Gennadiy Aygi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Gennadiy Aygi
Nascimento 21 de agosto de 1934
Morte 21 de fevereiro de 2006 (71 anos)
Moscou
Cidadania União Soviética, Rússia
Etnia Chuvaches
Filho(s) Alexei Aigui
Alma mater Instituto de Literatura Maxim Gorky
Ocupação poeta, escritor, tradutor, artista
Prêmios Comendador das Artes e das Letras, David Burliuk International Mark
Assinatura
Signature of Gennadiy Aigui.svg

Gennadiy Nikolaevich Aygi, também transliterado como Guenádi Nikolaievitch Aigui (em russo: Геннадий Николаевич Айги, em chuvache: Геннадий Николаевич Айхи; 21 de agosto de 1934 - Moscou, 21 de fevereiro de 2006) foi um poeta e tradutor nascido na Chuváquia, na antiga União Soviética.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Começou a escrever poesia em 1958 originalmente em chuvache, traduzindo pessoalmente seus poemas para o russo, língua na qual igualmente escrevia seus poemas.

Devido a política soviética para a literatura, sua poesia acabou sendo ignorada durante muito tempo em seu próprio país, porém circulava em traduções húngaras, polonesas, sérvias, tchecas e brasileira, graças ao esforço de Boris Schnaiderman, em parceria com Haroldo e Augusto de Campos. Somente após a abertura da União Soviética promovida por Mikhail Gorbachev, a Glasnost, passou a ser reconhecido e lido por seus compatriotas.

Em abril de 2011 foi lançado o livro Guenádi Aigui – Silêncio e Clamor, traduzido por Boris Schaiderman, com a parceria de Jerusa Pires Ferreira, publicado pela editora Perspectiva.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.