Ingo Schulze

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ingo Schulze
Nascimento 15 de dezembro de 1962 (57 anos)
Dresden
Cidadania Alemanha
Alma mater Universidade de Jena, Kreuzschule
Ocupação escritor, jornalista, romancista
Prêmios Cruz da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha, Prémio Bertolt Brecht de literatura, Prémio Peter Weiss, Prêmio Samuel Bogumil Linde, Prémio Alfred Döblin, Medalha Johannes Bobrowski, Prêmio Joseph Breitbach

Ingo Schulze é um escritor alemão nascido em Dresden em 1962. É autor de, entre outros, Vidas Novas e Adam e Evelyn.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de um professor de física e uma médica, Schulze nasceu na então Alemanha Oriental, onde prestou o serviço militar. Graduou-se em filologia clássica e literatura alemã em Iena.

Trabalhou como dramaturgo do Landestheater de Altenburg entre 1988 e 1990. Foi também editor de jornais, função que o levou a morar por curto tempo em São Petersburgo, mudando-se em seguida para Berlim, onde vive desde então. Em 1995 publicou seu primeiro livro, 33 Augenblicke des Glücks, com o qual ganhou o prêmio literário Aspekte. Desde 2006 é membro da Academia de Artes de Berlim e da Academia Alemã de Língua e Poesia. Em 2007 passou a integrar também a Academia de Artes da Saxônia. Suas obras já foram traduzidas para 27 idiomas.

No Brasil, a editora Cosac Naify publicou as obras Senhor Augustin (2009), Celular (2007), Vidas Novas (2009) e Adam e Evelyn (2013).[1]

Referências

  1. Ingo Schulze, Adam e Evelyn, p. 379, Cosac Naify, 2013