28 de abril de 1640), casada com o conde palatino João II do Palatinado-Zweibrücken; com descendência.
  2. Catarina Sofia do Palatinado (10 de junho de 1595 - 28 de junho de 1626), morreu solteira e sem descendência.
O Friedrichsbaus no Castelo de Heidelberg
  1. Frederico V, Eleitor Palatino (16 de agosto de 1596 - 29 de novembro de 1632), casado com a princesa Isabel da Boémia; com descendência.
  2. Isabel Carlota do Palatinado (19 de novembro de 1597 - 26 de abril de 1660), casada com Jorge Guilherme, Eleitor de Brandemburgo; com descendência.
  3. Ana Leonor do Palatinado (4 de janeiro de 1599 - 10 de outubro de 1600), morreu aos vinte-e-um meses de idade.
  4. Luís Guilherme do Palatinado (5 de agosto de 1600 - 10 de outubro de 1600), morreu aos dois meses de idade.
  5. Maurício Cristiano do Palatinado (18 de setembro de 1601 - 28 de março de 1605), morreu aos três anos de idade.
  6. Luís Filipe do Palatinado-Simmern-Kaiserslautern (23 de novembro de 1602 - 6 de janeiro de 1655), casado com a duquesa Maria Leonor de Brandemburgo; com descendência.


O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Frederico IV, Eleitor Palatino