Beato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: "Bem-aventurado" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Bem-aventurado (desambiguação). Para outros significados, veja Beato (desambiguação).

Um beato (do latim beatum, "feliz", "bem-aventurado") é, no direito canónico da Igreja Católica, um homem ou uma mulher cujo processo de beatificação foi concluído; depois, esse processo prosseguirá em direcção à canonização se verificarem as condições requeridas para o efeito; em caso afirmativo, o candidato será reconhecido como santo.[1]

Quando alguém é beatificado, essa pessoa passa a ser um exemplo das virtudes cristãs (mais ou menos como um santo), seja por martírio ou por outros exemplos, e seu culto passa a ser permitido, mas diferentemente dos santos, o culto só é permitido em sua região de origem ou onde viveu.[1] Os beatos não podem ser representados com o Halo e os mesmos não podem ter igrejas próprias (a não ser que sejam lhes concedidas especialmente) e também não podem ser padroeiros.[2]

A organização responsável por analisar as virtudes, obras e milagres de potenciais beatos é a Congregação para as Causas dos Santos, que pertence à Santa Sé.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]


Etapas dos processos de Beatificação e Canonização/Santificação
na Igreja Católica Apostólica Romana
  Servo de Deus   →   Venerável   →   Beato   →   Santo  


Ícone de esboço Este artigo sobre catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b «Qual a Diferença entre Santo e Beato?». Nossa Sagrada Família. Consultado em 29 de junho de 2020 
  2. «Qual a Diferença entre um Beato e um Santo?». Vidã Cristã. 10 de maio de 2018. Consultado em 29 de junho de 2020 
  3. «Conceito de beato». Conceito.de. Consultado em 29 de junho de 2020