Géza (grão-príncipe)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Géza da Hungria.
Géza de Hungria
Príncipe da Hungria com origem na Casa de Arpades
Representação de Géza na Crônica Iluminada.
Antecessor(a) Taxis
Sucessor(a) Estêvão I
Cônjuge Sarolta, filha do chefe magiar Gilas II da Transilvânia
Descendência Estêvão I
Judite
María
Carlota
Outra filha de nome desconhecido.
Casa Casa de Arpades
Nascimento c. 945
Morte 1 de Fevereiro de 997
Pai Taxis
Mãe Ibolya, mulher do povo dos Cumanos

Géza da Hungria (c. 9451 de fevereiro de 997), um membro da Casa de Arpades, foi um grão-príncipe (em húngaro: nagyfejedelem ) dos magiares (r. 972–997). Conhecido em latim como "dux ungarorum" ("Príncipe dos húngaros"), era o suserano nominal de todas as sete tribos magiares e da terra situada na bacia dos Cárpatos. Tentou integrar a Hungria com a Europa ocidental cristã e estabeleceu as bases para a construção do estado húngaro no modelo ocidental, permitindo a entrada de missionários cristãos no principado da Hungria depois de assinar um tratado de paz, em 973 , com o imperador do imperador Otão I em Quedlimburgo, então aliado do Império Bizantino .

Ao mesmo tempo, governou com energia e até mesmo crueldade, embora grande parte do seu reinado tenha desfrutado quase sem conflitos. Sua política de paz foi reforçada pelos casamentos dinásticos (que era muito natural para a época) entre os seus filhos e outros membros de casas reais, tudo a fim de reafirmar a autoridade dos magiares na Panônia . Géza esforços para estabelecer um governo central estável e assegurar o trono para seu filho não foram muito bem sucedidos, uma vez que o reino teve de ser compartilhado com outros membros da família.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Taxis
Grão-príncipe da Hungria
972997
Sucedido por
Estêvão I da Hungria

Árvore genealógica da Casa de Arpades[editar código-fonte]

Ver artigo principal: Casa de Arpades

Referências

Bibliografía[editar | editar código-fonte]

Horváth, P. e Hámori, P. (2003). Történelem. Budapeste, Hungria: Nemzet Tankönyvkiadó. Szasz, E. (2005). Kepes Magyarország Történelmi Atlasza. Budapeste, Hungria: Liliput Kiadó.