Giorgio Bocca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Giorgio Valentino Bocca (Cuneo, 28 de agosto de 1920Milão, 25 de dezembro de 2011) foi um jornalista e escritor italiano[1] .

Considerado um dos mais prestigiados escritores italianos da segunda metade do século XX, Bocca escreveu, entre outras obras:

  • "Storia dell´Italia Partigiana" (1966),
  • "Storia d´Italia nella Guerra Fascista" (1969),
  • "Palmiro Togliatti" (1973),
  • "La repubblica di Mussolini" (1977),
  • "Storia della Repubblica italiana dalla caduta del fascismo a oggi" (1982),
  • "Settant´anni di vita italiana" (1992),
  • "Metropolis. Milano nella tempesta italiana" (1994),
  • "Piccolo Cesare", de (2002),
  • "Le mie montagne. Gli anni della neve e del fuoco" (2006),
  • "Annus Horribilis" (2010),
  • "Fratelli coltelli. 1943-2010: l´Italia che ho conosciuto" (2010).

No jornalistmo, trabalhou para a Gazzetta del Popolo, O Europeu e Il Giorno, e foi um dos fundadores do prestigiado jornal romano La Repubblica.

Referências

  1. Morre aos 91 anos o escritor italiano Giorgio Bocca Portal Terra (edição de 25 de dezembro de 2011)
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.