Geosynchronous Satellite Launch Vehicle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Geosynchronous Satellite Launch Vehicle (GSLV)

Geosynchronous Satellite Launch Vehicle (GSLV) foi desenvolvido pela Agência de Pesquisa Espacial Indiana (ISRO), com o objetivo de lançar os satélites INSAT à órbita geoestacionária, dando a Índia a capacidade para acessar a área, sem depender de foguetes de outros países. O GSLV é uma evolução do PSLV.

Este é um foguete de três estágios com foguetes aceleradores: Os foguetes propulsores usam prepelentes sólidos, o primeiro e segundo usam propelentes líquidos (N2O4 e UDMH) e na fase final utiliza propulsores criogênicos (LOX e LH2). A primeira e segunda fases são as mesmas que no PSLV. O estágio criogênico do GSLV é proporcionado pela Rússia.

Os dois primeiros lançamentos do GSLV foram lançamentos de prova. O primeiro, um êxito parcial, ocorreu em 18 de abril de 2001, com satélite GSat-1. A segunda, totalmente bem sucedida, teve lugar no dia 8 de maio de 2003 com o lançamento do satélite experimental de comunicações GSat-2. O primeiro lançamento operacional (GSLV-F01), ocorreu em 20 de setembro de 2004 com o satélite EDUSAT.[1][2]

Especificações[editar | editar código-fonte]

  • Carga máxima: 5000 kg a LEO (200 km) e 2500 kg a uma órbita de transferência geoestacionária.
  • Apogeu: 40.000 km.
  • Empuxo de decolagem: 6810 kN.
  • Diametro do corpo principal: 2,80 m.
  • Longitude total: 49 m.
  • Massa total: 402.000 kg.
  • Número de etapas: 3

Referências

  1. «Geosynchronous Satellite Launch Vehicle(GSLV)». isro.org. Consultado em 28 de maio de 2010. 
  2. «INSAT-4CR successfully placed in orbit». timesofindia.indiatimes.com. Consultado em 28 de maio de 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Geosynchronous Satellite Launch Vehicle