Hitoshi Ashida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hitoshi Ashida
Hitoshi Ashida
Primeiro-ministro do Japão
Período 23 de fevereiro de 1948

até 15 de outubro de 1948

Antecessor Tetsu Katayama
Sucessor Yoshida Shigeru
Dados pessoais
Nascimento 15 de novembro de 1887
Morte 20 de junho de 1959 (71 anos)
linkWP:PPO#Japão

Hitoshi Ashida (15 de novembro de 188720 de junho de 1959) foi um político do Japão. Ocupou o lugar de primeiro-ministro do Japão de 23 de fevereiro de 1948 a 15 de outubro de 1948. Ele foi uma figura proeminente no cenário político imediato do pós-guerra, mas foi forçado a renunciar à sua liderança responsabilidades após um escândalo de corrupção (Shōwa Denkō Jiken) visando dois de seus ministros.

Vida política inicial[editar | editar código-fonte]

Ashida nasceu em Fukuchiyama, Kyoto, e estudou direito civil francês na Universidade Imperial de Tóquio. Após a formatura, trabalhou no Ministério das Relações Exteriores por 20 anos.

Em 1932, Ashida fez sua primeira campanha bem-sucedida por um assento na Câmara dos Representantes como membro do Partido Seiyūkai. Ele ficou ao lado da ala "ortodoxa" de Ichirō Hatoyama após a divisão de Seiyukai em 1939.

Depois da guerra, Ashida ganhou um assento como membro do Partido Liberal, do qual se separou para se fundir com o Partido Progressivo de Kijūrō Shidehara para formar o Partido Democrata. Ashida foi eleito presidente do novo partido e tornou-se Ministro dos Negócios Estrangeiros em 1947 sob o primeiro-ministro socialista Tetsu Katayama.

Ele também presidiu o Comitê sobre o Projeto de Lei para Revisão da Constituição Imperial e atuou como presidente da Kenpō Fukyū Kai, uma sociedade criada para promover a Constituição revisada do Japão, de 1946 a 1948.[1][2] Durante seu mandato, ele fez uma alteração importante ao Artigo Nove da planejada Constituição japonesa, que possibilitou a criação da Força de Autodefesa Japonesa.[3]

Primeiro Ministro e depois na vida[editar | editar código-fonte]

Ashida se tornou primeiro-ministro em 1948, liderando um governo de coalizão de membros democratas e socialistas. Seu mandato terminou apenas sete meses após o início. Dois de seus ministros foram acusados ​​de corrupção no escândalo Shōwa Denkō Jiken, que obrigou o gabinete a renunciar.[4]

Dez anos depois, em 1958, Ashida foi inocentada de todas as acusações relacionadas ao incidente. Ele morreu um ano depois, aos setenta e um anos.

Referências[editar | editar código-fonte]


Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Tetsu Katayama
Primeiro-ministro do Japão
1948 - 1948
Sucedido por
Yoshida Shigeru