Humza Yousaf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Humza Yousaf
Humza Yousaf
Retrato oficial de Humza Yousaf, 2023
6.º primeiro-ministro da Escócia
Período 29 de março de 2023 – presente
Monarca Carlos III
Antecessor(a) Nicola Sturgeon
Líder do Partido Nacional Escocês
Período 27 de março de 2023 – presente
Antecessor(a) Nicola Sturgeon
Membro do Parlamento por Glasgow Pollok
Período 5 de maio de 2016 – presente
Dados pessoais
Nome completo Humza Haroon Yousaf
Nascimento 7 de abril de 1985 (38 anos)
Glasgow, Escócia
Alma mater Universidade de Glasgow
Cônjuge Gail Lythgoe ​(c. 2010; div. 2017)​
Nadia El-Nakla ​(c. 2019)
Filhos(as) 1
Partido Partido Nacional Escocês
Religião Islã

Humza Haroon Yousaf (Glasgow, 7 de abril de 1985) é um político escocês que atualmente serve como Primeiro-ministro da Escócia, além de líder do Partido Nacional Escocês (SNP), desde março de 2023. Yousaf serviu anteriormente sob sua antecessora, Nicola Sturgeon, como secretário de justiça de 2018 a 2021 e depois secretário de saúde de 2021 a 2023. Ele tem sido membro do Parlamento da Escócia pelo distrito Glasgow-Pollok desde a 2016, após ter representado a capital Glasgow de 2011 a 2016.[1]

Yousaf nasceu em Glasgow, capital da Escócia, filho de imigrantes Paquistaneses. Ele estudou ciências políticas na Universidade de Glasgow, antes de trabalhar como assistente parlamentar para Bashir Ahmad, o primeiro muçulmano a ser eleito para o Parlamento Escocês na eleição de 2007. Após Ahmad falecer dois anos depois, Yousaf continuou a trabalhar como assistente, desta vez para Alex Salmond e Nicola Sturgeon. Antes da eleição parlamentar de 2011, ele trabalhou no quartel-general do Partido Nacional Escocês como chefe de comunicações. Nomeado ministro júnior sob Salmond em 2012, Yousaf serviu como ministro das Relações Exteriores e Desenvolvimento Internacional até 2014.[2]

Antes de Sturgeon se tornar primeira-ministra em 2014, ele foi nomeado Ministro para a Europa antes de ser apontado como Ministro dos Transportes e Ilhas em 2016. Como parte da remodelação do gabinete do segundo governo de Sturgeon em 2018, Yousaf foi promovido ao gabinete como secretário de Justiça. Em 2021, foi nomeado secretário de saúde durante a fase posterior da Pandemia de COVID-19 e foi responsável pelo programa para recuperar a NHS, bem como o lançamento em massa do programa de vacinação iniciado sob seu antecessor. Após o anúncio da intenção de Sturgeon de renunciar ao cargo de Líder do SNP e Primeira-Ministra da Escócia, Yousaf venceu a eleição de liderança do partido em 2023, derrotando Kate Forbes por 52% a 48% no segundo turno.[3]

Yousaf foi oficialmente nomeado primeiro-ministro em 29 de março de 2023, tornando-se o mais jovem, o primeiro escocês asiático e muçulmano a ocupar o cargo.[4] Suas visões políticas foram descritas como socialmente progressistas e pró-independência, sendo a favor da proclamação da república na Escócia.[5][6][7]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Primeiro-ministro da Escócia (2023–presente)[editar | editar código-fonte]

Yousaf foi empossado como primeiro ministro da Escócia em 29 de março de 2023,[8] tornando-se o mais jovem, o primeiro escocês asiático e muçulmano a ocupar o cargo desde que foi criado em 1999.[9][10]

Apoia a introdução do esquema de devolução de depósitos, mas não em sua forma atual, sugerindo que deveria excluir as pequenas empresas.[11] Enfatizou a necessidade de uma economia de bem-estar e propôs a introdução de um novo imposto sobre riqueza para arrecadar dinheiro para mais benefícios sociais.[12][13]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

A família de Yousaf em 2023 no Tribunal de Sessão, Edimburgo.

Em meio à controvérsia sobre as opiniões religiosas de Kate Forbes, Yousaf, muçulmano praticante, disse que não "legisla com base em [sua] fé".[14]

Foi casado com a ex-funcionária do Partido Nacional Escocês (SNP) Gail Lythgoe de 2010 a 2016.[15][16] Em 2019, casou-se com a psicoterapeuta Nadia El-Nakla, tendo um filho e um enteado.[17]

Em novembro de 2016, Yousaf foi multado em 300 libras e teve seis pontos de penalidade adicionados à carteira de motorista, após ser pego pela polícia dirigindo o carro de um amigo sem ter seguro para dirigi-lo. Yousaf assumiu total responsabilidade, dizendo: "Aceito totalmente a decisão. Paguei a multa e informei minhas seguradoras sobre os pontos. Este foi um erro honesto e resultado de minhas circunstâncias pessoais durante minha separação."[18]

Ele e sua segunda esposa fizeram uma reclamação de discriminação contra uma creche infantil de Dundee que não ofereceu uma vaga para sua filha em 2021. A reclamação foi mantida pela Inspetoria de Cuidados , que concluiu que a creche "não promovia justiça, igualdade e respeito" em termos de sua política de admissão.[19][20] A ação legal foi posteriormente encerrada por Yousaf e Nadia.[21]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Escócia: independentista Humza Yousaf será 1° premiê muçulmano de uma nação britânica». G1. Consultado em 28 de março de 2023 
  2. «Scotland: Who is new first minister Humza Yousaf?». DW.com. Consultado em 29 de março de 2023 
  3. «Humza Yousaf confirmed as Scotland's new first minister». BBC. Consultado em 29 de março de 2023 
  4. «Humza Yousaf elected by MSPs as Scotland's new first minister». Sky News (em inglês). Consultado em 29 de março de 2023. Cópia arquivada em 29 de março de 2023 
  5. Daisley, Stephen (20 de fevereiro de 2023). «Humza Yousaf looks like Nicola Sturgeon 2.0». The Spectator. Consultado em 23 de fevereiro de 2023. Cópia arquivada em 23 de fevereiro de 2023 
  6. Carrell, Severin (20 de fevereiro de 2023). «Humza Yousaf emerges as frontrunner to replace Nicola Sturgeon». The Guardian. ISSN 0261-3077. Consultado em 23 de fevereiro de 2023. Cópia arquivada em 29 de março de 2023 
  7. «Susan Aitken backs contender as 'progressive and inclusive' in SNP leadership race». Yahoo! Finance. Consultado em 29 de março de 2023. Cópia arquivada em 23 de fevereiro de 2023 
  8. «Humza Yousaf sworn in as Scotland's first minister at Court of Session in Edinburgh». Sky News. 28 de março de 2023. Consultado em 3 de abril de 2023 
  9. «Humza Yousaf confirmed as Scotland's new first minister». BBC News. 28 de março de 2023. Consultado em 3 de abril de 2023. Cópia arquivada em 29 de março de 2023 
  10. «Humza Yousaf elected by MSPs as Scotland's new first minister». Sky News. Consultado em 3 de abril de 2023. Cópia arquivada em 29 de março de 2023 
  11. «Humza Yousaf: What will be in the new first minister's in-tray?». BBC News. 28 de março de 2023. Consultado em 29 de março de 2023. Cópia arquivada em 28 de março de 2023 
  12. Kent, Lauren (27 de março de 2023). «Humza Yousaf wins race to replace Sturgeon as Scotland's next leader». CNN (em inglês). Consultado em 29 de março de 2023. Cópia arquivada em 28 de março de 2023 
  13. «Scotland's business community reacts to Humza Yousaf win». The National (em inglês). Consultado em 29 de março de 2023. Cópia arquivada em 29 de março de 2023 
  14. Carrell, Severin (20 de fevereiro de 2023). «Humza Yousaf emerges as frontrunner to replace Nicola Sturgeon». The Guardian. ISSN 0261-3077. Consultado em 3 de abril de 2023. Cópia arquivada em 23 de fevereiro de 2023 
  15. «SNP activist caught up in 'fake leaflet' row». The Scotsman. 17 de abril de 2012. Consultado em 27 de junho de 2020. Cópia arquivada em 3 de agosto de 2021 
  16. McLaughlin, Mark (4 de outubro de 2019). «Journey of discovery: interview with Humza Yousaf». Holyrood Website. Consultado em 3 de abril de 2023. Cópia arquivada em 1 de março de 2020 
  17. Malik, Paul (14 de outubro de 2019). «Dundee case worker married to justice secretary shares heartbreak after three miscarriages». The Courier. Consultado em 3 de abril de 2023. Cópia arquivada em 3 de outubro de 2020 
  18. Gordon, Tom (8 de dezembro de 2016). «SNP Transport Minister Humza Yousaf blames marriage split for driving without insurance». The Herald. Consultado em 1 de março de 2020. Cópia arquivada em 10 de novembro de 2020 
  19. «Humza Yousaf complaint against Dundee nursery upheld». BBC News. 3 de novembro de 2021. Consultado em 3 de abril de 2023. Cópia arquivada em 24 de março de 2022 
  20. Carrell, Severin (3 de novembro de 2021). «Scottish minister's complaint against nursery upheld by inspectors». The Guardian. Consultado em 3 de abril de 2023. Cópia arquivada em 24 de março de 2022 
  21. Bussey, Katrine (7 de fevereiro de 2023). «Nursery boss says Humza Yousaf's wife has 'terminated' legal action». The independent. Consultado em 3 de abril de 2023. Cópia arquivada em 27 de março de 2023 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]