Hasso von Manteuffel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hasso-Eccard Freiherr von Manteuffel
Nascimento 14 de janeiro de 1897
Potsdam, Reino da Prússia
Morte 24 de setembro de 1978 (81 anos)
Reith, Áustria
Nacionalidade Alemão
Serviço militar
Lealdade  Império Alemão
 República de Weimar
 Alemanha Nazista
Serviço Wehrmacht
Tempo de serviço 1908–45
Patente General der Panzertruppe
Comando 3º Exército Panzer
5º Exército Panzer
Batalhas/Guerras Primeira Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
Condecorações Diamantes da Cruz de Cavaleiro

Hasso-Eccard Freiherr von Manteuffel (Potsdam, 14 de janeiro de 1897 - Reith 24 de setembro de 1978) foi um comandante das tropas panzer da Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial, sendo condecorado com a maior honraria da Alemanha desta guerra.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Entrou para o Exército como um oficial cadete em 1916 e após se tornou Leutnant num Regimento Hussars. Durante a Primeira Guerra Mundial (1914-18), serviu na cavalaria e no general staff. Durante o período de entre-guerras ele continuou a sua carreira na Cavalaria.[1]

No início da segunda Guerra Mundial, era um Oberstleutnant e instrutor da Escola de Tropas Panzer. Assumiu o comando do Kradschtz.Btl. 3 (13 de Junho de 1940) sendo em seguida promovido para Oberst (1 de Outubro de 1941). ele esteve no comando do l./Schtz.Rgt. 7(1 de Maio de 1941), Pz.Gr.Rgt. 6 (25 de Agosto de 1941) e após a 7. Pz.Gr.Bhg. (15 de Julho de 1942).[1]

Em 8 de Fevereiro de 1943, ele foi posto no comando da Divisão von Manteuffel. A sua carreira mudou em 1943, quando ele foi promovido para Generalmajor em 1 de Maio de 1943, Generalleutnant em 1 de Fevereiro de 1944 e General der Panzertruppe em 1 de Setembro do mesmo ano.[1]

Após ele comandou a 7ª Divisão Panzer (1 de Agosto de 1943), Pz.Gr.Div. "Grossdeutschland" (1 de Fevereiro de 1944) e após o 5º Exército Panzer e 3º Exército Panzer (respectivamente: 1 de Setembro de 1944 e 5 de Março de 1944).[1]

Pós-Guerra[editar | editar código-fonte]

Feito prisioneiro em Maio de 1945, e libertado em 1947, ele iniciou uma nova carreira na indústria, e foi eleito para a Bundestag. Ele foi o autor da História da 7ª Divisão Panzer publicada em 1978. Faleceu em Reith próximo a Innsbruck em 24 de Setemmbro de 1978.[1]

Condecorações[editar | editar código-fonte]

Hasso von Manteuffel foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro (31 de Dezembro de 1941), com Folhas de Carvalho (23 de Novembro de 1943, n° 332), Espadas (22 de Fevereiro de 1944, n° 50) e Diamantes (18 de Fevereiro de 1945, nº 24).[1]

Referências

  1. a b c d e f g Lannoy 2001, p. 75

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Lannoy, François de; Josef Charita (2001). Panzertruppen: German armored troops 1935-1945 (em inglês e francês). Bayeux: Heimdal. 280 páginas. ISBN 978-2840481515 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.