José Miguel Carrera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
José Miguel Carrera
Nascimento José Miguel Marcos del Carmen de la Carrera y Verdugo
15 de outubro de 1785
Santiago (Império Espanhol)
Morte 4 de setembro de 1821 (35 anos)
Mendoza (Províncias Unidas do Rio da Prata)
Sepultamento Catedral Metropolitana de Santiago
Cidadania Chile
Progenitores
  • Ignacio de la Carrera
Cônjuge Mercedes Fontecilla
Filho(s) José Miguel Carrera Fontecilla
Irmão(s) Javiera Carrera, Juan José Carrera, Luis de la Carrera y Verdugo
Alma mater
  • Convictorio Carolino
Ocupação político, militar
Lealdade Chile
Arms of Carrera Family (Nobiliario).svg
Religião catolicismo
Causa da morte Perfuração por arma de fogo
Assinatura
Firmacarrera3.PNG

José Miguel de la Carrera y Verdugo (Santiago do Chile, 15 de outubro de 1785Mendoza, 4 de setembro de 1821)[1] foi um político e militar chileno, ativista da independência do Chile.[2]

Vida[editar | editar código-fonte]

Foi um general chileno, ex-militar espanhol, membro da proeminente família Carrera e considerado um dos fundadores da Chile independente. Carrera foi o líder mais importante da Guerra da Independência do Chile durante o período da Pátria Vieja ("República Velha"). Depois da "Reconquista de Chile" espanhola ("Reconquista"), ele continuou a campanha do exílio após a derrota. Sua oposição aos líderes independentes da Argentina e do Chile San Martin e O'Higgins respectivamente o fez viver no exílio em Montevidéu. De Montevidéu Carrera viajou para a Argentina, onde se juntou à luta contra os unitaristas. O pequeno exército de Carreras acabou ficando isolado das outras forças federalistas na Província de Buenos Aires . Nessa difícil situação, Carrera decidiu cruzar para terras controladas por nativos até o Chile para derrubar de uma vez por todas o diretor supremo chileno O'Higgins. Sua passagem para o Chile, que era seu objetivo final, teve a oposição de políticos argentinos e ele se engajou junto a tribos indígenas, entre os Ranquels , em uma campanha contra as províncias do sul da Argentina. Após a queda do aliado de Carreras, a República de Entre Ríos, e várias vitórias contra as Províncias Unidas dos homens do Río da Prata Carrera foram finalmente derrotadas por forças numericamente superiores perto de Mendoza. Carrera foi então traído por um de seus ajudantes argentinos, levando à sua captura e execução naquela cidade. José Miguel Carrera era descendente de bascos.[3][4]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: José Miguel Carrera

Referências

  1. Wikisource-logo.svg Vários autores (1911). «Carrera, José Miguel». In: Chisholm, Hugh. Encyclopædia Britannica. A Dictionary of Arts, Sciences, Literature, and General information (em inglês) 11.ª ed. Encyclopædia Britannica, Inc. (atualmente em domínio público) 
  2. «José Miguel Carrera». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 3 de maio de 2021 
  3. «Conciencia de un Legado (Conscience of a Legacy)». El Mercurio. Consultado em 4 de janeiro de 2016 
  4. Barros Arana, Diego (1855). Historia Jeneral de la Independencia de Chile (em espanhol). I – IV . Santiago, Chile: Imprenta del Ferrocarril
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.