John Dunstable

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
John Dunstable
Nascimento 1390
Morte 24 de dezembro de 1453 (63 anos)
Londres
Cidadania Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda
Ocupação compositor

John Dunstable ou Dunstaple (Dunstable, Bedfordshire, c.1390Londres, 24 de dezembro de 1453) foi um dos primeiros grandes músicos e compositores ingleses (século XV), que provavelmente escreveu o primeiro acompanhamento instrumental para a música da igreja.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido numa data que pode estar entre os anos de 1370 a 1400, o mais provável que seja por volta de 1390, pouco se sabe sobre sua vida. Além de músico, foi matemático e astrônomo. Dunstable esteve a serviço do duque de Bedford entre 1422 e 1435, durante sua regência sobre a França, morando lá por muitos anos. Há controvérsias ser ele ou não John Dustavylle, relacionado à Catedral de Hereford entre 1419 a 1440. Serviu ainda Joana de Navarra, segunda mulher de Henrique IV. John Dunstable morreu no dia 24 de dezembro de 1453.

Obra[editar | editar código-fonte]

Dunstable é o responsável pela renovação harmônica da música medieval, ao empregar sistematicamente tríades com terceiras e sextas no tratamento polifônico de suas obras. Este estilo, também conhecido como o falso bordão inglês, seria o prenúncio da riqueza melódica presente em todo o Renascimento. Apesar da sua música carregar características medievais, como o isorritmo e textos diferentes nas vozes, Dunstable é considerado o primeiro compositor renascentista. Dunstable foi também o primeiro compositor que se conhece que teve a preocupação de preparar as dissonâncias, isto é, a música era conduzida até elas, não eram mais uma ocorrência aleatória. Foi muito admirado pelos seus contemporâneos pelo efeito ininterruptamente harmonioso de sua escrita, pelo domínio magistral do contraponto e pela beleza da linha melódica. Quase tudo o que sobrevive de sua obra é música sacra. Durante as décadas de 1420 e 1430 ele foi a figura dominante da música europeia, responsável pela colocação da Inglaterra na vanguarda da evolução das formas, e continuou sendo um mestre venerado até sua morte. Foi a principal influência de músicos como Leonel Power, seu contemporâneo, com quem divide os créditos pela primeira missa feita baseadas em apenas um cantus firmus, o que lhe dava um caráter cíclico, ligando toda a obra, Guillaume Dufay e Gilles Binchois, posteriores a ele.[2]

Entre suas obras estão missas, motetos e chansons. Apesar de várias obras suas em italiano, é incerta sua autoria sobre a música Rosa bela, um dos mais belos exemplos do período.

Referências

  1. Clancy, Ronald M. (2008). Sacred Christmas Music: The Stories Behind the Most Beloved Songs of Devotion (em inglês) ilustrada ed. Nova Iorque: Sterling Publishing Company, Inc. p. 35. ISBN 1402758111. Consultado em 24 de dezembro de 2013 
  2. Hindley, Geoffrey (ed.). The Larousse Encyclopedia of Music. Hamlyn, 1971, pp. 142-143

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre John Dunstable
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) compositor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.