Gabrielle Bossis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Gabrielle Bossis (Nantes, 26 de fevereiro de 18749 de junho de 1950) atriz e escritora católica francesa e uma grande mística do século XX.[1]

Gabrielle pertencia à nobreza francesa e foi educada num ambiente culto e refinado. Seu pai chamava-se Auguste Bossis, um rico capitalista, sua mãe Clémence Barthélemy e os seus irmãos eram Auguste, Clémence e Marie. Foi enfermeira da Cruz Vermelha na primeira guerra mundial.

Por toda a existência levou uma vida de devoção e piedade intensa assistindo à missa diariamente, visitas freqüentes ao Santíssimo Sacramento, Hora Santa às quintas-feiras, reza do Santo Rosário diariamente, praticou com frequencia mortificações corporais e interiores.

Segundo ela própria, em 1936, começou a ter "locuções interiores" que reduziu a escrito, e vieram a se constituir na obra Ele e eu (Lui et moi).[1] Em 1949 uma parte desta obra foi publicada, com a condição de se manter a autoria no anonimato. A obra foi prefaciada pelo bispo de Nantes e pelo decano da Faculdade de Teologia do Instituto Católico de Paris, que não se pronunciaram sobre a origem divina das locuções, mas afiançaram a inteira ortodoxia católica do seu conteúdo bem como a utilidade da obra.

Faleceu em conseqüência de um câncer e foi sepultada em Fresne.

Referências

  1. a b «Lui et moi – Gabrielle Bossis». Notre Dame de France (em francês). Consultado em 8 de agosto de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.