Júlio Machado Vaz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Júlio Machado Vaz
Nome completo Júlio Guilherme Ferreira Machado Vaz
Nascimento
Porto,  Portugal
Género(s) Psiquiatria, sexologia
Magnum opus Olhos nos olhos

Júlio Guilherme Ferreira Machado Vaz ComIH (Porto, 16 de Outubro de 1949) é um médico psiquiatra e sexólogo português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho do professor universitário Júlio Machado de Sousa Vaz e da cantora Maria Clara, é bisneto de Bernardino Machado, filho do 1.º Barão de Joane.

Doutorou-se em Psicologia Médica e foi Professor auxiliar do Departamento de Ciências do Comportamento do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto, onde foi regente da cadeira de Antropologia Médica, e ainda professor do Mestrado de Sexologia da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. É vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Sexologia Clínica.

A 30 de Janeiro de 2006 foi feito Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.[1]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Publicou vários livros:

  • Sexo dos Anjos (Relógio d'Água, 1991);
  • O Fio Invisível (Relógio d'Água, 1992);
  • Domingos, Sábados e Outros Dias (Relógio d'Água, 1993);
  • Muros (Relógio d'Água, 1996);
  • Conversas no Papel (Relógio d'Água, 1997);
  • Estilhaços (Relógio d'Água, 2000);
  • Estes Difíceis Amores (Dom Quixote, 2002);
  • Olhos nos Olhos - Histórias de Sexo e Vida (Dom Quixote, 2003);
  • O Tempo dos Espelhos (Texto Editores, 2006).
  • O Amor é… (Texto Editores, 2007).
  • Aqui entre Nós (Oficina do Livro, 2011).

É autor do blogue Murcon.

Televisão[editar | editar código-fonte]

Participou em diversos programas de rádio e televisão, mantendo-se actualmente (Maio de 2009) na Antena 1 (RDP) com O Amor É… (com a jornalista Inês Menezes) de segunda a sexta e, aos domingos de manhã, em emissão alargada.

É, desde 2010, comentador do programa desportivo Trio d'Ataque, onde representa o Sport Lisboa e Benfica.

Prémios[editar | editar código-fonte]

Foi premiado, em 2005, com o Prémio Arco-íris,[2] da Associação ILGA Portugal, pelo seu contributo na luta contra a discriminação e homofobia.

Referências

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Júlio Machado Vaz". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 2015-08-01. 
  2. «Prémios Arco-Íris». ILGA Portugal. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]