João Pedro Cary

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde setembro de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
João Pedro Cary
Nome completo João Pedro Cary Viana Lopes de Mascarenhas
Nascimento 18 de novembro de 1993 (25 anos)
Lisboa, Lapa
Nacionalidade português
Ocupação Ator
Página oficial

João Pedro Cary Viana Lopes de Mascarenhas mais conhecido por João Pedro Cary ou João Pedro Mascarenhas (Lisboa, Lapa, 18 de Novembro de 1993) é um ator português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Único filho de Pedro Alexandre Lopes Monteiro de Mascarenhas (Lisboa, Campo Grande, 8 de Maio de 1966) e de sua mulher (1989) Maria Alexandra Consolado Cary de Almeida Viana (Lisboa, Alvalade, 30 de Junho de 1967), também atriz, com o nome de Alexandra Mascarenhas, sobrinha-bisneta e prima-sobrinha-bisneta do 1.º Visconde de Alter do Chão, duas vezes sobrinha-tetraneta do 1.º Barão de Brissos e prima em quarto grau de António Borges.[1][2]

Desde jovem surge como modelo e actor tendo começado na figuração.

Em finais de 2005, começa um período conturbado devido a vários escândalos a nível pessoal. Estes escândalos surgem, quando sai em relevo no extinto jornal Tal & Qual, que o ator era obrigado a trabalhar doente. Na altura, interpretava um papel de relevo na telenovela Ninguém como Tu e também teria sido selecionado para uma peça infantil. Mas devido a um acidente, que levou-o a ficar com o braço engessado, segundo dizem compareceu nos ensaios queixando-se de dores tendo a produção determinado a sua substituição. Não conformada com esta atitude, a mãe do actor, expõe a público a sua indignação e é acusada de explorar o filho o que mais tarde foi provado não ser verdade.[carece de fontes?]

Em 2006, é seleccionado para ser um dos filhos do Capitão von Trapp na peça de teatro Música no Coração em cena no Teatro Politeama. Mas uma desavença com a mãe e o encenador Filipe La Féria determinaram a sua expulsão.[carece de fontes?]

Mais tarde, consegue um papel de audiovisual na série juvenil Morangos com Açúcar V, mas a sua permanência foi de pouca duração. E voltam a surgir rumores de um conflito entre a mãe e a produtora NBP os quais nunca foram provados.[carece de fontes?]

Em finais de 2007, outro escândalo surge a público foi acusado por ter iniciado um pequeno incêndio, dentro do recinto da escola onde frequentava. Este também nunca foi provado.

Em 2010, surge no concurso "Achas que Sabes Dançar", provando a todos que continua a investir nos seus estudos e carreira.

Televisão[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Dança[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Manuel de Mello Correia, António Luís Cansado de Carvalho de Matos e Silva e António da Costa de Albuquerque de Sousa Lara, 2.º Conde de Guedes (1985). Anuário da Nobreza de Portugal. [S.l.]: Instituto Português de Heráldica. pp. Tomo II. 415 
  2. Manuel da Costa Juzarte de Brito, Nuno Gonçalo Pereira Borrego e Gonçalo Manuel de Mello Gonçalves Guimarães (2002). Livro Genealógico das Famílias desta Cidade de Portalegre 1.ª ed. Lisboa: [s.n.] 441 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]