Jerzy Kukuczka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jerzy Kukuczka
Jerzy Kukuczka e Andrzej Czok, Monte Everest, 1980.
Nascimento 24 de março de 1948
Katowice, Polônia
Morte 24 de outubro de 1989 (41 anos)
Nacionalidade Polonesa

Jerzy Kukuczka (24 de março de 1948, Katowice, Polônia - 24 de outubro de 1989, ascensão do Lhotse, Nepal) foi um montanhista polonês. Em 18 de setembro de 1987 ele se tornou o segundo homem depois de Reinhold Messner a ter escalado todas as montanhas com mais de 8000 metros do mundo.

Kukuczka é considerado por muitos como um dos melhores alpinistas de alta altitude de todos os tempos. Ele escalou todos os quatorze picos com mais de 8000 m mais rapidamente do que qualquer outra pessoa (em sete anos, onze meses e quatorze dias) até quando em 20 de maio de 2013 o coreano Kim Chang-ho conseguiu de bater esse recorde com oito dias de antecipo e sem tiver usado oxigênio suplementar [1]. Durante a sua carreira como alpinista, Kukuczka estabeleceu dez novas rotas e escalou quatro picos (dos quais três pela primeira vez) em invernal. Ele utilizou ocasionalmente oxigênio suplementar durante a subida do Everest.

  1. 1979 - Lhotse - rota normal
  2. 1980 - Monte Everest - nova rota
  3. 1981 - Makalu - nova rota, solo
  4. 1982 - Broad Peak - rota normal, estilo alpino
  5. 1983 - Gasherbrum II - nova rota, estilo alpino
  6. 1983 - Gasherbrum I - nova rota, estilo alpino
  7. 1984 - Broad Peak - nova rota, estilo alpino
  8. 1985 - Dhaulagiri - primeira ascensão invernal
  9. 1985 - Cho Oyu - ascensão invernal, nova rota
  10. 1985 - Nanga Parbat - nova rota
  11. 1986 - Kanchenjunga - primeira ascensão invernal
  12. 1986 - K2 - nova rota, estilo alpino
  13. 1986 - Manaslu - nova rota, estilo alpino
  14. 1987 - Annapurna I - primeira ascensão invernal
  15. 1987 - Shishapangma - nova rota, estilo alpino

Jerzy Kukuczka morreu durante uma tentativa de escalar a face sul do Lhotse, no Nepal, em 24 de outubro de 1989, a uma altitude de cerca de 8200 metros. Uma corda de segunda-mão que ele comprara em um mercado de Katmandu rompeu-se durante a ascensão, causando uma queda mortal.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. «S. Korean sets record for reaching Himalayan peaks without oxygen tanks | YONHAP NEWS». english.yonhapnews.co.kr. Consultado em 16 de março de 2016