Jenny Klabin Segall

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Jenny Klabin)
Ir para: navegação, pesquisa
Jenny Klabin Segall
Nascimento Jenny Klabin Segall
15 de fevereiro de 1899
 Brasil
Morte 2 de agosto de 1967 (68 anos)
Nacionalidade brasileira
Filho(s) Maurício Klabin Segall, Oscar Klabin Segall

Jenny Klabin Segall (15 de fevereiro de 18992 de agosto de 1967) foi uma escritora, tradutora e pianista[1] brasileira. Jenny foi a idealizadora do Museu Lasar Segall.[2][3][4][5][6][7]

Filha do empresário Maurício Freeman Klabin e de Bertha Obstand, ambos imigrantes lituanos. Casou-se com o artista plástico Lasar Segall e juntos tiveram dois filhos: Oscar Klabin Segall e Maurício Klabin Segall, (este casado com Beatriz Segall).

Em agosto de 1957, após a morte do seu marido, reuniu e catalogou as obras e foi curadora do acervo. Em 1966 Jenny promoveu mostras de Segall em doze cidades da Europa e três de Israel. Transformou então a sua casa no que é hoje o Museu Lasar Segall. O museu só foi efetivamente criado após sua morte, pelos filhos. Jenny morreu em agosto de 1967 e o museu foi inaugurado em setembro do mesmo ano.[8][8][9][10]

Para a língua portuguesa traduziu importantes obras de renomes internacionais como Fausto, de Goethe, e obras de Racine, Corneille[8] e Molière.[11]

Referências

  1. «O Klabin "pobre"». Gazeta Russa. 1º de março de 2012. Consultado em 27 de abril de 2014 
  2. «Biblioteca Jenny Klabin Segall». Museu Segall. Consultado em 27 de abril de 2014 
  3. «Biblioteca Jenny Klabin Segall irá se mudar em 2011 para a Cinemateca Brasileira (Vila Clementino, São Paulo)». Portal Bragança. Consultado em 27 de abril de 2014 
  4. «Tradução clássica de Jenny Klabin Segall traz gravuras de Eugène Delacroix». Revista Época. Consultado em 27 de abril de 2014 
  5. «Traduções Jenny Klabin Segall». Editora 34. Consultado em 27 de abril de 2014 
  6. «O museu Lasar Segall na década de 70 - Maria Lúcia Alexandrino Segall». EdUSP. Consultado em 27 de abril de 2014 
  7. «Controvérsias e Dissonâncias - Maurício Segall». EdUSP. Consultado em 27 de abril de 2014 
  8. a b c «Museu Lasar Segall refaz trajetória de Jenny Klabin». Folha Uol. Consultado em 27 de abril de 2014 
  9. «Boitempo Editorial - Maurício Segall». Boitempo Editorial. Consultado em 27 de abril de 2014 
  10. «Acervo - Lasar Segall». Estadão. Consultado em 27 de abril de 2014 
  11. «Tarsila cronista: Molière em português (29/09/1937) - Aracy Amaral: Introdução e organização». EdUSP. Consultado em 27 de abril de 2014 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.