Saltar para o conteúdo

Gil Álvares de Albornoz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Gil Álvares de Albornoz
Gil Álvares de Albornoz
Nascimento 1310
Carrascosa del Campo
Morte 23 de agosto de 1367 (56–57 anos)
Viterbo
Sepultamento Catedral de Toledo
Cidadania Coroa de Castela
Alma mater
Ocupação padre
Religião Igreja Católica de Rito Latino
Testamentum, 1533

Gil Álvares de Albornoz e Luna (em castelhano: Gil Álvarez de Albornoz y Luna; Carrascosa del Campo, c. 1310Viterbo, 24 de agosto de 1367) ou Gil Carrilho de Albornoz (Gil Carrillo de Albornoz) foi arcebispo de Toledo (1338 - 1350) e cardeal a partir de 1350, tendo ajudado a restaurar a autoridade papal nos Estados Pontifícios e em Roma. [1]

Ao acompanhar Cola di Rienzo de volta à Itália em 1353, foi eleito bispo de Sabina[1] e trouxe de volta ao domínio papal as regiões de Viterbo, Marche, Romanha, Urbino e Ravena. Após isto, retornou a Avinhão em 1357.

Na volta à Itália, conseguiu reconquistar também a região de Forlì e a comuna de Bolonha, restaurando os antigos Estados Pontifícios.

Com seu trabalho, o Papa Urbano V pode voltar a Roma.

Referências

Ligações externas

[editar | editar código-fonte]
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Gil Álvares de Albornoz
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.