John Dunstable

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
John Dunstable
Nascimento 1390
Morte 24 de dezembro de 1453 (63 anos)
Londres
Cidadania Reino Unido
Ocupação compositor

John Dunstable ou Dunstaple (Dunstable, Bedfordshire, c.1390Londres, 24 de dezembro de 1453) foi um dos primeiros grandes músicos e compositores ingleses (século XV), que provavelmente escreveu o primeiro acompanhamento instrumental para a música da igreja.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido numa data que pode estar entre os anos de 1370 a 1400, o mais provável que seja por volta de 1390, pouco se sabe sobre sua vida. Além de músico, foi matemático e astrônomo. Dunstable esteve a serviço do duque de Bedford entre 1422 e 1435, durante sua regência sobre a França, morando lá por muitos anos. Há controvérsias ser ele ou não John Dustavylle, relacionado à Catedral de Hereford entre 1419 a 1440. Serviu ainda Joana de Navarra, segunda mulher de Henrique IV. John Dunstable morreu no dia 24 de dezembro de 1453.

Obra[editar | editar código-fonte]

Dunstable é o responsável pela renovação harmônica da música medieval, ao empregar sistematicamente tríades com terceiras e sextas no tratamento polifônico de suas obras. Este estilo, também conhecido como o falso bordão inglês, seria o prenúncio da riqueza melódica presente em todo o Renascimento. Apesar da sua música carregar características medievais, como o isorritmo e textos diferentes nas vozes, Dunstable é considerado o primeiro compositor renascentista. Dunstable foi também o primeiro compositor que se conhece que teve a preocupação de preparar as dissonâncias, isto é, a música era conduzida até elas, não eram mais uma ocorrência aleatória. Foi muito admirado pelos seus contemporâneos pelo efeito ininterruptamente harmonioso de sua escrita, pelo domínio magistral do contraponto e pela beleza da linha melódica. Quase tudo o que sobrevive de sua obra é música sacra. Durante as décadas de 1420 e 1430 ele foi a figura dominante da música europeia, responsável pela colocação da Inglaterra na vanguarda da evolução das formas, e continuou sendo um mestre venerado até sua morte. Foi a principal influência de músicos como Leonel Power, seu contemporâneo, com quem divide os créditos pela primeira missa feita baseadas em apenas um cantus firmus, o que lhe dava um caráter cíclico, ligando toda a obra, Guillaume Dufay e Gilles Binchois, posteriores a ele.[2]

Entre suas obras estão missas, motetos e chansons. Apesar de várias obras suas em italiano, é incerta sua autoria sobre a música Rosa bela, um dos mais belos exemplos do período.

Referências

  1. Clancy, Ronald M. (2008). Sacred Christmas Music: The Stories Behind the Most Beloved Songs of Devotion (em inglês) ilustrada ed. Nova Iorque: Sterling Publishing Company, Inc. p. 35. ISBN 1402758111. Consultado em 24 de dezembro de 2013 
  2. Hindley, Geoffrey (ed.). The Larousse Encyclopedia of Music. Hamlyn, 1971, pp. 142-143

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre John Dunstable
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) compositor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.