João Batista de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

João Batista de Oliveira, primeiro e único barão de Aguapeí, (Aguapeí, c. 1800Cuiabá, 14 de janeiro de 1879) foi um militar e político brasileiro, chegando à patente de brigadeiro do exército e chefiando até sua morte o Partido Liberal.

Filho do militar português António Bernardo de Oliveira e de Ana d´Alincourt. Casou-se com Maria Alves da Cunha Ribeiro, a qual possuía parentesco com o barão de Poconé.

Foi presidente da província de Mato Grosso, de 13 de abril a 7 de setembro de 1868 e de 2 de março a 6 de julho de 1878.

Títulos nobiliárquicos e honrarias[editar | editar código-fonte]

Barão de Aguapeí

Título conferido por decreto imperial em 20 de maio de 1863.[1] Faz referência à localidade onde nasceu o nobre, Aguapeí; o termo vem do tupi a'gwa (redondo) + pewa (chato), sendo aguapé o termo tupi para vitória-régia.

Referências

  1. VASCONCELOS, José Smith de; VASCONCELOS, Rodolfo Smith de (1918). Archivo nobiliarchico brasileiro. Lausanne: Imprimerie La Concorde. p. 30 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. Relatório apresentado ao ilmo. e exmo. sr. dr. José Vieira Couto de Magalhães, presidente da província de Mato Grosso, pelo vice-presidente Barão de Aguapeí ao entregar a administração da mesma província em 7 de julho de 1868


Precedido por
José Vieira Couto de Magalhães
Presidente da província de Mato Grosso
1868
Sucedido por
José Vieira Couto de Magalhães
Precedido por
Hermes Ernesto da Fonseca
Presidente da província de Mato Grosso
1878
Sucedido por
João José Pedrosa


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.