Joaquim Floriano do Espírito Santo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Joaquim Floriano do Espírito Santo
Nascimento 9 de janeiro de 1866
Rio de Janeiro
Morte 21 de julho de 1907 (41 anos)
Tibagi
Nacionalidade brasileira
Ocupação fazendeiro e político

Joaquim Floriano do Espírito Santo (Rio de Janeiro, 9 de janeiro de 1866Tibagi, 21 de julho de 1907) foi um político brasileiro. Foi um agrimensor,[1] fazendeiro e deputado estadual.[2]

Filho de Julião Floriano do Espírito Santo e Leopoldina Carolina da Glória Esteves do Espírito Santo. Casou-se com Juliana Grein do Espírito Santo.

Ficou conhecido por ser um dos principais líderes de oposição ao coronel Telêmaco Augusto Enéas Morosini Borba.[3] Em 1900 Espírito Santo elegeu-se deputado estadual[4] e elegeu-se prefeito de Tibagi em 1905.[3]

Joaquim Floriano morreu assassinado a tiros na noite do dia 21 de julho de 1907, e não se sabe qual foi o verdadeiro motivo desse crime, se foi por questões políticas ou um crime passional.[3]

Referências

  1. Edmundo Alberto Mercer, Luiz Leopoldo Mercer (1934). «História de Tibagi». Google Books - Prefeitura Municipal de Tibagi. Consultado em 17 de janeiro de 2015. 
  2. «Tibagianos eleitos marcam história do Paraná». Prefeitura Municipal de Tibagi. 8 de outubro de 2010. Consultado em 17 de janeiro de 2015.. Arquivado do original em 18 de janeiro de 2015 
  3. a b c Goltz, Karine Karoline (maio de 2012). «Grupo Escolar Telêmaco Borba de Tibagi/PR (1915)». Revista HISTEDBR On-line, Campinas, número especial, p. 181-196, mai2012 - ISSN: 1676-2584. Consultado em 17 de janeiro de 2015. 
  4. «Perfil de Joaquim Floriano do Espírito Santo no portal da ALEP». ALEP. Consultado em 17 de janeiro de 2015. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.