João de Vercelli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Beato João de Vercelli, O.P.
Mestre-geral da Ordem dos Pregadores
Beato João de Vercelli
Nascimento c. 1205 em Mosso, Biella, Itália
Morte 30 de novembro de 1283 (78 anos) em Montpellier, França
Veneração por Igreja Católica
Beatificação Século XIX por papa Pio X
Festa litúrgica 8 de maio
Gloriole.svg Portal dos Santos

João de Vercelli (em italiano: Giovanni da Vercelli), nascido na diocese de Vercelli no início do século XIII, foi um religioso italiano e Mestre-geral da Ordem dos Pregadores.

História[editar | editar código-fonte]

Foi enviado ainda bastante novo a estudar na Universidade de Paris, onde se formou, e se tornou Mestre leccionando Direito Romano e Direito Canónico.

Por influência de Jordão de Saxónia, futuro mestre-geral da Ordem dos Pregadores, igualmente estudante em Paris, ingressou na nascente ordem, fazendo o seu noviciado na cidade de Bolonha. Mais tarde foi enviado à sua terra natal para ali fundar um convento do qual veio a ser prior. Como vigário do mestre-geral desempenhou diversas missões na Hungria, até que foi eleito prior do Convento de Bolonha e, mais tarde, prior provincial da Lombardia.

Eleito mestre-geral da ordem, desempenhou tais funções por mais de 20 anos, apesar dos seus pedidos para ser dispensado de tal cargo.

Como mestre-geral foi conselheiro de diversos Papas, tendo Inocêncio IV nomeado-o como comissário encarregue de reconciliar as cidades italianas desavindas, bem como inquisidor na República de Veneza. O papa Urbano IV nomeou-o procurador apostólico da Santa Cruzada e foi núncio do papa Gregório X para o estabelecimento da paz entre as repúblicas de Veneza, Génova, Pisa, Florença e Bolonha. Os papas João XXI e Nicolau III enviaram-no como legado pontifício a Castela e a França em missões diplomáticas e Clemente IV tomou-o como seu conselheiro especial.

No convento de Bolonha mandou erguer um monumental memorial a São Domingos sob o seu túmulo, apesar do seu carácter por todos reconhecido de despojamento pessoal, simplicidade de vida e rigor no cumprimento da pobreza e regular observância. Grande defensor da doutrina de São Tomás de Aquino, tornou-o de leitura e estudo obrigatório em toda a Ordem.

Faleceu no convento dominicano de Monte Pessulano, a 2 de dezembro de 1283, sendo-lhe desde então prestado culto como um dos grandes bem-aventurados da Ordem, culto esse que foi confirmado pelo papa Pio X no século XIX.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um santo, um beato ou um religioso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.